skip to Main Content
5 de março de 2021 | 11:13 am

IDENTIFICADO VÂNDALO QUE DESTRUIU ESTÁTUA DE JORGE AMADO NO VESÚVIO

Tempo de leitura: 2 minutos
Mesa foi destruída e estátua danificada pelo vândalo (Foto Reprodução).

Mesa foi destruída e estátua danificada pelo vândalo (Foto Reprodução).

A estátua de Jorge Amado no Bar Vesúvio, em Ilhéus, foi alvo de vandalismo no início da madrugada desta terça-feira (28), às vésperas de completar dez anos. O autor da destruição foi identificado e as imagens gravadas pelo circuito de câmeras do restaurante. O homem aparenta sinais de distúrbio mental, segundo o proprietário do Vesúvio, Guido Paternostro, afirmou ao PIMENTA. “O que podemos fazer agora? Conversar com a família? Perde a cidade, perde Ilhéus”.

A destruição começou à 0h32min desta terça. Primeiro, o homem quebrou a mesa com pontapés e, na sequência, atirou pedaços do mármore na mesa contra a estátua, que ficou totalmente danificada. A estátua foi confeccionada pelo artista plástico mineiro Gleber Neto e inaugurada em 6 de maio de 2005.

ESTÁTUA COBERTA DE PRETO

Quem for ao histórico Vesúvio, hoje, verá a estátua coberta por um pano preto. “Tapamos a estátua com saco preto”, disse Guido em um misto de emoção e indignação. “É uma questão cultural. Nos outros lugares, as pessoas fazem questão de preservar os monumentos”, afirmou em entrevista ao PIMENTA.

A estátua faz sucesso e é um dos atrativos para turistas que desembarcam em Ilhéus e passam pela Praça Dom Eduardo, no centro histórico de Ilhéus. “Da mesma forma como ela divulgava [Ilhéus], agora [as pessoas] vão divulgar o vandalismo”, observa Guido.

Emocionado, o proprietário lembra dos 105 anos do Vesúvio, o terceiro restaurante em atividade mais antigo do país. “Os primeiros são o da Família Leite, em Pernambuco, e a Confeitaria Colombo, no Rio de Janeiro”.

AGRADECIMENTO DA FAMÍLIA AMADO

Guido diz não ter condições de restaurar a obra. Ele lembra que conheceu o autor da estátua em uma viagem a Búzios (RJ) e o convidou a Ilhéus. A estátua custou aproximadamente R$ 10 mil e hospedagem em Ilhéus durante o tempo de criação do artista plástico. “Como vou reformar? Com essa crise, hoje ninguém tem dinheiro sobrando”, completa.

A estátua é motivo de orgulho para Guido, que guarda cartas de familiares de Jorge Amado. Zélia Gatai, esposa, e Paloma Amado, agradeceram ao comerciante pela homenagem ao escritor Jorge Amado.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top