skip to Main Content
5 de julho de 2020 | 01:25 am

ESPERANDO AS ÁGUAS DE MARÇO

Tempo de leitura: 2 minutos
Alisson: definição em março.

Alisson: definição em março.

Convidado para filiar-se ao PSB, o vereador Alisson Mendonça vai aguardar as águas de março para definir o seu futuro partidário. “Gostaria muito de ser candidato a prefeito pelo PT, mas a decisão não é do partido”, disse, emendando que o nome da legenda para 2016 foi decidido já em 2012, numa referência à Professora Carmelita.

Alisson também deixa claro que, no PSB, ele tem outros dois concorrentes, o ex-vereador Jailson Nascimento e o próprio deputado federal Bebeto Galvão, que, junto com a senadora Lídice da Mata, o convidou para o partido. Ao Pimenta, disse ter recebido convites do PSD, por meio do ex-vice-prefeito Mário Alexandre (Marão), e do PMDB, via deputado estadual Pedro Tavares.

O vereador, afirma, deseja ser candidato a prefeito por uma legenda da base de apoio do governo estadual e alfineta o prefeito Jabes Ribeiro:

– Sou candidato a prefeito! Quero ser candidato pela base de Rui. Temos que ter cuidado com candidatos que podem nos trair depois de eleito. 1996 me deixou escaldado. Unimos os partidos de oposição ao carlismo para apoiar um candidato que nos traiu depois de eleito.

A traição é uma referência ao prefeito Jabes Ribeiro. Eleito para o terceiro mandato em 1996, Jabes migrou para a base de Antônio Carlos Magalhães, apoiando tanto César Borges como Paulo Souto. Voltou para o campo progressista após Jaques Wagner assumir o poder estadual.

Alisson diz que o governo baiano tem agenda construída por Wagner e que Rui Costa precisará de tempo para executá-la. A agenda inclui a nova Ponte Centro-Pontal, novo aeroporto, Porto Sul e duplicação da Rodovia Ilhéus-Itabuna. Para isso, sustenta, precisará de aliados, dentre os quais se inclui.

SOBRE JABES: “FALA MUITO E REJEIÇÃO O INVIABILIZA”

Alisson, não é novidade, é adversário do prefeito Jabes Ribeiro. Acredita que o mandatário ilheense “fala muito” e diz que as pesquisas comprovam que o também secretário-geral do PP baiano diz “bobagens” quando afirma ter virado o jogo eleitoral em Ilhéus. “Seu governo está muito mal avaliado e tem uma rejeição que o inviabiliza. Mas [ele] continua achando que pode manipular tudo e todos”.

O vereador se diz preparado para a disputa eleitoral a prefeito. E para um embate com o ex-aliado. “Sou o mais preparado e experiente para enfrentá-lo”, disse. E, após dizer que Jabes fala muito, acrescentou: “É um mala”.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Esse rapaz vive no mundo da Lua.
    Cria de Jabes onde se elegeu vereador por dois
    mandatos, mostrou deslealdade.
    O PT não acredita nele, o PSB de Bebeto
    dá risada sobre a candidatura pelo Partido.
    Não se elege nem Vereador.
    Apisentadoria certa.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top