skip to Main Content
23 de novembro de 2020 | 03:49 pm

OLÉ ELEITORAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

dinheiro4A falta de dinheiro nas campanhas eleitorais deste ano tem sido uma queixa quase geral entre candidatos a deputado na Bahia. Exatamente por isso, verifica-se um pula-pula de cabos eleitorais. Quem ontem era Fulano, hoje é Sicrano e pode ser Beltrano amanhã.
Tudo depende do vil metal.
No sul da Bahia, existem exemplos de ex-prefeitos que começaram a campanha com um candidato, migraram para outro nome e hoje, na espera do capilé pingar, já estão com outro concorrente. E, claro, pode mudar até o “Dia D”, 5 de outubro.
A confusão não é só para a cabeça do (inocente) eleitor…

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top