skip to Main Content
20 de abril de 2021 | 10:11 am

LUZ PARA TODOS: PROFESSORA LUTA HÁ 4 ANOS PARA TER ENERGIA EM CASA

Tempo de leitura: 2 minutos
Deborah ...

Deborah corrige provas com auxílio de lâmpadas fracas (Fotos Emílio Gusmão).

Thiago Dias e Emílio Gusmão | Blog do Gusmão

A professora de biologia Deborah Pizzatto mora na Fazenda Aritaguá, ao lado da Cabana da Empada, no distrito de Ponta do Ramo, em Ilhéus. A casa dela não tem energia elétrica. Nessas condições, exercer a docência, a que se dedica com tanto empenho, é um desafio árduo para essa paranaense de 33 anos.
Formada na Universidade Federal do Paraná (UFPR) e servidora pública concursada do governo estadual, Deborah leciona há 3 anos na Escola Estadual Antônio Cruz, em Serra Grande – Uruçuca, onde trabalha com aproximadamente 300 estudantes do ensino médio.
A professora tem miopia. Recentemente foi submetida a duas cirurgias. À noite, planeja e corrige atividades escolares com o auxílio de uma lâmpada de led de 3 watts, ligada a um sistema de captação de energia solar. Antes, trabalhava à luz de velas.
A casa onde Deborah mora com a filha de 5 anos fica a 1.300 metros da rodovia Ilhéus-Itacaré (BA-001). No local, há mais oito residências sem energia elétrica. A fiação da rede não está distante.
A professora protocolou três pedidos na Coelba para participar do programa “Luz para Todos”, do governo federal. Em 2010, trocaram o protocolo nº 9100134552 pelo o de outra pessoa. No ano seguinte, informaram que foram no local e não encontraram nenhuma casa sem energia (protocolo 9100297190). Há dois anos registrou o pedido de nº 9100322266 que está em andamento.
Leia a íntegra

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top