skip to Main Content
3 de março de 2021 | 12:03 pm

ILHÉUS: COSTUREIRA MORRE COM SUSPEITA DE DENGUE HEMORRÁGICA

Tempo de leitura: < 1 minuto

dengue1Ilhéus registrou, na última terça (23), a primeira morte suspeita por dengue hemorrágica. A vítima foi internada no dia anterior, no Hospital Geral Luiz Viana Filho, com quadro suspeito da forma mais letal da doença.

A costureira Elisângela da Cruz Pereira faleceu às 16h40min da última terça. Apesar da Secretaria de Saúde de Ilhéus não se posicionar quanto ao caso, o titular da Pasta, Antonio Ocké, esteve no velório da costureira, na tarde da última quarta, conforme amigos da vítima.

O secretário foi procurado. O diretor de Vigilância à Saude, Antônio Firmo, respondeu. Por meio da assessoria de comunicação, limitou-se a informar ao Pimenta que o caso está “sob investigação”.

EPIDEMIA

Ilhéus é um dos municípios baianos que enfrentam epidemia de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. A Secretaria de Saúde local montou estrutura com capacidade para até 300 atendimentos, por dia, a vítimas do mosquito. Atualizada para acréscimo de informação.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Achei interessante a informação prestada pela assessoria do Sr.Secretário de Saúde em relação a montagem de estrutura para atendimento dos casos suspeitos. Meu irmão desde ontem está se dirigindo à referida “estrutura”, com sintomas de dengue/zika e até o momento não conseguiu atendimento. Ontem não tinha ninguém para ao menos fornecer informações, hj mandaram que ele e os demais doentes que estavam procurando atendimento, fossem amanhã pegar uma das 100 fichas que seriam distribuídas. Isso é estrutura, secretário?

  2. A família da vitima pode e deve entrar na justiça pedindo punição aos gestores da saúde, por conta da falta de prevenção no combate ao vetor, bem como uma indenização financeira pela perda da familiar, levando em conta ter sido a mesma uma trabalhadora que com certeza, tinha juntamente com a família contas a pagar.

  3. Mary voce quer prioridade? pague a UNIMED… vc por acaso viu quanta gente esta ali pra ser atendido??? eu já passei por isso e fui atendido existem 2 PA da dengue alem de hospitais e postos de saude… Criticar é fácil ….

  4. E além de tudo, tem todo este lixo espalhado pela cidade que é fonte de mosquitos de todos os tipos, ratos e outras pragas. Neste caso, é preciso ressaltar, a culpa é tanto da Prefeitura quanto da população!

  5. Tem que criticar mesmo.
    Se precisa melhorar!!!
    2 PAs e os hospitais são poucos para o numero de casos que estamos tendo. Vivemos em uma epidemia e não estamos com estrutura suficiente para atender as pessoas que necessitam.
    E mais… Um recado para quem é profissional da saúde (assim como eu), pelo amor de Deus nunca percam a paciência. Não é fácil eu sei, o salário é injusto, lidar com pessoas é difícil, ainda mais lidar com pessoas doentes, mas entendam, ningué está ali porque quer não, ninguém está a passeio, de lazer. Se foi até ali é porque a necessidade é grande, e além de tudo ter que encarar profissionais mal humorados ou indispostos é pior ainda. Infelizmente essa é a realidade.
    Essa é a MINHA OPINIÃO

  6. Mary tbm passei por esta situação…procurei atendimento ontem e me falaram que teria q retornar hoje para pegar uma ficha…
    Entendi perfeitamente sua colocação.Infelizmente nem todas as pessoas têm essa capacidade…

  7. Elisângela deu entrada na UTI do hospital no dia 19/02 e veio a óbito no dia 23/02 às 16:40,com suspeita de Dengue Hemorrágica e a Drª KATIA Mª FRANÇA ARAÚJO que estava de plantão na UTI se negou a assinar o Laudo sobre a causa da morte. afirmo também que o Secretário de Saúde ANTÔNIO OCKÉ esteve naquela tarde SAF, para tratar de um outro velório em momento algum veio falar com a família ou amigos da Senhora ELISÂNGELA.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top