skip to Main Content
24 de fevereiro de 2020 | 01:11 am

O AZARÃO MANGABEIRA

Tempo de leitura: < 1 minuto
O médico e pré-candidato Antônio Mangabeira.

O médico e pré-candidato Antônio Mangabeira.

Assinada pelo jornalista Jairo Costa Júnior, a Coluna Satélite, do Correio, chama atenção para a pré-candidatura do médico Antônio Mangabeira (PDT) em Itabuna. Diz que o pedetista “entrou no radar de estrategistas políticos da base governista e da oposição”.

Jairo Costa Júnior observa que a atenção à pré-candidatura de Mangabeira “faz sentido”. E observa o seguinte: “No histórico da cidade, é comum a vitória de candidatos que correm por fora do páreo principal. Casos de Geraldo Simões (PT) em 1992, Capitão Azevedo (DEM) em 2008 e Claudevane Leite (PRB), o Vane da Renascer, em 2012. Todos os três largaram nas últimas posições e conseguiram a liderança na reta final de campanha”.

Por fim, a coluna põe Mangabeira na condição de “ameaça aos planos de Geraldo Simões e dos deputados Augusto Castro (PSDB) e Davidson Magalhães (PCdoB), os mais fortes na corrida”.

“SEM FUNDAMENTO”, DIZ MARCELO NILO SOBRE PEDIDO DE IMPEACHMENT CONTRA DILMA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Nilo considera sem fundamento pedido de opositores de Dilma.

Nilo considera sem fundamento pedido de opositores de Dilma.

O pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff é sem fundamento na análise do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo (sem partido). Hoje à noite, ele disse acreditar que “a Câmara dos Deputados refutará por larga maioria essa iniciativa muito mais calcada na busca do poder do que por argumentos jurídicos”.

O presidente da Assembleia Legislativa vê no impeachment “um recurso constitucional de alta poder explosivo, de graves consequências, que só deve ser acionado quando as condições jurídicas intrínsecas ao processo de afastamento presidencial estejam à vista de todos, o que não acontece”.

Para o deputado estadual e dirigente do legislativo baiano, a presidente Dilma é “pessoa honrada”. E acrescenta:

– Não existe nada que desabone a sua conduta pessoal ou no exercício do mandato presidencial que 54 milhões de brasileiros lhe conferiram.

ITABUNA: GOVERNO FECHA FARMÁCIA POPULAR

Tempo de leitura: < 1 minuto
Unidade da Farmácia Popular do Brasil em Itabuna está fechada (Fotos Pimenta).

Unidade da Farmácia Popular do Brasil em Itabuna está fechada (Fotos Pimenta).

A unidade da Farmácia Popular do Brasil em Itabuna está fechada há, pelo menos, seis dias. Mantida pelo Ministério da Saúde, a unidade fornece medicamentos gratuitamente ou com valor subsidiado. Pacientes que dependem de remédio de uso contínuo reclamam das dificuldades para aquisição em outros locais.

A Farmácia Popular em Itabuna foi a sétima unidade na Bahia. Funcionou ininterruptamente no município desde dezembro de 2004, após convênio firmado entre Ministério da Saúde e Prefeitura de Itabuna, na segunda gestão do ex-prefeito Geraldo Simões.

Paciente que recorre à farmácia em busca de medicamento depara-se com aviso em folha de papel ofício que indica fechamento temporário. O fim do programa de assistência farmacêutica vem sendo divulgado há mais de cinco meses, sempre com o Ministério da Saúde tratando o assunto como “boato”.

COBRANÇA FAZ DA EMASA CASO PARA PROCON

Tempo de leitura: < 1 minuto

Emasa, que reajustou tarifa em 18% em outubro, cobra por caminhão-pipa.

A Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) decidiu punir duplamente o consumidor. Quem não tem água em casa e precisa entrar na fila para pedir abastecimento por meio de caminhão-pipa, está tendo que desembolsar, pelo menos, R$ 60,00. É a taxa cobrada pelo fornecimento de 5 mil litros de água.

Se o cliente está em dia, a água em caminhão-pipa deveria ser fornecida gratuitamente, afinal, a fatura do mês chegará normalmente na casa da vítima, o cliente.

Hoje, até as 10h da manhã, a quantidade de pedidos de água por meio de caminhão-pipa chegava a 2 mil, o que levou a empresa a não receber novos pedidos, temporariamente.

O prefeito Claudevane Leite, de acordo com a assessoria da Emasa, havia autorizado o fornecimento de água em caminhões sem a cobrança de taxa. Não se sabe se com a chancela de Vane ou não, a empresa mudou e agora está cobrando pelo serviço.

É caso para Procon!

Em tempo: Quem não consegue água pela Emasa, está sobrando em até R$ 200,00 em empresas privadas. Uma delas pede prazo de até quatro dias para a entrega.

“JUCÉLIA APERTADINHA” E O SHOW DE IVETE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Da Coluna Tempo Presente, A Tarde

No sábado da semana antepassada, a cantora Ivete Sangalo causou furdunço em Valença. No meio de um show, no estádio Antônio Sereia, com um público recorde, falou:

– Aí entrou uma moça no meu camarim, eu perguntei: quem é você, minha filha? E ela respondeu: ‘Eu sou a prefeita de Valença’. Menino, ela estava com um vestido tão apertado que se desse um pum rasgava todo.

Cena gravada, prontamente distribuída nas redes sociais, o assunto foi a sensação da semana na cidade, com a prefeita Jucélia Nascimento (PMN) no foco.

Domingo passado, na casa de praia, no Guaibim, do empresário Hilton Couceiros de Matos, um festão, aniversário do anfitrião, Jucélia chegou sorridente, alguém se adiantou:

– Jucélia, eu estive analisando o cenário político de Valença e concluí que você pode mandar fazer o vestido da posse. Mas faça mais folgadinho, viu?

E Jucélia:

– Ela (Ivete) me ligou pedindo desculpa.

CALIFÓRNIA X NOVO SÃO CAETANO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Califórnia e Novo São Caetano farão a finalíssima do Interbairros de Futebol 2015, no Estádio Luiz Viana Filho (Itabunão), no próximo domingo (13). As vagas foram conquistadas ontem (6), quando Califórnia bateu Daniel Gomes e Novo São Caetano venceu Mangabinha.

Os dois jogos acabaram 0 a 0. Após cobrança de pênaltis, saíram os finalistas. A partida que definirá o campeão de 2015 será disputada às 9h30min do próximo domingo. A competição é promovida pela Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria de Esporte.

EMASA É ACUSADA DE SUCATEAR ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EM CASTELO NOVO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O texto que segue é do Blog do Thame, com grave denúncia:

A crise de abastecimento de água que afeta Itabuna poderia ter sido evitada ou, ao menos, minimizada. Isso é o que afirma um consultor em saneamento ouvido pelo Blog do Thame, que prefere ter seu nome não revelado por ainda manter relações profissionais com a Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa).

Esse consultor lembrou que em 1995, primeira gestão do ex-prefeito Geraldo Simões, foi construída uma estação elevatória em Castelo Novo (Ilhéus), que por estar próximo à Lagoa Encantada, possuía um lençol freático capaz de garantir o abastecimento de água por 90 dias, mesmo em períodos de grande estiagem.

Ocorre que a Estação Elevatória foi praticamente destruída na gestão do ex-prefeito Capitão Azevedo (2009-2012) e não houve grandes investimentos para sua recuperação completa na gestão atual, apenas uma ação emergencial no início de 2015.

A culpa pela estiagem e pela consequente crise de abastecimento que prejudica milhares de itabunenses pode ser debitada na falta de chuvas e igualmente na falta de planejamento.

Back To Top