skip to Main Content
14 de julho de 2020 | 06:13 am

AZEVEDO ESPERA A SALVAÇÃO, MAS VEREADOR PEDE VISTAS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Ruy (à esquerda) é o maestro de Azevedo na Câmara

Ruy (à esquerda) é o maestro de Azevedo na Câmara

Foi tensa a sessão realizada ontem (30) pela Câmara de Vereadores de Itabuna para votar o projeto de decreto legislativo que anula a rejeição das contas do ex-prefeito Capitão Azevedo, referentes ao exercício de 2011. A proposta é apontada como uma manobra para impedir que o político, hoje no PTB, entre no rol dos fichas sujas e acabe se tornando inelegível.

Pré-candidato a prefeito, Azevedo enxerga na rejeição de suas contas um obstáculo a ser superado. Pelas contas de alguns observadores, ele teria hoje algo em torno de 15 votos para pavimentar seu caminho rumo à candidatura. Bastariam 11.

O decreto legislativo a ser anulado foi aprovado em 2013, pela mesma legislatura que agora, regida pela mesma batuta, mas sob outros interesses, opera para detoná-lo.

Na sessão em que a banda do capitão tentou executar sua partitura, o tucano José Silva atravessou o ritmo e pediu vistas do projeto. Ouviu piadas do colega Ruy Machado (PTB), que rege a orquestra azevedista e promete: não importa que alguns desafinem, a banda vai passar.

Esta publicação possui 9 comentários
  1. Estamos aguardando reportagem em Pimenta na muqueca sobre o assunto, enquanto não vem segue o depoimento na CPI em Buerarema dado por uma agricultor que saiu no blog Macuco New.

    “Emoção maior estava por vir, quando seu patrão, senhor Valter Magalhães pediu a palavra, e clamou aos membros da CPI para que olhasse o que a nossa região está passando: “Pessoas com quatro hectares de terras foram tomadas porque não queriam se juntar a eles. Foram espancados e outros mortos. Aqui em Buerarema, minhas contas, toda semana, eram pagas e também a dos meus funcionários. Hoje dependo de uma aposentadoria, o que me deixa muito triste. Peço que a justiça veja isso! Tenho 90 anos e queria morrer na minha propriedade, nas minhas terras onde construí com suor e muito trabalho”. E no final, emocionado disse: “Eu não agüento mais ver o sofrimento desses irmãos agricultores a toa na cidade, uns estão depressivos sem saber o que fazer, muitos são acostumados na roça e não se adaptam na cidade”.”

  2. Se isso acontecer em Itabuna é sinal de que não temos ninguém, nenhum vereador sequer que tenha vergonha na cara e que respeite o povo.

  3. Se os magnatas vereadores fizerem isso, acho que o “branco” ou o “nulo” terão mais votos que a soma de todos eles na próxima eleição

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top