skip to Main Content
1 de março de 2021 | 12:50 am

EMPREITEIRO ENTREGA LISTA DE SUPOSTOS BENEFICIADOS COM DINHEIRO DE CAIXA 2

Tempo de leitura: 2 minutos
Políticos citados por Ricardo Pessoa em delação premiada (Fotomontagem Brasil 247).

Políticos citados por Ricardo Pessoa em delação premiada (Fotomontagem Brasil 247).

Do Brasil 247

Os depoimentos do empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC Engenharia, em seu termo de colaboração premiada, homologado pelo ministro Teori Zavascki, agitam a República.

Pessoa citou figuras proeminentes de praticamente todos os partidos, incluindo figurões da oposição. Entre eles, o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) e o deputado Julio Delgado (PSB-MG). Aloysio foi vice na chapa de Aécio Neves e Delgado se notabilizou como relator da cassação de José Dirceu.

Ele mencionou pagamentos de R$ 7,5 milhões à campanha da presidente Dilma Rousseff, em 2014. Citou ainda pagamentos de R$ 1 milhão ao ex-ministro Edison Lobão, do PMDB, de R$ 5 milhões ao ex-senador Gim Argello (PTB-DF), de R$ 200 mil ao senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), de R$ 150 mil ao deputado Júlio Delgado (PSB-MG) e de R$ 20 milhões ao ex-presidente e senador Fernando Collor (PTB-AL).

Pessoa também citou doação de R$ 2,5 milhões ao prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e de R$ 1 milhão a ex-presidente da Transpetro, Sergio Machado, além de R$ 750 mil ao deputado José de Fillipi e R$ 1 milhão ao deputado Arthur Lira (PP).

Em Brasília, a presidente Dilma convocou uma reunião de emergência no Palácio da Alvorada. Dois de seus principais ministros, Edinho Silva e Aloizio Mercadante, foram citados por Pessoa.

Mercadante afirmou que todas as doações captadas em 2010, quando concorreu ao governo de São Paulo, foram declaradas.

Abaixo a lista:

-Campanha de Dilma em 2014: R$ 7,5 milhões (o delator citou o então tesoureiro da campanha, Edinho Silva, hoje ministro)

– Campanha de Lula em 2006: R$ 2,4 milhões

– Ministro Aloizio Mercadante (PT): R$ 250 mil

– Senador Fernando Collor (PTB): R$ 20 milhões

– Senador Edison Lobão (PMDB): R$ 1 milhão

– Ex-Senador Gim Argello (PTB) R$ 5 milhões

– Senador Ciro Nogueira (PP): R$ 2 milhões

– Senador Aloysio Nunes (PSDB): R$ 200 mil

– Senador Benedito de Lira (PP): R$ 400 mil

– Deputado José de Fillipi (PT): R$ 750 mil

– Deputado Arthur Lira (PP): R$ 1 milhão

– Deputado Júlio Delgado (PSB): R$ 150 mil

– Deputado Dudu da Fonte (PP): R$ 300 mil

– Prefeito Fernando Haddad (PT): R$ 2,6 milhões

– Ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto: R$ 15 milhões

– Ex-ministro José Dirceu: R$ 3,2 milhões

– Ex-presidente da Transpetro Sergio Machado: R$ 1 milhão

Esta publicação possui 9 comentários
  1. Antiguidade.
    A corrupção nas repartições públicas era normal,mesmo na contratação de um servidor público,o mesmo pagava ágio,quem não pagava propina nas repartições públicas suas petições não andavam,tal cultura acompanhou a humanidade a milênio.

    Assim,era na Grécia antiga,a cultura da corrupção,o maior império da época,o Império romano,o que predominara desde o nascimento,o apogeu e cujo declínio a causa foi a corrupção.

    Segundo o senador Cícero,era melhor ser governador de uma província a ser um senador da República de Roma,a corrupção tornava mais rápido um governador miliardário,fruto da corrupção e as ideias eram compartilhadas com o senador,Sêneca.

    Aqui no Brasil,não foi diferente,deste a descoberta do Brasil até os nossos dias,o que tem reinado são as corrupções,o que é um clássico,é a vinda da Família Real ao Brasil,o que se implantou nas repartições públicas foi a corrupção. Laurentino Gomes,retrata extremamente nas suas belas obras.

    O Sr.FHC,antes de Lula,1ª gestão aceitável,porem,não deveria se reeleger,eu mesmo não votei no infeliz e seu 2º governo marcado por corrupção,a imprensa nos
    mostro extremamente.

    A elite pensante deste país,o que hoje o PT chama de elite de dinheiro,foi esta
    Casta Social que elegeu o Sr.Lula da Silva,inclusive o presidente da Federação das Industrias de São Paulo,admitia que o Sr.Lula da Silva ou seja o PT,poderá ser a solução de acabar com a corrupção no Brasil.

    Este então Partido Político,apregoava a moralidade pública,a elite pensante,lia
    e assistira todo noticiário e acreditou no então partido do PT e elegeu ao topo
    do poder,o mesmo chegou ao ápice do poder,não foi com os votos dos analfabetos,os mesmos votaram em FHC.

    Eu mesmo não só votei,como gastei meu dinheiro e doei a minha força de trabalho,
    vendendo material do PT debaixo de sol e chuva era a esperança do povo brasileiro de um país sem corrupção.

    Na primeira gestão do Sr.Lula,era pra o infeliz ser cassado,o mesmo continuou e se reelegera pra desgraças do Brasil,pra trazer a peste da corrupção,o Lula lalau elegera a ladra dos cofres,Dilma.

    Pra destruir e retornar um caos o Brasil,reelegera a Dilma assaltante da Petrobras e pior,tornar o Brasil o maior consumidor de cocaína do mundo,sendo o Lula Lalau,sócio dos maiores produtores de cocaína do mundo,Evo Morales e Maduro
    da Venezuela,segundo a Policia americana.

    Hoje o Brasil em termos de corrupção,voltou a antiguidade,as trevas,chegou ao topo de conduta da humanidade cuja característica é a corrupção nas repartições públicas e no governo com agravante,é virtuoso roubar.

  2. As maiores propinas foram pra Collor, Vacari, Dilma e Lula, todos do governo, mas o Pimenta e toda sua isenção destaca na reportagem a propina de um pseudo opositor a quadrilha! Isso é o jornalismo brasileiro e sua ideologia que não os deixam admitir o óbvio.

    Da Redação: Wallace, o texto cita governistas e opositores. Deveria retirar a citação aos opositores que receberam doações (se são propinas só a justiça provará)? O jornalismo deve primar pela objetividade. A nota do Brasil 247, reproduzida por nós, é objetiva. Talvez isso tenha incomodado quem acredita que a corrupção tem apenas uma cor ou algumas cores deste arco-íris… A propósito, enquanto o senhor faz julgamentos, recomendamos leitura de um texto cujo autor pode ser acusado de tudo, menos de ser governista:

    Delação de empreiteiro deixa mal governo e oposição
    http://noblat.oglobo.globo.com/meus-textos/noticia/2015/06/delacao-de-empreiteiro-deixa-mal-governo-e-oposicao.html

    Governo e oposição foram dormir, ontem, sob o peso das primeiras informações vazadas pela imprensa a respeito da delação premiada de Ricardo Pessoa, dono das construtoras UTC e Constran, e apontado como o chefe do cartel das empreiteiras envolvidas com a roubalheira na Petrobras.

    Pessoa contou que beneficiou com dinheiro de caixa dois de sua empresa a campanha da presidente Dilma Rousseff em 2014; a campanha de Lula em 2006; a campanha de Aloizio Mercadante ao governo de São Paulo em 2010; e mais cinco senadores e três deputados federais. O Ministério Público Federal vai investigar se as doações foram legais ou não.

    Os beneficiados declararam o recebimento das doações à Justiça Eleitoral. E poderão dizer que não sabiam que o dinheiro era de caixa 2 e teve origem em corrupção. Só serão incriminados caso reste provado que eles sabiam, sim, e que agora mentem. É possível que Pessoa tenha fornecido provas irrecusáveis do que disse. Ainda não se sabe.

    Sabe-se, por exemplo, que Mercadante, segundo Pessoa, recebeu dele R$ 250 mil. Em 2010, de fato, o atual ministro-chefe da Casa Civil da presidência da República recebeu exatamente os mesmos R$ 250 mil da UTC, declarados à Justiça. Pessoa revelou que doou à campanha de Dilma no ano passado R$ 7,5 milhões. Foi quanto a campanha declarou à Justiça.

    A oposição não terá a chance de partir para cima do governo com gosto de sangue na boca porque dois dos seus membros mais ilustres foram citados por Pessoa como tendo sido contemplados com dinheiro de caixa dois – o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), e o deputado Júlio Delgado (PSB-MG), ex-relator do processo de cassação de José Dirceu.

    Os dois distribuíram notas garantindo que as doações foram declaradas e que nada tiveram a ver com dinheiro ilegal. Foi a mesma explicação fornecida por Mercadante e pelos tesoureiros das campanhas de Lula e de Dilma. Um ministro confidenciou ao O Globo o sentimento compartilhado por gente que cerca Dilma no Palácio do Planalto.

    A avaliação dessa gente é que a Operação Lava-Jato tomou uma dimensão em que os responsáveis por ela perderam o controle. Quer dizer: se não tivessem perdido o controle, ela não alcançaria a dimensão que alcançou. Por dimensão, entenda-se, a suspeição levantada contra tantas e tão importantes pessoas.

    Lula pensa a mesma coisa. Só que critica Dilma por não ter interferido para impedir que a situação chegasse aonde chegou.

  3. Sou filha de Itabuna,meus pais, meus avós e também meus bisavós nasceram aqui. Pergunto eu Cadê os politicos de nossa cidade que não se posicionam sobre este assunto. Geraldo Simões quando deputado será que recebeu propina. Davidson Magalhães hj deputado federal diz o que? Queria que esses caras se posicionassem sobre este mar de corrupção.

  4. Taise

    Devemos ser críticos em relação ao que ouvimos, vemos e lemos. Isso significa não tomar como verdade antes de ter certeza das coisas que são publicadas, por exemplo. Acho que a cobrança é fundamental após a conclusão das investigações.

  5. Meus caros e minhas caras, desgraçadamente a coisa é pior do que aparenta.
    Eu poderia citar vários fatores que justifique a péssima situação do PT e de Lula, mas, vou mostrar apenas um, me refiro a edição 2378 da “ISTO É“, 26/28-2014.
    Para quem não sabe, a ISTO É e CARTA CAPITAL são duas revistas que sempre tiveram suas principais receitas oriundas de estatais e dos próprios ministérios Lula/Dilma, só que, de uns tempos pra cá, as tais verbas tiveram outros concorrentes nas paradas, principalmente as páginas administradas por Paulo Henrique Amorim e Franklin Martins, aí não deu outra, a ISTO É está fazendo o que muitos petistas históricos e aliados estão fazendo, pulando fora do navio para não afundar com ele, vale a pena ler o que a referida revista publicou sobre o outrora grande líder Lula, com as frases, “LULA TREME“ e “LULA FORA DO EIXO“.

  6. o PT é um partido em extinção, ano que vem levará uma surra nos principais cidades onde hoje governa, em Uberlândia a Globo mostrou que até merenda escolar é superfaturada pelo governo do PT. Em Saõ Paulo ninguem mais quer saber do petismo , enfim faltará votos nas urnas pata o PT que dever´cada vez mais se afastar para os grotões onde o Bolsa Família ainda garante algum prestigio. Quem não se lembra da ARENA , que virou PFL uma maquina de ganhar votos no nordeste, acabou virando DEM que não representa muita coisa em numero de eleitos. O fim do PT será melancólico e certo, os blogs amigo como este Pimenta que não esconde seu apoio deverá escolher outro em breve.

  7. Bem, delação premiada, nunca dei muito crédito para tal prática. Penso que para livrar-se de uma condenação plena, o acusado pode dizer o que quiser sobre qualquer um. Não é o meu propósito desqualificar o efeito de tal benefício mas, antes de julgar é preciso provas concretas. A política partidária Brasileira anda anêmica e sem credibilidade, mas não podemos agir como marionetes da imprensa.

  8. Estes ladrões eram para estar presos.se fosse ladrão de galinha estariam presos.E agora justiça brasileira? Será que a senhora vai ficar com os olhos vendados para não prender estes ladrões?

  9. Será que a justiça brasileira vai ficar surda e muda? O Brasil inteiro está pedindo com muitas as provas as prisões de dilmaquiavelica e luladrao. Será que a senhora também está se banhando com mesma água em que o PT está mergulhado?

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top