skip to Main Content
25 de setembro de 2020 | 11:37 pm

MPT FARÁ INTERMEDIAÇÃO EM DEMISSÕES NA REDE BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Por determinação do procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho na Bahia, Alberto Bastos Balazeiro, será definido hoje, dia 04/03, o procurador que vai acompanhar o pedido de intermediação feito pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (Sinjorba) face a demissão em massa de jornalistas da empresa TV Bahia e do portal G1, em Salvador e de Juazeiro, integrantes da Rede Bahia, anunciada oficialmente na segunda (2).

O procurador chefe avaliou ser procedente a preocupação do sindicato já que a empresa não informou os motivos das demissões (que em toda a empresa podem ter chegado a 37 trabalhadores em geral), e com a possível extinção de vagas com a demissão dos profissionais da rede que é proprietária de outras empresas deste segmento no estado da Bahia.

No oficio encaminhado pelo Sinjorba, a entidade argumentou que, “Alguns dos jornalistas demitidos tinham a renda percebida em seus empregos como única fonte de manutenção de si mesmo e de seus familiares, o que, diante de um mercado instável e de baixos salários verificado no estado da Bahia, aumenta as incertezas desses profissionais diante do futuro”.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top