skip to Main Content
19 de abril de 2021 | 04:14 am

EQUILÍBRIO: USO RACIONAL DA VIRTUALIDADE

Tempo de leitura: 2 minutos

Rosivaldo PinheiroRosivaldo Pinheiro

 

Precisamos disciplinar nossas rotinas para não nos isolarmos do mundo no aspecto das trocas de convivência, limitando nossa interação por conta do excesso de contato feito unicamente pelas redes sociais.

 

As tecnologias do mundo moderno criaram facilidades, tais como agilidade, proximidade e ampliação do leque de possibilidades profissionais, mas também possibilitaram diversos males. Num clique podemos destruir vidas; num impulso, permitimos invasões de privacidade, invadimos e nos expomos às vulnerabilidades do excesso de disponibilidade e de informações no espaço virtual.

Nos tempos em que eu iniciava a vida executiva, não existiam os mecanismos de hoje e por isso existia uma delimitação melhor de vida pessoal, trabalho e respeito aos mundos de cada indivíduo. O dia de trabalho geralmente terminava no local de trabalho, com exceções, obviamente. Mas não era regra, como corriqueiramente ocorre hoje, a extensão do horário e ambiente de trabalho nas residências, nos horários de folga.

Para além da liberdade proporcionada pela simultaneidade entre execução de tarefas e locomoção e agilidade nos feedbacks, os smartphones também roubam a atenção do que deveria ser prioridade, tais como o olho no olho, o tempo livre de preocupações para desacelerarmos a rotina e fazermos reflexões sobre nós mesmos e nossa estada no mundo… Atrapalham até quando o nível de amizade é medido pelo termômetro do tempo que levamos para responder uma mensagem no WhatsApp após visualizá-la.

Vivemos um novo tempo, novos paradigmas, e precisamos entender ou nos esforçar para proceder a adaptações a esse momento da vida em sociedade. Precisamos disciplinar nossas rotinas para não nos isolarmos do mundo no aspecto das trocas de convivência, limitando nossa interação por conta do excesso de contato feito unicamente pelas redes sociais.

Nada substitui o calor humano de um abraço, o olhar nos olhos e a sinergia da solidariedade presencial. Vivamos os benefícios da tecnologia sem nos esquecer de que ela foi pensada para nos propiciar soluções, e não para nos ambientar ao isolamento das emoções e nos transformar em consumidores compulsivos dos ambientes virtuais. Não nos esqueçamos de que todos os indivíduos têm e precisam do recolhimento familiar, do aconchego da casa e da necessidade de praticar o ócio, criativo ou não.

Rosivaldo Pinheiro é economista e especialista em planejamento e gestão de cidades.

Esta publicação possui 4 comentários
  1. QUERIA EU ESCREVER AQUI O QUE PENSO DAS PALAVRAS DO AMIGO ROSIVALDO PINHEIRO.MAIS EM RESPEITO A SUA PESSOA QUE TENHO ENORME CARINHO DEIXAREI PARA DIZER PESSOALMENTE A ELE.MAIS HOJE IREI PEDIR A ELE,QUE AJUDE O SEU PARTIDO QUE É UMA VERGONHA NO GOVERNO VANE.QUE MESMO EM FINAL DE MANDATO.FAÇA ALGO CONSTRUTIVO PARA O POVO DE ITABUNA.JÁ QUE ELE É ESPECIALISTA EM PLANEJAMENTO.HOJE A SECRETÁRIA DE PLANEJAMENTO DE ITABUNA É TIDA COMO A PIOR DE TODOS OS TEMPOS.VÁ AS RUAS E PERGUNTE AO POVO. Ñ É SÓ EU QUE TENHO ESSA VISÃO POR TER MINHAS INDIFERENÇAS COM OS EX-SECRETÁRIO VICE-PREFEITO. HOJE A SECRETÁRIA DE PLANEJAMENTO SÓ SE INTERESSA COM CONTRATOS DE EMPRESAS DUVIDOSAS.

  2. Parabéns Rosivaldo Pinheiro! Saiba que lhe adimiro cada vez mais e que meu voto eh seu se voce concorrer. Abraço Rafael Gonçalves.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top