skip to Main Content
15 de julho de 2020 | 03:01 am

RUI INAUGURA GASODUTO ITABUNA-ILHÉUS E LIBERA CONSTRUÇÃO DE HOSPITAL E BARRAGEM

Tempo de leitura: 2 minutos
Ao lado de Vane, Rui assinará ordem para retomada de obras da Barragem do Colônia (Foto Pedro Augusto).

Ao lado de Vane, Rui assinará ordem para retomada de obras da Barragem do Colônia (Foto Pedro Augusto).

O governador Rui Costa estará em Ilhéus e Itabuna na próxima segunda-feira (9). Em Ilhéus, a partir das 9 horas, no quilômetro 6 da Rodovia Ilhéus/Itabuna, ele assina ordem de serviço para construção do Hospital da Costa do Cacau, com investimento de R$ 77,5 milhões.

Ainda em Ilhéus, o governador inaugura o Gasoduto Itabuna/Ilhéus, com recursos da ordem de R$ 57 milhões. Além disso, será anunciada a licitação para a contratação da nova empresa que deve construir a nova ponte Ilhéus-Pontal, já que a empresa contratada anteriormente, a Constran, desistiu da obra.

Em Itabuna, às 14 horas, Rui Costa participa da inauguração de novos equipamentos no campus Jorge Amado da Universidade Federal do Sul da Bahia, que passa a oferecer laboratórios, inclusive de ensino metapresencial, novas salas de aulas, biblioteca e demais estruturas acadêmicas administrativas para os estudantes do campus, com capacidade para atender a 1.440 alunos em três turnos.

O governador também assina a ordem de serviço para a retomada das obras da Barragem do Rio Colônia, que vai garantir o abastecimento de água em Itabuna e Itapé e controlar a vazão do Rio Cachoeira.

VANE: BARRAGEM É PRIORIDADE 

O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, diz estar confiante de que as obras serão retomadas. “O governador Rui Costa realmente tem a obra entre as prioridades de seu primeiro ano à frente do  Governo da Bahia. A conclusão da obra é investimento que vai resolver, em definitivo, o problema de abastecimento de água de Itabuna que não pode mais esperar para atender à demanda de abastecimento da população”.

A primeira ordem de construção da barragem foi assinada em 8 de janeiro de 2013, poucos dias depois de Vane assumir a prefeitura. A Construtora Andrade Galvão chegou a iniciar a obra, mas pediu um aditivo que foi negado pelo governador à época, Jaques Wagner. Agora, a obra será retomada com o valor revisto para R$ 70,9 milhões. Será tocada pela Metro Engenharia.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top