skip to Main Content
6 de julho de 2020 | 06:11 pm

QG CONTRA O MOSQUITO JÁ ABRE LOTADO

Tempo de leitura: < 1 minuto
QG de Combate ao Mosquito recebe grande quantidade de pacientes em seu primeiro dia de funcionamento (foto Oziel Aragão)

QG de Combate ao Mosquito recebe grande quantidade de pacientes em seu primeiro dia de funcionamento (foto Oziel Aragão)

A estrutura criada pela Prefeitura de Itabuna para atender as pessoas com doenças relacionadas ao mosquito Aedes aegypti abriu as portas nesta quarta-feira (17), e já está superlotada. Relato feito há pouco pelo repórter Oziel Aragão, no programa Difusora em Revista (rádio Difusora), dava conta do grande número de vítimas com sintomas de zika, dengue e chikungunya que acorreram ao chamado QG de Combate ao Mosquito, na Avenida Cinquentenário.

A fila de gente em busca de atendimento começou a se formar ainda durante a madrugada. Por volta das 6 horas, já era distribuída a ficha de número 100. Pacientes reclamam do forte calor na nova unidade de atendimento.

De acordo com a Prefeitura, o QG tem capacidade para atender até mil pessoas por dia. A unidade também oferece exames de ultrassonografia para gestantes, visando identificar eventuais consequências do zika vírus para o bebê. No local, é ainda realizado levantamento estatístico sobre a epidemia.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. facil dizer que o povo e culpado. É dificil entender que houve negligencia por parte do poder publico.E dificil entender da responsabilidade de cada um. E dificil entender o rogonograma das responsabilidades de cada um.E dificil entender que existia uma coordenaçao de dengue interesseira e de esconder numeros a fim de se manter ganhando seu dinheiro e coordenando por telefone e ensinando os seus comandados fazer o mesmo ficando no seu ar condicionado.E dificil entender que o agente vendo tudo isso é logico nao ira fazer seu trabalho como deve fazer. E dificil entender que em hora nehuma blogs, a imprensa em geral procuraram o orgao responsavel em orientaçao tecnica,avaliaçao,dos municipios no caso a setima dires hoje estalada em Ilheus o seu comando para saber dos relatorios designados todo mes aos municipios sobre os trabalhos realizados e falhas encontradas e orientaçao do que deveriam fazer. E dificil entender tudo isso nao é. voce leigo, voce precupado com a situaçao sabiam disso?? Somos responsaveis por nossa casa verdade mais o poder publico municipal nao deram a devida atençao pela sua parte. O mais grave a nao realizaçao dos ciclos sao seis em um ano. Um ciclo a cada dois meses o AEDES ele cumpri os seu ciclo de ovo ate alado ( adulto) pois nao encontrou interrupçoes.seguido disso vem as falhas,tratamentos inadequados como;jogar o remedio sem saber a quantidade correta de agua do deposito,isso ocasiona resistencia e este deposito ira nascer mosquito resistente ao inseticida normal ira ser nescessario o dobro em alguns casos,ninguem procura escada mais para tratar depositos deixando a mesma,toda caixa de agua coberta com eternit é um foco. e assim por diante.e ai so o povo é culpado?? PAULO BICALHO acredito na sua seriedade vou torcer que alguem do sua tenha lido isso e leve em consideraçoes. que DEUS lhe de a compreençao. abraços

  2. Triste isso, precisou acontecer essa epidemia para o governo olhar. Espero que a energia nuclear para combater esse mosquito resolva. Em Pernambuco já começaram o teste, a ONU disponibilizou o uso desse tipo de energia.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top