skip to Main Content
9 de julho de 2020 | 09:09 pm

SOUTO CRITICA HOSPITAL E DIRETOR DIZ QUE EX-GOVERNADOR SOFRE AMNÉSIA

Tempo de leitura: 3 minutos

Paulo_SoutoO ex-governador Paulo Souto (foto) pisou na bola nesta terça (13) ao questionar o horário de funcionamento do Hospital Otávio Mangabeira, em Salvador. Em tom de denuncismo, disse que o governo baiano cometia um absurdo. Disse ele, conforme sua assessoria:
– O funcionamento em horário comercial do Hospital Otávio Mangabeira, especializado em enfermidades respiratórias, é mais uma prova do descaso do atual governo petista com a vida das pessoas. Agora os pacientes vão ter que combinar com a doença o horário de adoecerem. Um absurdo!
Momentos depois da denúncia, o diretor do Hospital, Renan Araújo, ex-secretário da Saúde de Itabuna, rebateu o ex-governador. Renan considerou a atitude de Souto “um desespero”.
– No afã de atacar a gestão da saúde de Wagner perdeu completamente o mínimo compromisso com a verdade e parece que foi acometido de amnésia.
Funcionários que trabalham no Otávio Mangabeira há mais de 20 anos repudiaram a ação de Souto. “Por atuar no HEOM desde 1992, posso reafirmar que o hospital nunca funcionou como unidade de emergência!”, disse a servidora Joanice Macedo por meio do Facebook.
Abaixo, confira o desabafo do diretor nas redes sociais:
renan araujo2Renan Araújo
Paulo Souto partiu para o desespero. No afã de atacar a gestão da saúde de Wagner perdeu completamente o mínimo compromisso com a verdade e parece que foi acometido de amnésia.

Hoje ele “denunciou” amplamente na imprensa, com manchete bombástica que “um hospital público na Bahia funciona em horário comercial”. Refere-se o candidato do DEM ao Hospital que ora dirijo: o Hospital Otávio Mangabeira.

Esse senhor foi governador da Bahia por oito anos. Nunca, em nenhum dia da sua gestão o Otávio Mangabeira teve emergência aberta em horário noturno e finais de semana.

Não é um hospital de emergência! É um hospital especializado em doenças pulmonares que recebe seus pacientes encaminhados pela regulação e também internados a partir do seu ambulatório.

Nesse aspecto, não mudamos nada do que funcionava no período de Paulo Souto.

Mas outras coisas foram mudadas. Nos anos de Governo Jaques Wagner inúmeras melhorias foram realizadas naquele hospital. Foi implantada uma segunda UTI, reformado o ambulatório de tuberculose, ampliada e melhorada a recepção de pacientes que vão realizar exames, reformada a pediatria, realizada pintura geral, troca de camas e mobiliário, incorporados novos equipamentos e de novos serviços.

Durante a epidemia de H1N1 foi mantido aberto no Otávio Mangabeira um pronto atendimento que funcionou por meses em regime de 24 horas.

A primeira vez que visitei o Otávio, quando fui diretor da SESAB, pude verificar o estado lastimável em que Paulo Souto deixou aquela unidade. Pude também contribuir com diversas melhorias e agora tenho a honra de ser seu diretor.

Se Paulo Souto pensa que dessa maneira vai ganha votos e a eleição está muito enganado. Mentira não se sustenta!

O Hospital Otávio Mangabeira funciona 24 horas por dia todos os dias da semana, tratando de pacientes portadores de tuberculose, DPOC, tumores, pneumonia e demais doenças pulmonares e aqueles que necessitam de cuidados intensivos. Possui um quadro de profissionais da mais alta competência e dedicação no tratamento da tuberculose, na cirurgia torácica, na referência que somos em doenças pulmonares.

Serviços ambulatoriais importantes fazem parte de seu perfil: fibrose cística, DPOC, asma grave, alergologia, tratamento de tuberculose, inclusive a multi-resistente, dentre outros.

Estamos ampliando nossa capacidade de atendimento, realizando ainda mais melhorias, embalados com a chegada de inúmeros profissionais.

Se Paulo Souto fosse melhor assessorado, ou buscasse ser coerente com a sua memória, nunca abriria a boca para fabricar uma “notícia” dessa maneira.

Os servidores do Hospital Especializado Otávio Mangabeira certamente não ficarão satisfeitos com declaração tão leviana por parte de um ex-governador que pretende retornar ao comando do Estado. Os pacientes que lá estão internados e assistidos certamente não entenderão uma declaração dessas, calcada em mentira e no oportunismo.
Renan Araújo é diretor do Hospital Otávio Mangabeira e ex-secretário de Saúde de Itabuna.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top