skip to Main Content
6 de maio de 2021 | 04:39 am

PROJETO PREVÊ AUMENTO DE PENA PARA ABORTO EM CASO DE MICROCEFALIA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Proposta já foi aprovada na Câmara (foto Ana Nascimento - MDS/Portal Brasil)

Proposta já foi aprovada na Câmara (foto Ana Nascimento – MDS/Portal Brasil)

Autor do projeto do Estatuto da Família, já aprovado na Câmara dos Deputados, o deputado federal Anderson Ferreira (PR-PE) apresentou outra proposta polêmica à Casa. O projeto aumenta a pena no caso de aborto cometido em razão da microcefalia ou outra anomalia do feto.

Para o deputado, não é o aborto que resolve os problemas da sociedade, mas sim o Estado dar condições para uma vida digna. “Sou autor do projeto Estatuto da Família, que já foi aprovado na Câmara dos Deputados. A intenção foi justamente criar um instrumento para as famílias poderem cobrar e ter acesso às políticas públicas. Quando uma criança nasce tem direito à saúde, educação, segurança, alimentação. Está na Constituição”, diz Ferreira.

O Projeto de Lei 4.396/2016, que altera o artigo 127 do Código Penal, prevê o aumento da pena em um terço até a metade quando o aborto for cometido em razão da microcefalia ou qualquer outra anomalia do feto, provocado ou consentido pela própria gestante ou por terceiros, com ou sem o aval da mulher. Da Agência Brasil

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Só falta uma suruba!

    Um Estado que se propõe à volta do passado da idade média,Um estado que se propõem,à volta do passado da monarquia de D.João VI. Agora quer ser paradigma em patrão de norma jurídica que se prever aumento de pena pra quem aborta em caso de microcefalia?

    Há um grade contraditório na sociedade,uma vez que,a peste negra dizimou a metade da população na Europa e tudo era feito pra acabar com a peste.

    Aqui no Brasil,a monarquia instaurada com Dom João VI em 19O8,a corrupção no governo era uma regra, em tudo que as repartições pública fazia,o povo pagava propina. Pags. 165,166,167,168,169, 17O. L.G. 18O8.

    O Brasil há 14 anos,voltou os anos idos,tudo que se faz no governo se paga propina,fato revelado por unanimidade pelos empresários presos,com agravante,foram coagidos por ministros do PT e relataram que a corrupção no governo do PT,é uma regra,a corrupção em compra de aliados e se sustentado por corrupção institucionalizada pior do que a monarquia,por não coagir ninguém.

    Há um grande contraditório? como o Sr.Lula da Silva,é avaliado como o melhor presidente? O que caracterizou seu governo cuja marca indelével de corrupção?

    O que se pode pensar,será o fato de o governo do Sr.lula da Silva,encontrar 5 milhões de esmolando que receia a bolsa escola,tickt vale gás,tickt vale transporte etc.

    O Sr.Lula da Silva,disse que iria acabar com essa esmola,caso fosse governo,iria
    criar emprego e cada criança iria pra escola,cada família iria ganhar o sustento
    com o suor de seu trabalha e iria ter dignidade.

    Vale ressaltar que o slogan do PT era fome zero, hoje o Sr.Lula esqueceu que o povo vivem faminto e falta tudo,saúde,educação,segurança, enfim,é vive numa extrema miséria.

    O que falta o PT fazer no Brasil,o que Calígula,o Imperador romano fizeste;pegar
    as senhoras dos senadores da república,dos ministros da república e fazer uma suruba em nome da república do PT pra recolher doações oficias ao partido dos trabalhadores.

    Sobre suruba,um deputado disse numa reunião dos mesmos,que a reunião era uma suruba e provocou tremenda gargalhada entre os pares,fato presenciado pra todo Brasil,via TV,câmara dos deputados.

    Entre a suruba e a roubalheira,é melhor a suruba,a roubalheira vive encrostada no palácio do planalto,cuja raiz e tronco é o PT

    Aqui pra nós,terá muitos ministros e senadores que não recusará a proposta em enviar suas esposas pra fazer o mesmo que calígula fez em nome da república de de Roma ou melhor a república do PT é só o que se falta,uma suruba.

    Fonte. Malcolm Mcdowell em Calígula.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top