skip to Main Content
3 de agosto de 2020 | 06:01 pm

JUSTIÇA DECRETA PRISÃO DE FAZENDEIRO ACUSADO DE MATAR VAQUEIRO PARA SE LIVRAR DE DÍVIDA

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Justiça decretou, nesta quinta-feira, a prisão do fazendeiro Jucélio Lima Gonçalves, que é o principal suspeito de assassinar, na noite da última segunda-feira, 28, o vaqueiro Alexsandro Neves de Souza, 31 anos. Ele foi morto a tiro na zona rural de Alcobaça.  Foi decretada também a prisão da mulher do fazendeiro, que teria sido responsável por esconder os dois filhos da vítima.
A principal testemunha do crime é a viúva do vaqueiro, Irineuza Costa Chaves, 28 anos, que sobreviveu depois de ser atingida com 14 facadas e um tiro. Nesta quinta-feira, a mulher contou que só conseguiu escapar porque fingiu que estava morta. Ela disse que o fazendeiro teve ajuda de outros dois homens ainda não identificados pela polícia.
Irineuza Costa foi colocada na carroceria de um carro junto com o corpo do marido, além dos dois filhos do casal, um de dois e outro de três anos, que tiveram suas vidas poupadas pelos criminosos. Ela pulou do veículo em movimento e pediu socorro. As crianças foram encontradas ontem em um abrigo em Teixeira de Freitas.
A mulher afirmou que o marido foi morto porque o patrão não queria pagar o que lhe devia. O corpo do vaqueiro deve ser enterrado no interior do Espírito Santo, nesta sexta-feira.

Fazendeiro é procurado pela polícia.

Fazendeiro é procurado pela polícia.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top