skip to Main Content
29 de março de 2020 | 05:07 am

PARA WAGNER, LULA SOFRE ATAQUE SISTEMÁTICO E CAÇA CONSTANTE

Tempo de leitura: 2 minutos
Wagner sai em defesa do ex-presidente Lula (Foto José Cruz/Agência Brasil).

Wagner sai em defesa do ex-presidente Lula (Foto José Cruz/Agência Brasil).

O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, disse hoje (15) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é alvo de “ataque sistemático” e de uma “caça constante”. Ele fez a declaração ao ser questionado sobre a reunião entre a presidenta Dilma Rousseff e Lula na sexta-feira (12) em um hotel em São Paulo.

Segundo Wagner, as conversas são constantes entre a presidenta Dilma e o ex-presidente Lula. “Evidentemente se falou desse ataque sistemático que está sendo feito em torno do ex-presidente. É uma coisa clara. É uma caça a uma liderança nacional. Nesse caso, é uma caça praticamente constante. E foram conversas mais gerais, tangenciando todas as questões, inclusive sobre a mobilização que ia acontecer no dia seguinte [sábado] sobre o vírus Zika”, afirmou o ministro.

No sábado (13), ao participar, no Rio de Janeiro, do Dia Nacional de Mobilização contra o Mosquito Aedes Aegypti, a presidenta disse que Lula está sendo objeto de “grande injustiça”.

“Acho que o presidente Lula está sendo objeto de grande injustiça. Respeito muito a história do presidente Lula. Tenho certeza de que esse é um processo que será superado, porque acredito que o país, a América Latina e o mundo precisam de uma liderança com as características do presidente Lula”, afirmou Dilma.

As conversas ocorreram no momento em que um sítio frequentado pelo ex-presidente no interior de São Paulo passou a ser alvo de inquérito da Justiça Federal, para investigar possíveis vínculos com empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato. Da Agência Brasil.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. VARGAS JK E LULA
    A história não se repete, mas saltam aos olhos as semelhanças entre o ódio vítreo que se construiu contra Vargas e JK e este que a imprensa brasileira, quase em uníssono, destila, alimenta e propaga contra o ex-presidente Lula, açulando, não mais as Forças Armadas como antes, mas agora agentes policiais sem comando, procuradores sem limites e juiz na presidência de inédita jurisdição nacional. A história não se repete. Mas o ex-presidente Lula já foi chamado a depor, na Polícia Federal, umas duas ou três vezes, e agora é intimado, com a mulher, a depor em inquérito aberto pelo Ministério Público paulista. Precisa explicar porque desistiu da compra de um triplex em Guarujá e porque visitava um sítio em Atibaia, e porque incentivou a indústria automobilística quando o País precisava criar empregos. Condenado sem sursis como corrupto pela imprensa – como Vargas e JK – exposto à execração pública, decaído em seu prestígio, como agora, Lula – e eis o que se pretende – estará afastado das eleições de 2018, seja como candidato, seja como grande eleitor. A história não se repete… Condenação decretada, pena anunciada, procura-se uma narrativa: eis o propósito, a finalidade dos inquéritos abertos e a serem abertos. Trata-se de destruir o último grande líder popular brasileiro. E isso vale, aos olhos de seus algozes, todo e qualquer preço.
    E eis que a burguesia regurgita o sapo barbudo que as massas a fizeram engolir nas últimas eleições.

  2. A única coisa que se sabe da liderança de Lula, é que ele é o líder da maior corrupção na história deste país.

    Mais uma: O rombo nos fundos de pensão das estatais vem aí pra, cada dia mais, ficar claro o descalabro que o PT causou a Nação!

  3. Um dia meu estado e país ficará livre de todos vocês, sonho em um dia ter um que vai unir essa nação e fazer dela um país de verdade sem bolsas enganações, sem aparelhagens, sem ludibriar os menos esclarecidos. Eu tenho certeza que um dia vai acontecer, talvez eu não possa estar aqui para ver tudo isso mas acredito.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top