skip to Main Content
7 de junho de 2020 | 06:42 am

DENGUE: SAÚDE INVESTIGA MORTE DE JOVEM EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Rafael faleceu nesta manhã no Hospital São Lucas (Foto Reprodução).

Rafael faleceu nesta manhã no Hospital São Lucas (Foto Reprodução).

Um jovem de 23 anos faleceu no final da manhã desta quinta (11) com quadro suspeito de dengue hemorrágica. Rafael Monteiro residia no Bairro Pontalzinho, em Itabuna, e estava internado no Hospital São Lucas. A princípio, a Secretaria de Saúde de Itabuna não trata o caso como sendo dengue grave.

Segundo o titular da Secretaria de Saúde, médico Paulo Bicalho, uma equipe visita o Hospital São Lucas para checar o prontuário do paciente e verificar mais informações que apontem a causa da morte. “A suspeita [de dengue hemorrágica] é o que está nas redes sociais. Mas ainda não tratamos como sendo um caso. Parece que tem indicação de outros problemas [de saúde]”, disse Bicalho ao Pimenta.blog há pouco.

Ainda de acordo com o secretário, o hospital não havia feito contato anterior para informar sobre internação de paciente com quadro de doença infecto-contagiosa, o que seria o caso. “Não houve notificação nem a Vigilância Epidemiológica foi acionada para este caso”, observa.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. itabuna ta um discaso meu esposo estava das 6da manha ate as 5da tarde para ter atendimento nao estao fazendo ezames de sangue estap diagnosticado sem ter certeza e dao um remrdio e mandao pra casa ! ate quando vai ficar assim perdendo pessoas ! so deus por nós

  2. O principal diagnóstico foi negligência… Desde segunda que Rafael era atendido no Sao Lucas e retornava para casa com receita de dipirona na mão, sem fazer um exame e hoje veio a fatalidade … Garoto na flor da idade, mais uma vida perdida por conta da falta de estrutura e de vontade dos médicos dessa cidade que agoniza

  3. Absurdo o descaso médico, a falta de atenção as pessoas, dedicação nos casos de risco de morte. Pessoas capacitadas para atendimento médico necessário.
    Falta de vergonha com a saúde e vidas humanas.

  4. O descaso e despreparo dos responsaveis pela saúde são assustadores. Ainda tenho várias complicações do vírus Zica desde o mês 5 de 2015, inclusive uveíti, uma inflamação no fundo do olho que pode levar a cegueira. Se não fosse por recursos próprios e plano de saúde particular já estaria cega entre outros problemas. Fiz vários exames no posto próximo ao fórum, mas até hoje não recebi resultados. Fizeram contatos por telefone e negaram o diagnóstico estavam escondendo o problema.

  5. Evitar automedicação a qualquer sintoma (DORES, FEBRE,EDEMAS) pode evitar eventos como hemorragias, fazer uso de chás não é inofensivos como parece pode interagir com medicamentos e causar interações perigosas, consultar orientações publicadas pelo MS, ou um profissional de saúde até chegar ao prescritor.

  6. Infelizmente ficou facil transferir as responsabilidades.Perder o controle faltou tecnica responsabilidade, etica,compromisso,principalmente gerenciamento. Os gestores nunca deram importancia a logistica de desenvolvimento para que o trabalho mecanico se desenvolvesse com mais eficacia. Agora mesmo com as desgraças dos outros e dos nossos entes queridos o poder publico vai se bebeficiar de muito dinheiro para as operaçoes de campo e lhes garanto nao irao aplicar a verba na logistica. Ha mais de dez anos nossa cidade vem recebendo a medalha de ouro parecendo que a vigilancia epidemiologica nao existe ou nao funciona por honrar os compromissos politicos, pois sua funçao é diagnosticar e identificar os agravos, e porque determinado setor nao estar dando resposta positiva. tecnicamente sabe DEUS deve ter as falhas como; cumprimento dos ciclos bimentrais (dois meses) media de seis em um ano, o controle foi perdido porque itabuna a varios anos nao realizam os ciclos que daria seis visitas no periodo de um ano.Foram dadas ao AEDES todas as facilidades para sua proliferaçao porque ele obdece suas fases e no seu trajeto nada aconteceram para sua interrupçao.imaginem um indice 13% uma media de vinte mil casas fechadas a cada ciclo, equivalem as cidades itajuipe, buerarema,coaraci,sao jose,barro preto,itape. Sabendo-se que cada mosquito no seu tempo de vida coloca no meio ambiente 600 ovos para quem souber calcular saibam que na nossa cidade todos os anos sao realizados tres ciclos ficando tres para traz ou deixaram de ser realizados por falta de gerenciamento e cobrança da vigilancia epidemiologica ao responsavel da coordenaçao.Tres ciclos equivale a seis meses sem a visita do agente ou seja faltando tres visitas na casa do morador que em seis meses ficaram com seus criadores potenciais disseminando a cada dia meses sua cria. OS MORADORES tem sua parcela de culpa, mais os gestorem tem muito mais. culpo a falta de atençao e compromisso dos responsaveis.

  7. Dia 10 de fevereiro fez um ano que perdir minha mãe.
    1 ano e um dia depois perdir um primo
    Tudo isso por conta desses governantes e esses falços profissionais,inrresponsaveis que não horra a promessa que faz sao um bando de sem vergonha e vão pagar por isso,,nao sabem diagnosticar o que é dengue e o que é virose na verdade so estão vestidos nessas roupas brancas por causa de dinheiro mais com a fé em Deus esse miseravel vai pagar por isso,fica aqui minha idignaçao.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top