skip to Main Content
14 de julho de 2020 | 09:55 pm

PARA BEBETO, REFORMA DA PREVIDÊNCIA NÃO PODE ATINGIR DIREITOS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Deputado integra grupo que apresentará modelo alternativo de reforma (foto Sérgio Frances)

Deputado integra grupo que apresentará modelo alternativo de reforma (foto Sérgio Frances)

O deputado Bebeto Galvão (PPS), ligado à corrente Força Sindical, defende um modelo de reforma da Previdência Social que preserve direitos trabalhistas. Contrário ao estabelecimento de uma idade mínima para aposentadoria, como quer o governo, o parlamentar diz ser necessário buscar outros caminhos, como o combate à sonegação e a revisão da política de renúncia fiscal que beneficia instituições filantrópicas.

“Há muitos caminhos para reverter o déficit, sem colocar em risco o direito do trabalhador”, afirma o deputado, que integra um grupo de trabalho responsável por discutir e propor sugestões sobre a reforma da Previdência ao governo.  O grupo, que apresentará suas propostas ao presidente Michel Temer no próximo dia 30, é formado principalmente por dirigentes de centrais sindicais.

A comissão se reuniu  com representantes do governo no início desta semana, no Palácio do Planalto, e reiterou a defesa da preservação dos direitos trabalhistas. Entre outros, participaram da reunião os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Fazenda, Henrique Meirelles.

Esta publicação possui 2 comentários
  1. Quem paga as mordomias dos marajás da câmara, do senado e do STF, são os cortes na educação, na saúde, na segurança pública e nos direitos de quem trabalha.

    Como não fazer pedaladas para pagar tantos “direitos” estapafúrdios dos vampiros que não se conformam com um pouco menos?

    Quem tem “superiores” como os do povo brasileiro, não precisa de inimigos de fora.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top