skip to Main Content
24 de fevereiro de 2020 | 06:48 am

PRESO HOMEM QUE MATOU PREFEITO DE MACAJUBA

Tempo de leitura: 2 minutos
Flávio Albergaria confessou ter matado prefeito de Macajuba (Foto PC-BA).

Flávio Albergaria confessou ter matado prefeito de Macajuba (Foto PC-BA).

O comerciante Flávio Albergaria de Oliveira, o Binho de Moacir, de 33 anos, teve o mandado de prisão temporária cumprido, nesta terça-feira (28), ao se apresentar no Departamento de Polícia do Interior (Depin), em Salvador, acompanhado de dois advogados. Ele matou a tiros o prefeito de Macajuba, Fernão Dias Ramalho Sampaio, 67, em 2 de abril passado.

Interrogado pelos delegados José Augusto Saldanha, titular da 12ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Itaberaba, e Marcelo Moreira Cavalvanti, que responde pela Delegacia Territorial (DT), de Macajuba, que estavam em Salvador, no Depin, Flávio disse que o crime foi motivado pela desapropriação que a prefeitura de Macajuba promoveu de um terreno pertencente à sua família.

O veículo utilizado na ocasião por Flávio, um Fiesta Sedan, de cor preta, placa JRQ-6095, foi localizado pela polícia num sítio, nas proximidades da cidade, no dia seguinte ao crime. De acordo com o delegado Marcelo Cavalcanti, o prefeito parou seu veículo na rua principal da cidade, para cumprimentar um irmão, que caminhava pela calçada, quando foi surpreendido pelos disparos efetuados por Flávio.

O homicida o aguardava a bordo do Fiesta e, ao avistá-lo, desceu e foi em direção à vítima com um revólver calibre 38 em punho. Dezenas de pessoas presenciaram o crime. O comerciante disse que jogou a arma do crime num matagal. Ele não tem passagens anteriores pela polícia. Flávio foi encaminhado à carceragem da 12ª Coorpin, em Itaberaba.

IDENTIFICADO VÂNDALO QUE DESTRUIU ESTÁTUA DE JORGE AMADO NO VESÚVIO

Tempo de leitura: 2 minutos
Mesa foi destruída e estátua danificada pelo vândalo (Foto Reprodução).

Mesa foi destruída e estátua danificada pelo vândalo (Foto Reprodução).

A estátua de Jorge Amado no Bar Vesúvio, em Ilhéus, foi alvo de vandalismo no início da madrugada desta terça-feira (28), às vésperas de completar dez anos. O autor da destruição foi identificado e as imagens gravadas pelo circuito de câmeras do restaurante. O homem aparenta sinais de distúrbio mental, segundo o proprietário do Vesúvio, Guido Paternostro, afirmou ao PIMENTA. “O que podemos fazer agora? Conversar com a família? Perde a cidade, perde Ilhéus”.

A destruição começou à 0h32min desta terça. Primeiro, o homem quebrou a mesa com pontapés e, na sequência, atirou pedaços do mármore na mesa contra a estátua, que ficou totalmente danificada. A estátua foi confeccionada pelo artista plástico mineiro Gleber Neto e inaugurada em 6 de maio de 2005.

ESTÁTUA COBERTA DE PRETO

Quem for ao histórico Vesúvio, hoje, verá a estátua coberta por um pano preto. “Tapamos a estátua com saco preto”, disse Guido em um misto de emoção e indignação. “É uma questão cultural. Nos outros lugares, as pessoas fazem questão de preservar os monumentos”, afirmou em entrevista ao PIMENTA.

A estátua faz sucesso e é um dos atrativos para turistas que desembarcam em Ilhéus e passam pela Praça Dom Eduardo, no centro histórico de Ilhéus. “Da mesma forma como ela divulgava [Ilhéus], agora [as pessoas] vão divulgar o vandalismo”, observa Guido.

Emocionado, o proprietário lembra dos 105 anos do Vesúvio, o terceiro restaurante em atividade mais antigo do país. “Os primeiros são o da Família Leite, em Pernambuco, e a Confeitaria Colombo, no Rio de Janeiro”.

AGRADECIMENTO DA FAMÍLIA AMADO

Guido diz não ter condições de restaurar a obra. Ele lembra que conheceu o autor da estátua em uma viagem a Búzios (RJ) e o convidou a Ilhéus. A estátua custou aproximadamente R$ 10 mil e hospedagem em Ilhéus durante o tempo de criação do artista plástico. “Como vou reformar? Com essa crise, hoje ninguém tem dinheiro sobrando”, completa.

A estátua é motivo de orgulho para Guido, que guarda cartas de familiares de Jorge Amado. Zélia Gatai, esposa, e Paloma Amado, agradeceram ao comerciante pela homenagem ao escritor Jorge Amado.

FALTA DE ESTRUTURA EM ESCOLA PREJUDICA ALUNOS NO SALOBRINHO

Tempo de leitura: 2 minutos
Água invade sala de aula em escola do Salobrinho.

Água invade sala de aula em escola do Salobrinho.

Alunos têm aula em sala alagada.

Alunos têm aula em sala alagada.

O início do ano letivo nas escolas da rede pública municipal de Ilhéus ocorreu nessa segunda-feira (27), mas os problemas parecem ter “repetido” o ano 2014. Um caso que chama a atenção é o da escola do Salobrinho.

O problema é histórico. Como há mais de três décadas, o espaço físico Escola Municipal do Salobrinho só abriga a metade dos alunos matriculados no estabelecimento, aproximadamente 1.000 alunos. Os estudantes do ensino fundamental II (6º ao 9º ano) até 2003 ocupavam salas cedidas pela Uesc.

Desde 2003, os alunos retornaram ao prédio escolar do bairro, desalojando as crianças da educação infantil, que passaram a estudar em salas denominadas “anexas”, espaços sem ventilação, luz solar, instalações sanitárias precárias, sem acesso para deficientes e funcionários suficientes para limpeza.

Em 2015, a situação não mudou. Até a sexta-feira (24), a Secretaria de Educação de Ilhéus não havia definido a nova direção da escola, o que, segundo profissionais da rede, prejudica o planejamento do ano letivo.

A presidente da Associação de Moradores do bairro, Zenilda Rosa, em reunião com pais de alunos, se comprometeu a mobilizar a comunidade e cobrar das autoridades providências. O bairro é representado na Câmara Municipal por dois vereadores, um deles presidente da Casa. Salobrinho também tem o status de “bairro universitário”.

ESTELIONATÁRIOS USAM DADOS DE CLIENTES DA OI PARA APLICAR GOLPE

Tempo de leitura: 2 minutos

oi lupaO cliente pede a instalação de uma linha telefônica e dias depois recebe ligações oferecendo instalação de antivírus e informando sobre descontos na fatura desde que debitada em cartão de crédito ou débito. É o que vem ocorrendo com clientes da Oi ao solicitar serviços de telefonia fixa e internet banda larga (Velox).

Pelo menos três casos assim foram relatados ao blog em um intervalo de duas semanas. Os contatos dos golpistas são feitos na própria linha após instalada ou por meio de telefone usado pelo cliente para solicitação à operadora. A tentativa de golpe parte sempre de uma central ou de números de outros estados. Um dos últimos golpes ocorreu a partir de telefonema originado no Ceará.

O GOLPE: “ANTIVÍRUS E DÉBITO NO CARTÃO”

A cliente em Itabuna pediu a instalação de uma linha no sábado e, ontem, recebeu três ligações, sempre de Fortaleza. Na primeira e terceira ligações, o golpista informava que estava ligando da “Central de Soluções em Internet”. Eram vozes masculinas, oferecendo antivírus do UOL, sendo que a própria Oi oferece o dispositivo contra vírus em internet Wi-Fi.

A segunda ligação, voz feminina, dizia ser funcionária da Oi. Apresentava os dados do cliente (pedido de instalação e até o CPF) e informava que a primeira fatura viria com desconto de 80%, desde que fosse fornecido um cartão de débito ou crédito para lançar o débito. A ligação foi interrompida, quando a cliente perguntou se a mulher ao telefone era mesmo da operadora de telefonia.

OI ORIENTA CLIENTE

A Oi informou que o modem Wi-Fi oferecido pela operadora já vem com antivírus, o que descarta a necessidade de contratação de serviço de outras empresas. Outra informação importante é que a empresa de telefonia não oferece o lançamento do valor da fatura em cartão de débito ou crédito. O pagamento deve ser feito sempre em agências bancárias, internet banking ou casas lotéricas com a fatura em mãos.

JABES: PRAÇA DO PONTAL SERIA INAUGURADA EM MAIO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Jabes afirma em entrevista que praça seria inaugurada em maio (Foto Gidelzo Silva).

Jabes afirma em entrevista que praça seria inaugurada em maio (Foto Gidelzo Silva).

A reação popular no Pontal, em Ilhéus, quando foram retirados tapumes de uma praça concluída há mais de um mês, levou o prefeito Jabes Ribeiro a um recuo estratégico. A ação de moradores do bairro da zona sul ganhou grande aprovação (a julgar pelos comentários nas redes sociais) e impediu uma tentativa inicial de criminalizar a iniciativa.

Raposa política, Jabes disse que aguardava a empresa que adotou a praça finalizar o sistema de iluminação e o governo definir a ocupação de boxes do logradouro. A praça foi totalmente reformada pela André Guimarães/Cidadelle por meio do programa de adoção de praças.

“PRAÇA SEMPRE SERÁ DO POVO”

Ao contrário do percebido pelos moradores do bairro, o prefeito disse não ter intenção de protelar a entrega da Praça São João Batista. Sua inauguração, disse, ocorreria em maio, quando o governador Rui Costa deverá vir a Ilhéus para assinar a ordem de serviço para as obras de saneamento básico da zona sul.

– A praça sempre será do povo. Não há como negar isso. Estou muito feliz por, neste governo, poder, em parceria com a iniciativa privada, devolver à comunidade um equipamento desse porte – afirmou em entrevista ao programa do radialista Gil Gomes.

PODE SER COINCIDÊNCIA, MAS…

Tempo de leitura: < 1 minuto

Pode ser apenas coincidência, mas a coluna política do Correio, a Satélite, saiu do ar – e vai completar um mês – depois de comentar as dificuldades de ACM Neto para aprovar, na Câmara de Vereadores, o projeto de lei da Linha Viva.

O texto apontava a necessidade de 29 votos para aprovação deste e de outros projetos e apontou que o prefeito tinha – somente – 25. Como se sabe, o Correio pertence à Rede Bahia, da família do prefeito de Salvador.

A coluna ganhava espaço próprio e repercutia tanto nos meios políticos quanto na imprensa. Fato é que, desde o dia 2 de abril, a coluna não é publicada. Nem há, pelo menos na versão online, um rodapé explicando a interrupção. Confira o texto publicado pela Satélite.

Leia Mais

BRASILEIRO PRESO POR TRÁFICO NA INDONÉSIA PODE SER FUZILADO HOJE

Tempo de leitura: 2 minutos

Da Agência Brasil

O brasileiro Rodrigo Gularte e mais sete estrangeiros – dois australianos, uma filipina e quatro nigerianos, além de um indonésio, todos condenados por tráfico de drogas, poderão ser fuzilados entre a noite de hoje e amanhã (29), no horário de Jacarta. As famílias dos condenados à morte fizeram hoje (28), com angústia e tristeza, a última visita antes da execução dos nove presos, que ocorrerá nas próximas horas, apesar da intensificação das pressões internacionais contra a pena capital.

Ambulâncias transportando caixões brancos já chegaram ao complexo prisional de Nusakambangan, local onde estão os condenados à morte.

No sábado (25), os condenados receberam a notificação da execução, que ocorrem normalmente pouco depois da meia-noite (14h no horário de Brasília). Os meios de comunicação australianos publicaram fotos de cruzes mortuárias destinadas aos caixões dos condenados, com a data de quarta-feira.

A mãe de um dos australianos condenados à morte confirmou que o filho será executado, nesta terça, às 14h no horário de Brasília.

O francês Serge Atlaoui, de 51 anos, foi retirado desta lista de execuções, no sábado, devido a um recurso que está tramitando na Justiça indonésia.

Entretanto, o porta-voz do procurador-geral indonésio, Tony Spontana, reafirmou hoje que no caso de o recurso ser rejeitado Atlaoui será executado sozinho e as autoridades não esperarão “muito tempo”.

O presidente indonésio, Joko Widodo, está implementando uma linha dura contra os traficantes de drogas no país e se recusa a desistir das execuções.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon pediu, no domingo (26), para o governo indonésio não executar as nove pessoas, reiterando a tradicional oposição da instituição à pena capital.

Já o governo do Brasil continua com os esforços diplomáticos para tentar evitar a execução do brasileiro Rodrigo Muxfeldt Gularte, embora as autoridades indonésias já tenham confirmado que ele também será fuzilado.

O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, disse, no sábado, que o governo prossegue os contatos regulares de mais “alto nível” com Jacarta, para tentar convencer a Indonésia a suspender a execução por razões humanitárias, uma vez que Gularte sofre de esquizofrenia.

Gularte foi preso em julho de 2004 após entrar na Indonésia com 6 quilos de cocaína escondidos dentro de pranchas de surfe e foi condenado à morte em 2005.

Vieira disse que os diplomatas brasileiros em Jacarta continuam prestando assistência consular “tanto quanto é possível” para defender os interesses de Gularte, mas respeitando a soberania do país asiático e reconhecendo a gravidade do delito que ele cometeu.

Back To Top