skip to Main Content
28 de março de 2020 | 05:10 am

ESTIAGEM DEIXA RIO ALMADA EM NÍVEL CRÍTICO

Tempo de leitura: 2 minutos
Rio Almada sofre efeitos de 6 meses de seca na região cacaueira.

Rio Almada sofre efeitos de 6 meses de seca na região cacaueira.

Se Itabuna sofre com a água salobra em decorrência da estiagem, os moradores de distritos de Itajuípe e Coaraci, que margeiam o rio, sofrem  ainda mais. Tanto Itabuna como os dois municípios dependem do Rio Almada para o abastecimento de água. O nível do rio reduziu-se a nível crítico e em vários trechos não há vazão de água, assim como em sua nascente, em Almadina.

As fotos captadas na tarde deste sábado (16) em um pequeno trecho do Almada, em Sequeiro Grande, em Itajuípe, são desoladoras e comprovam que o fluxo de água em direção ao mar está integralmente suspenso.

As pessoas do distrito de Itajuípe somente se utilizam da água retirada em alguns poços para gasto, já que a decomposição de matéria orgânica – folhas, galhos de árvores etc – causa mau cheiro. O rio, com seus pequenos poços e filetes d´água, insiste em sobreviver.

O abastecimento à população somente tem sido possível por meio de carros-pipa. O cenário é mais drástico em Itajuípe, obrigada a suspender o abastecimento. Nos distritos, muitos lamentam que políticos e pretensos candidatos a prefeito da Velha Pirangi façam mercância de votos em troca de água potável para o consumo humano.

Uns míseros filetes d´água são alívio para moradores de Sequeiro Grande, em Itajuípe.

Uns míseros filetes d´água são alívio para moradores de Sequeiro Grande, em Itajuípe.

REFLEXO EM ITABUNA

A seca no leito do Rio Almada tem reflexo direto no abastecimento em Almadina, onde a população protestou contra a Embasa por falta de água, Itajuípe e Coaraci, além de Itabuna.

Para se ter ideia, cerca de 600 litros de água por segundo eram captados do Almada para abastecer Itabuna. Hoje, a Emasa praticamente interrompeu a captação em Rio do Braço, em Ilhéus, dependendo apenas da captação em Castelo Novo, onde a maré afetou a qualidade da água, elevando os níveis de cloreto e tornando-a salgada.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. O doce Rio da Maravilha, cuja Fazenda nasci, o rio tá a mesma fotografia, à última vez que estive foi na 1ª metade da década de 7O, era um rio perene
    e caudaloso todo o tempo e o que vi mim fez chorar, fatos estes há 3O dias.

    A realidade da escassez de água bate em nossas portas, há meio séculos era impossível pensar nesta realidade presente em nossos dias, são momentos que
    requer extrema reflexão por cada um de nós.

    O São Francisco o gigante, tá ameaçado ser transformado numa formiga, o nosso vizinho, o Rio Jequitinhonha, já vive uma realidade de um riacho, em fim, se nada for feito agora, daqui à 5O anos, a nossa nova geração vai conviver numa extrema escassez de água doce e extrema ameaças de sobrevivência da humanidade.

    “Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota da água do mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota”

    Madre Teresa de Calcutá. Um Anjo que passou aqui na terra.

  2. Tudo isso está acontecendo graças ao animal chamado “homem” que vem desrespeitando a natureza e cortando todas as árvores do leito dos rios, é um desmatamento desenfreado que vai fazer tudo virar deserto.
    Todo mundo sempre soube não desmate o leito dos rios, não corte as árvores porque é através do processo de evapotranspiração faz chover.
    Porém este ignorante ser chamado “homem” que em alguns momentos parece irracional, está como uma fera destruindo a natureza.
    Pois agora “homem” arque com as consequências, agora você desafia a própria sobrevivência no planeta sem água.

  3. Essa situação está triste pq além da estiagem, fizeram barragens lá em cima e mexeram nas nascentes do rio.

    O rio Almada nasce na Serra do Pereira, em Almadina.; lá, há duas nascentes, uma desce para a região de
    Floresta Azul, que eh o rio do Manoelzinho, e a outra nascente eh do Almada.

    Pessoas que têm fazenda lá em cima, no lado de Floresta, construíram barragens e o rio secou, a partir de Cleodon não há mais água, o rio do Manoelzinho está morrendo e o Almada tb. Pode dar a chuva que for, não vai ter água, por causa das barragens que eles construíram lá em cima.

    Visitem a região do Manoellzinho e cheguem até as nascentes dos referimos rios a partir dessa região em Floresta Azul, que vcs verão. Conversem com os moradores e os fazendeiros, além de verem a situação do rio.

    Como o Almada abastece Almadina, Coaraci, Ibicarai, Itajuipe e Itabuna, a coisa vai ficar feia, pior do que já está, uma vez que eh verão. Há pessoas na região do Manoelzinho que estão levando água da rua para a roça.

    Vc que eh da imprensa, vai lá visitar a região, converse com os moradores e chegue ‘as referida nascentes a partir do Manoelzinho, que vc verá o estrago.

    Quer saber como chegar? Chegue em Floresta Azul e peça para ir ao Monoelzinho.

    Converse com as pessoas a partir de Vero, Barreto, Amancio, Matos, Cledon e vc verá o assoreamento do rio, está morrendo.

  4. Na hora de destruir ninguém faz adesão aos poucos que suplicam consciência, por favor. Ficam a favor da tal bancada ruralista que faz lobby contra o Código Florestal, agora na hora do desespero, a besta da vez é político que esse povo não vai com a cara. Isso aí é só o começo, porque as grandes empresas encontram adesão dos ignorantes para acelerar os prejuízos. Quem quiser que fale com vizinho que lava passeio com jato de água para. É o mesmo que desafiar um mastordonte se achando o poder.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top