skip to Main Content
9 de agosto de 2020 | 05:16 pm

A SUGESTÃO DE BOECHAT A MALAFAIA E OUTRAS FRASES FAMOSAS

Tempo de leitura: 2 minutos

marivalguedesMarival Guedes | marivalguedes@gmail.com

Na verdade, em atos falhos, o senador Aécio Neves, outro inconformado, logo após a convenção tucana declarou que foi “reeleito presidente da República”.

A sugestão do jornalista Ricardo Boechat a Silas Malafaia gerou comentários e paródias nas conversas pessoais e na internet. Nunca antes na história deste país as rolinhas fizeram tanto sucesso. Não sei se o pastor acatou e foi caçar o passarinho. Aproveito pra lembrar outras frases históricas.

Quando Brizola se elegeu governador do Rio de Janeiro, em 1982, o irmão do então presidente-general João Batista Figueiredo, o militar Euclydes Figueiredo, inconformado, disse que o eleito era “um sapo que a gente engole e depois expele”.

Brizola também utilizou o anfíbio, numa comparação, no segundo turno da eleição para presidente em 1989. Ao declarar apoio a Lula, provocou: “Política é a arte de engolir sapo. Não seria fascinante fazer agora a elite brasileira engolir o Lula, este sapo barbudo?”

Com relação à mídia, destaco duas frases, uma bem humorada e criativa, outra raivosa: “Às vezes, a única coisa verdadeira num jornal é a data.” (Luis Fernando Veríssimo). “A mídia é safada.” (ACM), ao provar do próprio veneno, sobre a cobertura da mídia quando ele fraudou o painel eletrônico do senado.

Voltando à disputa para presidente, a atriz e ex-deputada estadual Ruth Escobar ofereceu jantar ao casal Ruth Cardoso e Fernando Henrique. Na reunião, a anfitriã discursou: “Nesta eleição, temos duas opções, votar em Sartre ou escolher um encanador. ”

Dia seguinte um batalhão de jornalistas foi entrevistar Lula sobre a declaração. “Diga a dona Ruth que uma dona de casa pode viver sem um filósofo, mas não vive sem um encanador”, respondeu o candidato. A atriz pediu desculpas, mas o comentário já estava nos principais veículos.

Recentemente, duas frases fizeram sucesso e, utilizando linguagem dos internautas, viralizaram nas redes sociais. Na verdade, em atos falhos, o senador Aécio Neves, outro inconformado, logo após a convenção tucana declarou que foi “reeleito presidente da República”. Na mesma entrevista, afirmou que o PSDB é o maior partido de oposição ao Brasil.

Marival Guedes é jornalista e escreve crônicas semanais no Pimenta.

Esta publicação possui 3 comentários
  1. A influência da palavra já foram discutidas na antiguidade,dentre sábios,poetas e pensadores,porem, contudo,as palavras que tratam de algo negativo ou ilícitos não deveis nos influenciar a outros.

    O que ocorre no seio da humanidade é a divisão de classe social,o que esta sociedade absorve frases e palavras vinda de pessoas de cunho social elevada e famosa.

    Por outro lado,palavras vinda e comportamento de pessoas que não são famosas e pertencente padrões e valores nas cercanias das cidades,tais palavras são vistas como baixaria.

    É a universalização dos efeitos das palavas, pelas quais,muitas vezes,pessoas cultas e civilizadas no seu subconsciente tem vontade de proferi-la,o que o famoso jornalista proferiu mandando o pastor procura…

    Se tal palavra proferida num dos milhares de quetos do Brasil por uma senhora humilde ou um senhor humilde? Era extrema baixaria e ninguém repetia.

    Se numa desta comunidade alguém soltar um peido e falar sobre peido,era uma tremenda baixaria. O que no fantástico já se faz os 2O anos,o humorista,Chico Anísio,falando com maior desenvoltura sobre peido e dando seus peidos…

    Era motivo de de extremas rizadas,o que é importante não são as palavras e frases proferidas pelo o indivíduo,mas é importante que as palavras sejam compreendidas por o indivíduo que ouve as palavras.

    Entretanto,que as palavras que sejam negativas ou ilícitas,não sejam copiadas
    o que é difícil,uma vez que as mesmas,já entraram na cultura da universalização e são proferidas por gente famosa.

  2. O nosso ícone da televisão brasileira diz pra o intervalo”agora vou mijar” Silvio Santos.12/O7/2O15.

    Imaginou um motorista de ônibus parar o ônibus e dizer aos passageiros”agora vou mijar”

    Um radialista de uma emissora pedir o intervalo e dizer”agora vou mijar”

    Um professor se afastar da aula e dizer”agora vou mijar.

    Um dentista(ª) deixar o paciente e dizer lhes,agora vou mijar”

    Uma caixa de Banco dizer lhes pra o cliente que espere “agora vou mijar”

    Um enfermeiro(ª” dizer para o enfermo espere “agora vou mijar”

    Se percebe que o efeito do jornalista famoso que mandou alguém procurar um porrete pra sentar,agora virou moda,até Sílvio Santos,tá botando o porrete pra mijar.

    Porque a onda do jornalista famoso sobre o porrete pegou,o que se comenta aqui mesmo no pimenta,homens e mulher já mandou este comentarista procurar… o que o
    Ricardo Boechat,encomendou ao pastor.

    De uma coisa eu sei,coisa boa ninguém copia,mais obscena isso que infelizmente uma maioria aprecia e gosta de usar na boca.

    Um gari parar de recolher o lixo e dizer”agora vou mijar”

    Agora será outra moda,mijar,ala Silvio Santos.

    “Não é a pornografia que é obscena é a fome que é obscena.”

    José Saramago. 192O-2O1O. Escritor,Dramaturgo,Jornalista,Romancista,Teatrólogo, Poeta. Um gênio do mundo contemporâneo.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top