skip to Main Content
9 de julho de 2020 | 02:17 pm

PETROBRAS E GOOGLE SÃO EMPRESAS QUE MAIS ATRAEM ESTUDANTES

Tempo de leitura: < 1 minuto

petrobrasPetrobras, governo federal e Google são alguns dos empregadores que mais atraem estudantes de graduação, segundo ranking divulgado pela Universum, consultoria especializada em recursos humanos.

A pesquisa é feita com mais de 67.700 estudantes de 127 universidades brasileiras, divididos em sete ramos: engenharia, tecnologia da informação, administração, saúde, ciências humanas, direito e ciências naturais. Os entrevistados devem escolher as empresas que mais os atraem em uma lista de 135.

A Petrobras é a mais atraente para estudantes de engenharia e de ciências naturais, além de estar na segunda posição para os de saúde.

Google é a que mais atrai estudantes de tecnologia da informação, administração e ciências humanas, além de ser a segunda para os de direito.

A novidade em 2015 é a inclusão do setor público no ranking, representado pelo governo federal. Leia a íntegra no Uol.

PRAZO DE MATRÍCULA DO UNIVERSIDADE PARA TODOS ACABA NA SEXTA

Tempo de leitura: < 1 minuto
universidade para todosO prazo de matrícula para os 21.783 estudantes do pré-vestibular gratuito Universidade para Todos encerra-se na próxima sexta-feira (12). O aluno selecionado deve buscar a unidade escolar no turno escolhido para as aulas no ato da inscrição. De acordo com a Secretaria Estadual de Educação, o início das aulas está previsto para a próxima segunda (15).

O aluno deve apresentar as cópias, acompanhadas dos originais, dos seguintes documentos: carteira de identidade; CPF; comprovante de residência; histórico escolar do Ensino Fundamental II (5ª à 8ª séries, atual 6º ao 9º anos ou modalidades correspondentes) na rede pública municipal e/ou estadual da Bahia”.

O PROJETO

Desenvolvido em parceria com as universidade estaduais (Uneb, Uefs, Uesb e Uesc) e a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), o Universidade para Todos terá turmas em Salvador e em outras 186 localidades do Estado.

Com aulas preparatórias para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o projeto oferece aulas regulares de segunda a sexta-feira, além de atividades complementares como seminários, oficinas, revisão para o ENEM, aulões, simulados e orientação vocacional.

O projeto oferece, ainda, material didático, fardamento e isenção da taxa de inscrição em processo seletivo das universidades estaduais aos alunos que apresentarem frequência igual ou superior a 75% das aulas ministradas. 

 

BARBOSA: CONCESSÃO NÃO É PRIVATIZAÇÃO

Tempo de leitura: 2 minutos
Barbosa diz que concessão não é privatização (Foto José Cruz).

Barbosa diz que concessão não é privatização (Foto José Cruz).

Um  dia após o anuncio da nova etapa do Programa de Investimento em Logística (PIL) do governo federal, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, negou que concessão seja uma forma disfarçada de privatização. Conforme o ministro, os modelos adotados pelo governo atendem às necessidades concretas e não a “posições ideológicas”.

O programa anunciado pelo governo ontem (9) prevê investimentos de R$ 198,4 bilhões nos próximos anos e concessão de rodovias, ferrovias e aeroportos. “Concessão é usar e depois devolver, privatizar é vender”, disse o ministro.

Durante reunião conjunta das comissões de Infraestrutura e de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado, Barbosa disse que o desafio é transformar a demanda que existe em projetos de execução viável. O ministro avaliou que a taxa de investimento no Brasil em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) – hoje em 20% – está na média de outros países, mas ponderou que para crescer mais rápido o país precisa elevar o índice, aumentando a competitividade.

O ministro destacou que a prioridade em ferrovias – com investimentos previstos da ordem de R$ 86,4 bilhões – visa a melhorar o escoamento da safra agrícola do Centro-Oeste, com ligações de saída pelo corredor norte. Questionado sobre a falta de recursos do governo, ele reconheceu que o desembolso para os investimentos previstos será grande, mas será escalonado ao longo do tempo.

No caso das rodovias, as novas licitações terão os estudos concluídos até o início de 2016 e devem começar a sair do papel no segundo semestre do ano que vem.

Leia Mais

MIRALVA ACUMULOU DERROTAS NO TCE

Tempo de leitura: < 1 minuto
Rita Dantas seguiu mesmo destino de Miralva: contas reprovadas.

Rita Dantas (à esquerda) seguiu mesmo caminho de Miralva: contas reprovadas.

A decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE) relativa às contas de 2012 da Direc 7, ontem (9), rendeu piadinhas em outro órgão público, a Secretaria Estadual de Educação. Como se sabe, a prestação de contas da ex-diretora da Direc 7 Rita Dantas foram reprovadas por “diversas e graves irregularidades”.

Antes, em janeiro de 2012, o órgão era administrado pela professora Miralva Moitinho, sua antecessora e desafeta. As contas de “Mimi”, relativas a janeiro daquele ano, foram aprovadas pelo TCE. E aí veio a explicação, o orçamento estava fechado e não havia o que Miralva gastar.

Miralva, hábil politicamente, não teve sucesso administrativo: todas as contas do período em que ela teve caneta e dinheiro (meados de 2007 a dezembro de 20011) foram reprovadas pelo TCE. Segundo a corte estadual, as prestações de contas de Miralva continham “vícios insanáveis”.

Ou seja, Ritinha e Miralva podem ser boas de sala de aula, mas administrativamente… Estão no mesmo barco.

Atualização às 17h10min – Por meio de sua assessoria, a ex-diretora da Direc 7 Miralva Moitinho nega ter contas rejeitadas pelo TCE, inclusive do período em que teve a caneta nas mãos.

“CUBA DIALOGARÁ COM OS ESTADOS UNIDOS MANTENDO SISTEMA SOCIALISTA”, DIZ CÔNSUL

Tempo de leitura: 8 minutos
Laura Pujol, cônsul-geral cubana na Bahia.

Laura Pujol, cônsul-geral cubana na Bahia.

A cônsul-geral de Cuba na Bahia, Laura Pujol, afirma que o mais importante nestas negociações com os Estados Unidos é o fim do bloqueio econômico, financeiro e comercial.

Laura entende que o processo não será rápido, mas cada passo será aproveitado salvaguardando as conquistas do sistema social, socialista.

Na entrevista concedida ao jornalista Marival Guedes, do PIMENTA, a cônsul fala também sobre soberania, direitos humanos, migração, meio- ambiente e turismo. Confira

PIMENTA – Cônsul, agora que foram dados os primeiros passos para o reatamento das relações diplomáticas entre Cuba e Estados Unidos, quais as perspectivas com relação ao fim do embargo americano?

LAURA PUJOL – Já houve três rodadas de negociações onde foi discutida a reabertura das embaixadas. Mas o reatamento das relações diplomáticas já foi anunciado pelos dois presidentes. Portanto, não temos dúvida de que vai acontecer num curto período, resultado dos diálogos que estão acontecendo entre os dois governos.

PIMENTA – E as outras relações entre os dois países, quais as perspectivas?

LAURA – Neste aspecto não podemos criar falsas expectativas com relação ao tempo. É preciso que se leve em consideração que Cuba e Estados Unidos nunca conversaram como países soberanos. E são dois países diferentes. Mas o mais importante tem que ser ressaltado: este diálogo vai acontecer. Somos países vizinhos que precisamos ter relações mesmo com sistemas políticos opostos, divergentes.

PIMENTA – Outro passo já foi dado, a eliminação de Cuba da lista dos países que patrocinam o terrorismo…

LAURA – Era uma lista onde Cuba nunca deveria ter sido incluída, que não reflete a realidade. Ao contrário, nosso país tem sido vítima do terrorismo durante mais de 50 anos, com inúmeros mortos e feridos, com ações terroristas organizadas dentro dos Estados Unidos. Esta eliminação é um progresso para as relações entre os dois países.

______________

O mais importante é o fim do bloqueio econômico, financeiro e comercial.

______________

PIMENTA – Quais os fatores mais importantes na normalização?

LAURA – O mais importante é o fim do bloqueio econômico, financeiro e comercial, ação que tem prejudicado a vida do povo cubano. Quem nasceu em 1984, não conhece outra coisa que não seja um país bloqueado. E 70% do povo cubano que vive hoje nasceu debaixo desta injusta situação que não afeta somente a economia, as transações comerciais. Provocou também, nos últimos anos, um especial recrudescimento nas questões financeiras que atrapalham o desenvolvimento do nosso país. É uma ação que prejudica a vida do povo cubano. Há outra questão histórica que é a base de Guantánamo, instalada em Cuba pelos Estados Unidos. Isto também tem que ser discutido.

PIMENTA – Será um processo de médio ou longo prazo?

LAURA – Não será feito rapidamente, mas cada passo será aproveitado pelo povo cubano para o desenvolvimento do nosso país, salvaguardando as conquistas do nosso sistema social, socialista, o sistema que escolhemos pra viver que é o socialismo cubano.

PIMENTA – Este início de diálogo com os Estados Unidos poderá provocar alguma alteração nas relações de Cuba com outros países parceiros, a exemplo de Brasil, Venezuela, Equador, Bolívia…?

LAURA – Penso que não tem a ver uma coisa com outra. A nossa relação sempre tem sido pelo multilateralismo. Queremos muitos parceiros e combatemos, por princípio, qualquer relação assimétrica. O posicionamento de Cuba na agenda internacional não tem porque mudar, porque estamos falando com os Estados Unidos. Temos relacionamentos com países emergentes importantes como é o caso do Brasil, Rússia, China. E é o caso também da relação que estamos aprofundando e melhorando com a União Europeia. Isto nos deixa ainda melhor para o processo de normalização com os Estados Unidos. Considero isto importante também para a mudança de           posicionamento dos Estados Unidos. É importante também deixar claro que nós oferecemos o diálogo desde o primeiro dia que triunfou a revolução. É verdade que tivemos momentos de confrontos políticos muito fortes, mas a escolha do rompimento das relações nunca foi de Cuba.

______________

Não faremos nenhum tipo de concessão de princípios para agradar.

______________

Confira a íntegra da entrevista clicando em

Leia Mais

OPOSIÇÃO E PT SE UNEM E APROVAM PROJETOS DE RUI

Tempo de leitura: 2 minutos
Rui Costa vence na assembleia com apoio de opositores (Foto Mateus Pereira).

Rui Costa vence na assembleia com apoio de opositores (Foto Mateus Pereira).

Do Política Livre

A articulação política do governador Rui Costa (PT) conseguiu hoje um feito na Assembleia Legislativa. Aprovou dois projetos de interesse do governo com o apoio apenas da oposição e dos deputados petistas. A grande maioria dos deputados dos demais partidos da base ausentou-se do plenário, mas ninguém teve coragem de pedir verificação de quórum, o que teria feito a sessão cair, impedindo a votação.

As matérias aprovadas envolvem a cessão de duas rodovias baianas (BAs) à União, sem ônus para o Estado, a fim de que o governo federal as recupere, proposta relatada pelo deputado oposicionista Pablo Barroso, do DEM, e a cessão de um terreno para a construção do projeto Minha Casa, Minha Vida, também do governo federal. Os deputados da oposição têm uma explicação para o resultado da votação.

Eles alegam que teriam deixado de fazer um jogo a que se habituaram nos últimos meses: ajudar os governistas que pressionam por cargos ou outras demandas junto ao governo a barganhar com o executivo. “Como julgamos que os projetos não prejudicam o Estado, aceitamos votar com o PT os dois projetos, rejeitando a proposta de alguns governistas para que derrubássemos as matérias”, disse um oposicionista sob o compromisso de não ser identificado.

Segundo ele, irritados com uma repartição do poder no governo que consideram desigual entre os deputados do PT e os demais aliados, parlamentares da base tentaram convencer a oposição a impor uma derrota ao governo, mas foram surpreendidos com a negativa do grupo em colaborar com eles. “Ficou deliberado que, a partir de agora, não faremos este jogo, que só beneficia os próprios governistas”, contou um outro deputado da oposição.

Apesar de os oposicionistas não admitirem, o resultado da votação de hoje mostra também que o governo Rui Costa abriu um canal de interlocução com a oposição que simplesmente inexistia na gestão passada, de Jaques Wagner, promovendo uma inflexão na relação com o grupo que pode resultar numa alteração na correlação de forças atual no Legislativo.

GREVE NA MATERNIDADE DA MÃE POBRE ENTRA NO 2º DIA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Funcionários da maternidade em segundo dia de greve (Foto Divulgação).

Funcionários da maternidade em segundo dia de greve (Foto Divulgação).

Os funcionários da Maternidade da Mãe Pobre entraram hoje (10) no segundo dia de greve ainda sem perspectiva de retorno. Há pouco, a direção da maternidade acenou com a possibilidade de pagar o salário de abril na próxima sexta (12), mas ainda não informou prazo para quitar o salário de maio.

João Evangelista, diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna (Sintesi), afirma que a categoria só retorna ao trabalho após o pagamento dos dois meses em atraso. Ao PIMENTA, ele afirmou que aguarda proposta da direção da maternidade quanto à data para quitar maio. “Se houver proposta, submeteremos à assembleia”, disse.

Mantida pela Fundação Fernando Gomes, a Maternidade da Mãe Pobre atrasou salários mesmo com recebimento antecipado de repasses por parte da prefeitura. Os problemas de gestão da maternidade se agravaram desde a saída do ex-diretor Leopoldo dos Anjos. A alegação é de que as receitas oriundas de atendimento do SUS não cobrem as despesas.

SÓ EMERGÊNCIA

Enquanto durar a greve, a maternidade só atenderá emergências. Respeitando a legislação, 30% dos funcionários trabalham atendendo a pacientes já internados na unidade materno-infantil. “Os casos de partos sem complicações estão sendo redirecionados pelos médicos para o Hospital Manoel Novaes”, disse João Evangelista ao PIMENTA.

AUDIÊNCIA PÚBLICA EM ITABUNA DISCUTE TRABALHO INFANTIL

Tempo de leitura: 2 minutos

trabalho_infantil ABrO Ministério Público do Trabalho (MPT) promoverá audiência pública, em Itabuna, para oferecer aos conselheiros tutelares da região sul do estado informações e instrumentos para um combate eficiente do trabalho infantil. O evento ocorrerá na sexta-feira (12), a partir das 13h30min, no auditório da FTC.

Conselheiros e demais cidadãos envolvidos com a proteção da infância e da adolescência poderão debater as dificuldades enfrentadas para a luta contra o trabalho de crianças e adolescentes, assim como a inclusão de jovens no mercado de trabalho na condição de aprendizes.

A procuradora do trabalho Sofia Vilela destaca a necessidade de integrar as ações dos diversos órgãos públicos e de entidades da sociedade civil organizada. “Nosso objetivo é capacitar os participantes para fortalecer a rede de proteção às crianças e adolescentes, assim como esclarecer sobre a temática de combate ao trabalho infantil e articular ações fiscalizatórias”, resumiu. O evento acontece na data em que se comemora o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Infantil, o 12 de junho.

Leia Mais

CREMEB VEM A ILHÉUS DISCUTIR SITUAÇÃO DO HOSPITAL REGIONAL

Tempo de leitura: < 1 minuto
Hospital Regional em Ilhéus vive queda de braço entre direção e médicos.

Hospital Regional em Ilhéus vive queda de braço entre direção e médicos.

Representantes do Conselho Regional de Medicina (Cremeb) se reúnem, nesta quarta-feira, 10, em Ilhéus, para discutir a situação do Hospital Geral Luiz Viana Filho. Na pauta, estão as recentes – e recorrentes – quedas de braço entre o diretor geral da unidade, Cláudio Moura, e médicos por causa do não cumprimento da carga horária por parte dos profissionais.

Por várias vezes, Moura já afirmou que cortou o ponto de profissionais que estavam escalados para trabalhar, mas davam plantão em outras unidades e mesmo assim recebiam os salários. O enfrentamento ao vergonhoso comportamento dos médicos gerou reações.

A reunião do conselho está prevista para o final desta manhã de quarta (10) e vai abordar também outros problemas do Regional, que atende a outras cidades da região, mas sofre com precariedade na estrutura física, falta de material básico como soro e tem uma obra de expansão que se estende há tempos.

BIOGRAFIAS NÃO AUTORIZADAS NA PAUTA DO STF

Tempo de leitura: < 1 minuto

Da Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) começa a julgar hoje (10)  a constitucionalidade da publicação de biografias não autorizadas. Os ministros vão julgar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) impetrada, em 2012, pela Associação Nacional dos Editores de Livros (Anel) contra liminares que proíbem o lançamento das biografias. A relatora é a ministra Cármen Lúcia.

O julgamento está previsto para começar às 14h, com as sustentações orais dos advogados da Anel, das entidades ligadas aos artistas, como o Instituto Amigo, criado pelo cantor Roberto Carlos, a Academia Brasileira de Letras (ABL) e organizações não-governamentais que atuam em defesa da liberdade de expressão.

Na ADI, a Anel questiona a constitucionalidade dos Artigos 20 e 21 do Código Civil. A Anel argumenta que a norma contraria a liberdade de expressão e de informação, e pede que o Supremo declare que não é preciso autorização prévia do biografado para a publicação dos livros.

Segundo o Artigo 20 do Código Civil, “salvo se autorizadas, ou se necessárias à administração da Justiça ou à manutenção da ordem pública, a divulgação de escritos, a transmissão da palavra, ou a publicação, a exposição ou a utilização da imagem de uma pessoa poderão ser proibidas, a seu requerimento e sem prejuízo da indenização que couber, se lhe atingirem a honra, a boa fama ou a respeitabilidade, ou se se destinarem a fins comerciais.”

Um dos casos que podem ser influenciados pela decisão do Supremo é a biografia não autorizada do cantor Roberto Carlos. A biografia Roberto Carlos em Detalhes foi escrita por Paulo César de Araújo. Em 2007, 11 mil exemplares foram recolhidos das livrarias após ação judicial impetrada pelo advogado do cantor.

Back To Top