skip to Main Content
25 de maio de 2020 | 01:29 pm

RUI DIZ QUE DIRES RETIRAVAM 200 MÉDICOS DE HOSPITAIS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Costa defende novo modelo administrativo (Foto Mateus Pereira).

Costa defende modelo administrativo (Foto Mateus Pereira).

O governador Rui Costa voltou a defender a reforma administrativa que resultou em extinção das diretorias regionais de Saúde (Dires) e de Educação (Direcs). Segundo ele, as mudanças permitirão que 2 mil profissionais em saúde deixem de “cuidar de papéis” e voltem a atender a população.

O princípio a ser adotado nestas áreas, disse ele, será o mesmo da segurança pública. Pelos cálculos do governo, cerca de 4 mil policiais militares cumprem funções administrativas nos quartéis em vez de estar atuando nas ruas.

Dentre os 2 mil funcionários, segundo Rui, estão 150 médicos, sendo mais de 20 obstetras. “Determinei que os médicos possam ir para a assistência [à população]”. As diretorias regionais foram substituídas por Núcleos Regionais de Saúde e, também núcleos de Educação.

Rui citou exemplos de profissionais médicos, enfermeiros e dentistas trabalhando em funções burocráticas nas Diretorias Regionais de Saúde (Dires) sem atender a população. “Em vez de 60 dentistas cuidando de papéis nas Dires, teremos dentistas atendendo a população”, justificou. Confira o áudio de entrevista.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top