skip to Main Content
1 de outubro de 2020 | 04:01 am

OS ERROS NOSSOS DE CADA DIA

Tempo de leitura: 2 minutos

marivalguedesMarival Guedes | marivalguedes@gmail.com

 

No mais recente escândalo, a Veja publicou cópia de documento falso com extrato bancário do senador Romário (PSB-RJ) mostrando que ele tem R$ 7,5 milhões em banco suíço, quantia não declarada à Receita Federal.

 

Na Tribuna do Cacau, na década 80, recebi release sobre reunião da Amurc. A edição “fechou” antes do horário que seria realizado o encontro, mas publiquei. Seria, foi adiado. Dia seguinte o jornal circulou informando que a Amurc se reuniu ontem. Fiz outra matéria sobre a falha e nova data do evento. Nunca mais repeti o erro.

Outro jornal publicou reportagem sobre um show de Elba Ramalho realizado em Itabuna. Citava até a música mais aplaudida, “quando o público foi ao delírio.” Detalhe: o show havia sido cancelado.

Não apenas “nós mortais” cometemos falhas. Gente famosa também erra. Eliane Catanhêde publicou nota, na Folha de São Paulo, sobre reunião emergencial entre Dilma e o ministro Edison Lobão para discutir apagão. Ganhou espaço na coluna Erramos.

Um dos veículos campeões em erros é a revista Veja, muitas vezes, intencionalmente, obedecendo a grupos políticos e econômicos.

A fictícia festa de aniversário de Thiago, sobrinho do ex-presidente Lula, é um deles. Na comemoração em Brasília, seriam distribuídos iPads com uma mensagem gravada por um jogador de futebol, incentivando a prática de esportes. A festa custaria R$220 mil.

Lula não tem sobrinho chamado Thiago morando na capital federal e não houve festa alguma realizada por seus familiares. A Veja se desculpou.

No mais recente escândalo, a Veja publicou cópia de documento falso com extrato bancário do senador Romário (PSB-RJ) mostrando que ele tem R$ 7,5 milhões em banco suíço, quantia não declarada à Receita Federal.

O ex-jogador contra-atacou de várias formas: ironizando ao seu estilo, se pronunciando no senado, dirigindo adjetivos nada elogiosos e ingressando na justiça para reivindicar R$ 75 milhões de indenização.

Pra completar, Romário publicou os endereços do facebook dos jornalistas que fizeram a matéria. Foram bombardeios de críticas, algumas irônicas e criativas, a exemplo desta:

Tem um vizinho meu aqui que tá me incomodando muito, já tivemos até algumas rusgas. Gostaria de saber quanto a Veja cobra para publicar uma matéria dizendo que ele tá enriquecendo urânio na casa dele?

Os jornalistas apagaram a conta do face.

Marival Guedes é jornalista e escreve crônicas aos domingos no Pimenta.

Esta publicação possui 4 comentários
  1. Só quem não erram são os mortos e quem não reconhece o próprio erro,o mesmo pensa que estais vivos,mas ele já tá morto e fedendo.

    As grandes virtudes de um ser humano é reconhecer os erros,o mesmo faz parte da natureza humana,porem o ato de virtuosidade é uma qualidade de poucos.

    Enfim; é com os nossos erros do cotidiano que aprendemos a construir uma sociedade
    melhor.

  2. Desde 1989 deixei de ler a revista Veja e cancelei todas as assinaturas que mantinha da Editora Abril. Assinava Voce, Saúde, Info, National Geográfica,Superinteressante, Viagem e Turismo e Vida Simples. Não me interessa lê uma reportagem hoje e na semana seguinte a matéria lida vem como errata, como engano. Tá enganando quem ? Os interesses políticos sujos por trás desse grupo econômico são visíveis. Há uma máfia envolvendo o que há de mais podre no mercado editorial. Hoje leio Carta Capital, Carta Maior, Caros Amigos e muitas sites e blogs.

  3. SE A MÍDIA AGISSE COM GOVERNOS PETISTAS COMO AGIA COM OUTROS GOVERNANTES, O GOVERNO FEDERAL NÃO PRECISARIA TORRAR TANTA GRANA EM PUBLICIDADES.
    ———————————————————————-

    Em meio à crise, Lulinha abre empresa com capital de R$ 150 mil

    Alheio à crise econômica e política que o Brasil enfrenta, o filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Fábio Luiz Lula da Silva, abriu uma nova empresa: a FFK Empreendimentos. Com capital de R$ 150 mil, a nova empreitada de Lulinha é feita em sociedade com os irmãos Fernando e Kalil Bittar. De acordo com a coluna Expresso, da revista Época, Jonas Suassuna, parceiro de longa data do filho mais bem sucedido de Lula, não vai participar do negócio.

    http://blogdofranciscoferreirasilva.blogspot.com.br/2015/08/ffk-em-meio-crise-lulinha-abre-empresa.html

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top