skip to Main Content
1 de dezembro de 2020 | 10:07 pm

AMEAÇA DE NOVA GREVE NA EDUCAÇÃO DE ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Na primeira paralisação, foram 73 dias de greve com ocupação do gabinete do prefeito.

Na primeira paralisação, foram 73 dias de greve com ocupação do gabinete do prefeito.

Do Jornal das Sete | Morena FM

A queda de braço entre a Prefeitura de Itabuna e o sindicato dos professores da rede municipal está longe do fim e o ano letivo dos quase 20 mil estudantes está seriamente ameaçado.

Na terça (1º), o Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, concedeu liminar suspendendo a decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5), que julgou a greve dos professores abusiva.

Os ministros consideraram legal a paralisação dos profissionais da educação em Itabuna legal. Com a nova decisão, a diretoria do sindicato ameaça entrar em greve para reivindicar reajuste salarial de 13,01%.

O sindicato não informou quando será realizada assembleia para votação da proposta de uma nova greve. Na primeira, os professores paralisaram as atividades por 73 dias.

Após o fim da greve, foi elaborado um novo calendário para o ano letivo de 2015, previsto para terminar somente em 26 de fevereiro do ano que vem. Uma nova greve pode anular o ano letivo.

Esta publicação possui 2 comentários
  1. É um momento de regozijo e reflexão à nossa Taboca,Taboquinha,Taboca Grande.Eis ai
    um símbolo da fotografia de Itabuna.

    A 1º professora e educadora de Itabuna,seus ossos tremulam no tumulo,em regozijo.
    Professora,Maria Rosa de Jesus,carinhosamente,só para os íntimos, Rosa Camarão,
    por ser extremamente corada ou seja,um símbolo de resistência. Pag.138.

    Fonte. Documentário Histórico Ilustrado de Itabuna.
    Autor.José Dantas de Almeida.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top