skip to Main Content
30 de março de 2020 | 10:21 pm

EM ITABUNA, A MÃO (NADA BOBA) DAS EMPRESAS DE ÔNIBUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

aetu2Empresas de ônibus de Itabuna deixaram cidadãos irritados com a informação de que os créditos no cartão de transporte obtidos antes do reajuste da passagem serão válidos somente até 10 de agosto. Se não for usado antes, o cidadão perderá dinheiro.

“Isso é roubo”, indignou-se uma leitora do PIMENTA, revoltada com a imposição das empresas Expresso Rio Cachoeira e São Miguel.

A leitora disse já estar acostumada com serviço de péssima qualidade, poucas linhas para alguns bairros, frota reduzida em alguns horários e sucatas, mas as empresas se superaram com esta novidade.

– Quando vamos fazer recarga dos cartões de passe, fazemos em dinheiro, pagamos em real, moeda corrente no país. Como vamos perder o dinheiro se não utilizar os créditos? O dinheiro que pagamos é convertido em vale transporte, ou seja, se recarregamos R$ 110,00, temos direito a 50 passagens que custa 2,20. Logo, se houve reajuste de tarifa para 2,50, esse valor deve ser convertido em 44 passagens. Isso, sim, é justo! Não existe validade para dinheiro. Qual a explicação para roubarem nosso dinheiro? – questiona a cidadã.

Usuária do transporte público em Itabuna, a cidadã lembra que as empresas têm lucros exorbitantes e conclama Prefeitura de Itabuna, Ministério Público e cidadãos a reagir contra esta mão nada boba das empresas de ônibus.

Esta publicação possui 9 comentários
  1. Amigos do Pimenta Blog, boa tarde, gostaria de saber se é constitucional esse prazo de Validade de 90 dias?
    Um pequeno exemplo é o das operadoras de telefonia Celular, os créditos eles expiram porém quando você inseri mais créditos, reativa em sua totalidade.

    Uma pergunta a Aetu. Pago em moeda corrente, então as empresas nao podem ter lucro de um serviço que não prestou.

  2. Juliana,

    Esqueça a Prefeitura.

    O “prefeito” vane do renascer foi quem autorizou mais esse absurdo.

    Lí um Decreto de 2014, assinado por vane, afixado na janela de um dos ônibus.

    Como não uso cartão, sugiro que a leitora, prejudicada, se dirija ao Ministério Público para que entre com uma ação contra esse roubo institucionalizado.

  3. Isso é um caso para o Ministério Público, pois nós usuários do transporte público estamos sendo lesados e a prefeitura é conivente com esse roubo aos itabunense.

  4. Quer dizer então que eu fiz um débito em banco ou comprei um veículo ou…, fixei minha parcela dentro daquilo que eu posso pagar; Daí os juros aumentaram após a concretização do negócio, então a minha prestação irá aumentar? Srs. empresários vcs venderam unidades(quantidade de viagem, seja de ida ou de volta), não tem no cartão prazo de validade ou conversão!(conforme declarou uma das vítimas de mais esse golpe das empresa+prefeitura=…) Se querem fazer isso que seja de agora pra frente em convenio com o povo, câmara+prefeitura; quem comprou comprou, não tem nada de conversão ou perder, e o juro do meu dinheiro que apliquei quando adquirir as passagens quem vai pagar? Essa é só uma suposição daquele que não tem conhecimento de causa, imagine um advogado que estudou pra isso.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top