skip to Main Content
19 de abril de 2021 | 02:39 am

DIÁLOGOS DA CIDADE: POLÍTICA E GENTE

Tempo de leitura: 3 minutos

rpmRosivaldo Pinheiro | rpmvida@yahoo.com.br

 

Como tudo na vida, precisamos fazer uma seleção do que circula, participando ou reproduzindo conteúdos de acordo com os nossos valores pessoais e as repercussões e impactos sociais causados.

 

As cidades são espaços de conflitos em função do sem-número de desejos, necessidades e expectativas dos munícipes e das frustrações advindas do ordenamento legal imposto pelas administrações, bem como da não realização de intervenções justificada pela limitação dos recursos financeiros ou, até mesmo, por entraves burocráticos pertinentes ao processo da gestão pública.

A diversidade de pensamento em relação à organização do espaço das cidades é também uma das correntes que norteiam a vida dos partidos políticos, que acabam por atrair para os seus quadros os ativistas que buscam materializar para o dia-a-dia dos municípios as formulações que defendem. A razão de ser desse debate pode ser percebida nos diversos diálogos presenciais, ou através das mídias sociais; aliás, diante dos perigos impostos pela violência e da própria correria cotidiana, os encontros presenciais sofrem limitações e são cada vez mais substituídos pelas interações virtuais, embora na visão de muitos essa ferramenta imponha barreiras e bloqueie o calor humano necessário para criar laços.

As redes sociais têm sido cada vez mais o espaço convergente para os inúmeros debates a respeito das expectativas humanas em todas as áreas e direções; figuram também como uma espécie de mecanismo de auxílio para diversas outras necessidades do nosso cotidiano. São inúmeros os benefícios que poderíamos citar, embora coexistindo com as impurezas de conteúdo que encontramos também na grande rede. Como tudo na vida, precisamos fazer uma seleção do que circula, participando ou reproduzindo conteúdos de acordo com os nossos valores pessoais e as repercussões e impactos sociais causados.

Um pouco desse painel pôde ser visto na última semana em um encontro de amigos do grupo de WhatsApp Política & Gente, realizado no sábado (16). Estavam ali diversos profissionais de comunicação, outros tantos militantes político-partidários, simpatizantes de correntes de pensamentos opostos, postulantes ao legislativo e três postulantes ao executivo: Davidson Magalhães, Geraldo Simões e Capitão Azevedo. Indistintamente, todos se mantiveram num clima de cordialidade e compromisso com os valores da cidadania e do processo de convivência democrática. Quem esteve presente ou quem busca entender o significado desse acontecimento perceberá uma clara evolução no nível de urbanidade e amadurecimento necessário para os dias atuais.

É algo que me empolga enquanto indivíduo e militante político, faz acreditar que juntos podemos construir uma Itabuna melhor, superar os nossos gargalos e nos direcionar rumo à construção de uma cidade que se coadune com esse novo momento do pensamento da sociedade. O exemplo dado pelos participantes do Politica & Gente deverá servir de modelo para todos os munícipes, inclusive para os que a margem da cidadania impõe limites territoriais para circulação em determinados espaços e regiões.

Esse artigo tem por objetivo principal celebrar a amizade e parabenizar aos fundadores do Política & Gente, Manu Berbert e João Matheus Feitosa, e à comissão organizadora do evento, nas pessoas de Tia Nem, João Rocha, Taninha, Livana, Lívia, Manu, Beta Oliveira, Ana Paula e Júnior Miranda. Por meio destes, parabenizo a todos os integrantes, sem os quais não teríamos os cotidianos debates, nem as energias positivas da interação presencial, menos ainda o exemplo do respeito às diferenças e à tolerância, valores que ultimamente têm sido esquecidos ou pouco praticados por grande parte das pessoas.

Rosivaldo Pinheiro é economista, com especialização em Planejamento e Gestão de Cidades.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top