skip to Main Content
10 de julho de 2020 | 02:54 am

SENADOR BAIANO SOFRE AMEAÇA DE MORTE PELO FACEBOOK

Tempo de leitura: 2 minutos
Otto sofre ameaças pelo Facebook (Foto Divulgação).

Otto sofre ameaças pelo Facebook (Foto Divulgação).

A Polícia do Senado apura ameaças de morte contra o senador Otto Alencar (PSD-BA) em função de emenda por ele apresentado ao projeto de lei (PLS 138/2012). O projeto trata do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras (Revalida).

O senador apresentou emenda ao projeto na qual propõe a exigência de residência médica para formandos em medicina no exterior por período mínimo de dois anos, no país do curso concluído ou em um terceiro país. As ameaças e ofensas tiveram início nesta semana, segundo o senador.

O projeto de lei a princípio era previsto para ser votado, na última terça-feira (13 ), na Comissão de Educação, Cultura e Esporte. Otto Alencar é titular na comissão e relator do projeto de lei. Ele apresentou parecer favorável a proposta do ex-senador Paulo Davim (PV-RN), além de apresentar a emenda que exige a comprovação da residência médica como condição para se fazer o Revalida.

Numa das ameaças pela rede social Facebook, o autor da mensagem direta que se intitula Guisepe Mercedes Arias faz xingamentos, profere ofensas e afirma: “…E se prepara se este projeto passar eh (sic) melhor o senhor aumentar a quantidade de seguranças a sua volta e olhe la (sic) ainda!”.

Em outro trecho da mensagem, diz: “…não serão poucas as milícias formadas por médicos de origem brasileira formados no exterior que irão se originar querendo lhe matar e será bem feito, porque de políticos como o senhor o povo brasileiro está de saco cheio, e agora a população está prestes a começar a queimar vivo imundícias como o senhor…”.

“Durante a minha vida inteira nem pressão e nem ameaças me intimidaram a fazer aquilo que considero correto e melhor para os brasileiros”, disse o senador.

Otto Alencar ressaltou que o sentimento de ódio e de vingança são negativos e não combinam com o exercício da medicina, com profissionais que lidam com vidas.

Para Otto Alencar, a comprovação da residência médica para formados em medicina no exterior agregará imenso valor ao Revalida. “O objetivo é assegurar que os candidatos que vieram a ser aprovados no Revalida tenham experiência prévia, além do domínio dos conteúdos, habilidades e competências necessárias para exercer a profissão de médico no Brasil”, salientou.

Segundo o senador, o propósito da emenda é não expor pacientes a profissionais não qualificados e colaborar para a melhoria da saúde dos brasileiros. Otto Alencar considera a residência médica fundamental e indispensável para boa prática da profissão.

O senador é médico com residência em Ortopedia e especialização em prótese de quadril no Hospital das Clínicas de São Paulo, ligado a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e foi professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

O projeto de lei 138/2012 tramita na Comissão de Educação, Cultura e Esporte. A proposta já foi aprovada nas comissões de Assuntos Sociais (CAS) e Relações Exteriores (CRE). Na CE, o PLS tramita em caráter terminativo. Se aprovado, irá para análise da Câmara dos Deputados, caso não ocorra recurso ao plenário.

Esta publicação possui 2 comentários
  1. Conheci este rapaz e o PT e os comunistas da Bahia,denominavam o Dr.Hotto como um elemento desonesto, subserviente e lambe botas de ACM.

    Eu o tinha o Dr.Hotto Alencar como um homem de caráter cuja honestidade impar. Mas vejo que os antigos desafetos que pichavam de uma pessoa desprovida de tudo,vejo hoje que,eles estavam certos.

    “Quase todos os homens são capazes de suportar diversidades,mas se quiser por à prova o caráter do homem,dê lhes poder.”

    Abraham Lincoln. 18O9-1865. 16º Presidente dos Estados Unidos da América.

  2. O senador Otto Alencar é o mesmo que apoia o trabalho escravo importado de Cuba que libera aos pseudosmédicos o direito de não se submeter ao revalida exigido por lei. Não entendo esse seu proceder, pois dá o seu apoio a algo que fere a nossa legislação e agora que criar leis que vão de encontro ao que apoia em se tratando de cubanos. Uma grande incoerência! O que no entanto não dá o direiro a ninguém de ameaçá-lo de morte, ainda que possa ser apenas uma ameaça.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top