skip to Main Content
11 de abril de 2021 | 04:28 am

JUSTIÇA NEGA PEDIDO DE RUY MACHADO E MANTÉM RESULTADO DE ELEIÇÃO NA CÂMARA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Aldenes é mantido na presidência da Câmara de Itabuna (Foto Pedro Augusto).

Aldenes é mantido na presidência da Câmara de Itabuna (Foto Pedro Augusto).

O juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Itabuna, Ulisses Maynard Salgado, manteve o resultado da eleição para a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores. Derrotado na disputa pelo comando do legislativo itabunense, Ruy Miscócio Góes Machado (PTB) pedia a anulação da eleição em que Aldenes Meira (PCdoB) saiu vencedor por 12 a 9, em 30 de novembro.
O magistrado até suspendeu o resultado da eleição e a posse da mesa diretora, baseando-se no argumento de Machado. Segundo o petebista, as cédulas de votação haviam sido incineradas antes da recontagem de votos.
Cópias de áudio e vídeo da sessão foram apresentadas pela defesa de Aldenes. Após analisá-las, o Ulisses Salgado comprovou que a destruição das cédulas ocorreu somente após a recontagem.
– Há registro de que a incineração foi realizada e divulgada ao final da sessão, indicando que não foi prévia à impugnação e recontagem, com conhecimento de todos os presentes – anotou o juiz em sua decisão.
Aldenes Meira comemorou a decisão. “Jamais tive dúvida de que disputamos um pleito legítimo e sem qualquer mácula”. De licença médica desde a derrota eleitoral, Ruy Machado ainda não informou se pretende recorrer da decisão.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top