skip to Main Content
12 de agosto de 2020 | 11:51 am

SERVIDORES APREENSIVOS COM O (RÁPIDO) ENTERRO DA CEPLAC

Tempo de leitura: 2 minutos
Sede regional da Ceplac, na rodovia Ilhéus-Itabuna (Foto Divulgação).

Sede regional da Ceplac, na rodovia Ilhéus-Itabuna (Foto Divulgação).

Do Trombone

Não demorou sequer um mês após a posse de fato do diretor-geral da Ceplac Sérgio Murilo – depois de superado o drama do rebaixamento do órgão – para que começassem a ser cavadas as covas onde o novo gestor parece querer enterrar o órgão que administra.

Logo ele que, na posse de direito em dezembro, bradou que não aceitaria a patranha engendrada contra a velha senhora da cacauicultura brasielira nos gabinetes do Ministério da Agricultura. “Não serei o coveiro da Ceplac!”, discursou, perante uma plateia cheia de esperança.

Pois bem. Nem um mês se passou desde que a Ceplac livrou-se de coveiros outros, e eis que Murilo já mostra que aprendeu a manusear a enxada em sua vida de agrônomo.

A primeira vítima foi a área administrativa.

Primeiro, rebaixou a Divisão de Administração e Finanças a um mero serviço de Administração e Finanças. Um departamento. E elevou o serviço de Gestão de Pessoas a Divisão de Gestão de Pessoas. E, com essa mágica, tornou-se a Ceplac, talvez, uma das poucas empresas do mundo em que a Administração se subordina ao RH.

Mais: nomeou para o serviço de Administração um doutor em zootecnia. Um desperdício. O doutor zootecnista seria melhor aproveitado, por exemplo, na Granja, um setor que padece de um especialista em seu comando. Em vez disso, vai cuidar de trocas de lâmpadas, abastecimento de água mineral e cafezinho, combustível e pneus da frota…

A Ceplac possui dezenas de administradores em seu quadro. Mas o coveiro diretor não deixaria de prestigiar um sócio do clubinho Cenex-Cepec, que sempre dominou o órgão.

Por falar em Cenex…

É a menina dos olhos do coveiro diretor Sérgio Murilo. É de lá sua origem; foi lá onde se fez candidato a diretor. O que ele fez com o Cenex (Centro de Extensão)? Enterrou.

Virou um serviço apensado ao Cepec (Centro de Pesquisas).

Aí é onde entra o temor dos servidores. Se ele fez isso com a menina dos seus olhos, imagine o que fará com os outros setrores, normalmente tidos como de segunda categoria pelos sócios do clubinho?

Em tempo: em relação ao monstrengo que criou no setor de administração, já corre uma piada nos corredores: ele não matou a Ceplac, mas criou um belo frankenstein…

RECUAR É GOLPE

Tempo de leitura: 3 minutos

sócrates santanaSócrates Santana | soulsocrates@gmail.com

Nem a morte pode redimir quem sorrateiramente aprovou a emenda da reeleição de 1998, nem quem negociou os ajustes fiscais dos governos petistas, tão pouco quem abriu os cofres do Estado para o setor bancário realizar uma devassa. A culpa do impeachment ou do golpe é de quem recuou.

 

Enquanto os praticantes de jiu jitsu procuram no youtube um nome para o impeachment da presidente Dilma Rousseff, os capoeristas aprenderam com mestre Bimba que recuar também é golpe.

Os parlamentares e ativistas brasileiros estão diante de uma rua sem saída. De ambos os lados, situação e oposição, deste ou daquele governo, estão encurralados no beco da história, onde a
covardia não deve ser uma alternativa.

Qualquer passo para trás ou para frente significa uma clara sinalização para um dos lados, porém não há espaço para a neutralidade. Ela também é um signo em movimento a favor ou contra o impeachment ou o golpe.

A abstenção de parlamentares na primeira votação realizada na Câmara dos Deputados e na segunda votação realizada no Senado é um ato de covardia.

Por um lado, serão lançados na vala comum do impeachment; por outro, coniventes com o golpe em curso. Nos dois casos, simplesmente, um gesto condenado até mesmo pelo o evangelho cristão, onde para quem não é nem quente, nem frio, mas, morno, o vômito é a única resposta de Deus.

Mas, a história não será contada apenas pelo painel eletrônico e violado* do Congresso Nacional. A saída ou ingresso de parlamentares para novas legendas partidárias não estarão apenas nas páginas dos livros ou registro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas, vão permanecer incólumes nas nuvens de dados da internet. Não vão resistir a uma pesquisa no Google.

Também vão estar marcados pelas redes sociais quem defender novas eleições ou quem dialogar com o estamblichment. A primeira opção é um passo desesperado para a admissibilidade da culpa ou o oportunismo eleitoral; a segunda é uma rendição fisiológica ou a continuidade maquiávelica de um plano hostil ao Estado brasileiro. Ninguém está imune das interpretações e das consequências incorrigíveis da história.

Apesar do suicídio de Getúlio Vergas ter interrompido o golpe em curso contra o trabalhismo no país, os 15 anos do Estado Novo nunca serão esquecidos por quem foi exilado ou torturado. Portanto, nem a morte pode redimir quem sorrateiramente aprovou a emenda da reeleição de 1998, nem quem negociou os ajustes fiscais dos governos petistas, tão pouco quem abriu os cofres do Estado para o setor bancário realizar uma devassa. A culpa do impeachment ou do golpe é de quem recuou.

Infelizmente, nem a suprema Corte brasileira está de fora das decisões arbitrárias em curso no país. A postura comprometedora dos ministros do Supremo Tribunal Federal, a exemplo de Gilmar Mendes, somada ao distanciamento orquestral de Carmen Lúcia, Dias Toffoli, Luís Roberto Barroso e Celso de Mello são de uma leniência conveniente apenas para quem procura adequar o mecanismo constitucional do impeachment às insustentáveis teses de “pedaladas fiscais” como justificativa legal para o afastamento da presidente Dilma Rousseff. Como diria o filósofo Karl Marx “a história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa”.

No dia 4 de abril de 1964, o ministro e presidente do Supremo Tribunal Federal, Ribeiro da Costa, disse após o Golpe Militar que “o desafio feito à democracia foi respondido vigorosamente” pelas Forças Armadas. Por 21 anos (1964-1985), o país sofreu as consequências de um governo coberto pelo manto da Marcha da Família com Deus pela Liberdade e a corrupção de homens carcomidos pelos interesses das multinacionais. Até os confins da história, o STF será julgado como culpado do golpe.

É sintomática a atual conjuntura no Brasil. Sem dúvida, resultado de uma democracia frágil, mas, principalmente, de líderes covardes e liderados complacentes. Resta a esperança de quem permanece de pé no Salão Nobre do Palácio do Planalto ou de quem faz vígilia nas reitorias e ruas das cidades, porque, na atual esquina da história recuar também é golpe.

Sócrates Santana é jornalista.

LIMINAR CONTRA SINDSERV LIBERA ACESSO A PRÉDIOS MUNICIPAIS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Liminar libera acesso ao centro administrativo municipal.

Liminar libera acesso ao centro administrativo municipal.

O juiz da 4ª Vara do Trabalho de Itabuna, Guilherme Vieira Nora, concedeu liminar que obriga o Sindicato dos Servidores Municipais de Itabuna (Sindserv) a liberar os acessos aos prédios do município.

A Prefeitura de Itabuna alegou que membros do Sindserv , com o apoio da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), impediram acesso ao Centro Administrativo Firmino Alves, hoje (11), quando foi iniciada greve da categoria.

O sindicato é acusado de bloquear as entradas do prédio com “faixas, cartazes e veículos, carros de som, correntes e cadeados, impedindo o direito de ir e vir da população, acesso ao trabalho e a prestação de serviços”.

O procurador-geral do Município, Mateus Santiago Silva, ingressou com ação de interdito contra o sindicato. “Verifico, no presente feito, a partir das alegações prestadas na promoção de ingresso e da mencionada documentação, perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo, o que justifica o pleito de concessão da medida sem a oitiva da parte contrária”, relatou o magistrado.

BEBETO CONFIRMA PRÉ-CANDIDATURA NO DOMINGO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Bebeto Galvão disputará sucessão do prefeito Jabes Ribeiro

Bebeto disputará sucessão do prefeito Jabes Ribeiro

A definição do tabuleiro sucessório em Ilhéus terá um momento importante neste domingo (15), quando o deputado federal Bebeto Galvão confirmará sua pré-candidatura a prefeito pelo PSB. O ato político acontece às 9 horas, no plenário da Câmara de Vereadores.

Segundo o pré-candidato, será um evento simples, apenas com a finalidade de deixar clara sua decisão disputar o governo municipal. Outro lançamento, mais “festivo”, será agendado.

Pesquisas de consumo interno colocam Bebeto Galvão com boa vantagem na corrida eleitoral ilheense.

DOENÇA RARA QUE ATINGE CRIANÇAS É TEMA DE PALESTRA NA FTC

Tempo de leitura: < 1 minuto

Doença rara e ainda pouco conhecida até pelos médicos, a mucopolissacaridose será tema de palestra, no auditório da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) de Itabuna, às 8h desta quinta-feira (12). O palestrante será o ortopedista pediátrico e professor da Escola Baiana de Medicina, Marcos Almeida Matos, itabunense radicado em Salvador há mais de 20 anos.

Matos irá falar para médicos e profissionais de saúde em geral, mas outras pessoas que queiram se informar sobre a doença também poderão participar.  A entrada é gratuita e o evento faz parte de uma campanha de conscientização e esclarecimento sobre a doença, que se manifesta quando suas vítimas ainda estão no inicio da vida, entre 2 e 5 anos de idade.

A MPS, como também é chamada, para facilitar a pronúncia do seu nome científico, tem um elevadíssimo grau de letalidade, podendo chegar aos 100% se não for diagnosticada precocemente e o paciente submetido a tratamento. Os portadores da doença geralmente morrem ainda criança ou na pré-adolescência.

PREOCUPAÇÃO NA AGROPECUÁRIA BAIANA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Salles: preocupação com a agropecuária baiana.

Salles: recomendação prejudica economia.

O deputado estadual Eduardo Salles (PP) disse estar preocupado com recomendação para que bancos privados e públicos não concedam crédito para custeio ou investimento de propriedades rurais que não apresentem licença ambiental. A recomendação foi feita pelos Ministérios Públicos Federal (MPF-BA) e Estadual (MP-BA) à Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

– Essa recomendação trava e prejudica a economia rural baiana – disse o deputado e ex-secretário estadual de Agricultura.

A Bahia, observa, possui cerca de 1 milhão de propriedades rurais, das quais 700 mil da agricultura familiar. Salles diz que o Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) não possui capacidade de expedir o documento em tempo hábil a todos os agropecuaristas.

De acordo com ele, tanto a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, como a presidente do Ibama, Marilene Santos, reconheceram que a legislação estadual deve prevalecer neste caso.“Em nosso Estado a lei não obriga ao agropecuarista possuir licença ambiental a cada nova safra, exceto em caso de supressão vegetal”, disse Eduardo Salles.

ATAQUES NA PRÉ-CAMPANHA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Geraldo: alvo de opositores tucanos.

Geraldo: alvo tucano.

O ex-prefeito Geraldo Simões voltou a ser alvo de ataques que o relacionam à disseminação da vassoura-de-bruxa no sul da Bahia, ação que trouxe grandes prejuízos à lavoura. O petista acabou inocentado por falta de provas em investigação feita pela Polícia Federal.

Para o núcleo petista, a volta dos ataques a Geraldo está relacionada ao seu crescimento nas pesquisas e os resultados dos dois primeiros eventos da pré-campanha (uma plenária e encontro participativo no São Caetano, sábado passado).

Os ataques ocorrem nas redes sociais. Um dos autores dos compartilhamentos do material é vereador e tem relação direta com outro pré-candidato, o deputado estadual tucano Augusto Castro, este também alvo de ataques por seu envolvimento com o escândalo nacional da Farra das Bolsas Estudantis concedidas pela Assembleia Legislativa baiana.

SINDICATO NEGA FUNCIONAMENTO AMPLIADO DO COMÉRCIO NO DIA 21

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Sindicato dos Comerciários de Itabuna contraria informação da Prefeitura, de que o comércio local terá seu funcionamento ampliado no próximo dia 21, um sábado, quando a tocha olímpica passará pela cidade.

Por meio de nota, a entidade esclarece que a mudança no horário tradicional de funcionamento do comércio somente pode ocorrer via convenção coletiva ou aditivo a este documento. “Como nenhum acordo foi assinado neste sentido (de ampliação do horário de funcionamento do comércio na data supracitada) informamos que no dia 21 de maio, o comércio de Itabuna funcionará normalmente até 12h00min”, diz a nota do sindicato.

Ontem (10), o governo municipal informou que o comércio funcionaria das 8 às 18 horas no dia 21 de maio. Divulgou também que haverá alterações no trânsito, com proibição do tráfego e estacionamento de veículos em diversas avenidas da cidade, entre elas a Cinquentenário (confira).

PREFEITURA DIZ QUE CRISE IMPEDE REAJUSTE

Tempo de leitura: < 1 minuto
Em crise, Prefeitura diz que não tem como reajustar salários

Em crise, Prefeitura diz que não tem como reajustar salários

A Prefeitura de Itabuna divulgou nota na qual reitera a impossibilidade de conceder reajuste salarial neste momento, em razão da crise financeira e política. Segundo o governo municipal, tem sido registrada queda na receita tributária e de repasses constitucionais.

Na nota, o governo diz que está aberto ao diálogo e que mantém o compromisso de pagar salários em dia, mas sem poder autorizar reposição este ano.

O Sindicato dos Servidores recusou a proposta de reajuste zero e diz que tentará obter a reposição de perdas pela via judicial (confira).

EMPRESÁRIOS SUL-BAIANOS TERÃO CURSO GRATUITO SOBRE EXPORTAÇÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Renata Smith | Agência Sebrae

Micro e pequenas empresas de Ilhéus e região que querem conhecer as exigências do mercado externo, a fim de crescer em seu segmento de negócios, podem se inscrever no Curso Básico de Exportação, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). A capacitação será realizada dia 13 de maio, das 8h30min às 17h30min, no Sebrae Ilhéus, localizado na Praça José Marcelino, 100, Centro

O gerente adjunto do Sebrae Ilhéus, Michel Lima, explica que ter um produto de padrão internacional é essencial. “Quem atende a esse requisito mostra estar consolidado no mercado interno e pronto para avançar em direção ao comércio exterior”, completa.

O empresário aprenderá, em oito horas de atividades, sobre o panorama do comércio exterior brasileiro e comércio internacional, assim como as fases do planejamento para exportar e como operacionalizar a exportação.

Realizado em parceria com o Sebrae e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE), o curso está com inscrições abertas e podem ser feitas no Sebrae do município, pelos telefones (73) 3634-4068 / 9 9974 2263 ou através do endereço ag.ilheus@ba.sebrae.com.br.

Back To Top