skip to Main Content
28 de outubro de 2020 | 10:11 pm

UFSB INAUGURA CENTRO DE FORMAÇÃO AGROFLORESTAL

Tempo de leitura: < 1 minuto
Juvenal, ao lado do reitor da UFSB, Naomar Monteiro: "está surgindo um novo paradigma para o desenvolvimento da região"

Juvenal, ao lado do reitor da UFSB, Naomar Monteiro: “está surgindo um novo paradigma para o desenvolvimento da região”

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) inaugura na quarta-feira (03), às 14h30, na Ceplac, o Centro de Formação em Ciências e Tecnologias Agroflorestais. A instituição anuncia o equipamento como resultado de uma parceria cada vez mais estreita com o órgão do Ministério da Agricultura.

De acordo com a UFSB, a missão do centro será capacitar profissionais de ciências agrárias com uma visão tecnológica e de sustentabilidade. Um dos objetivos é aproximar a academia dos produtores, o que inclui programas de residência em propriedades rurais da região.

– Através da construção de parceria com o Centro de Pesquisas do Cacau (Cepec), espera-se uma rápida expansão de atividades de pesquisa na região, abrindo a possibilidade de colocar o Centro de Formação em Ciências e Tecnologias Agroflorestais como um centro de excelência nacional e internacional – prevê Daniel Piotto, decano do Centro de Formação.

Para o ex-superintendente da Ceplac, Juvenal Maynart, que incentivou o casamento com a UFSB, a relação entre as duas instituições vai permitir um novo paradigma para o desenvolvimento do Sul da Bahia. “A cacauicultura com sustentabilidade, planejamento e com projetos de recuperação das bacias hidrográficas é o desafio para a saída da longa noite de 30 anos de crise”, acredita Maynart.

 

Esta publicação possui 5 comentários
  1. Por aventar Universidade Sul da Bahia,o que só vem UESC,FTC-UNIME,Madre Thaís e talvez a própria universidade que o anunciado retrata.

    O que deixou-me apreensivo foi uma declaração da Reitoria da UESC,uma vez que,uma artigo do jornal o Globo,edição do dia 24 de julho de corrente ano,em que o anunciado defendera que acabe com o ensino gratuito nas universidade do Brasil.

    A reitora da UESC,satanizou o artigo e que o mesmo era um crime e atentado contra a Constituição Federal,a magnífica se excedera ao se comportar com ideologia bolivariana,talvez o hábito de 1O anos na Bahia ou talvez 13 anos a nível de Brasil.

    O jornal o Globo,materializara sua ideia,pensamento e expressão,não cometera nem
    um crime e atentado contra a constituição de 1988,a mesma,no artigo 5º § IV e IX garante e a liberdade de expressão é protegida pelo direito universal dos direitos humanos de 1948.

    O quanto nos faz mau esses 13 anos de Brasil e 1O na Bahia de seita bolivariana e que a reitora da UESC demonstra que já se contaminou com a seita bolivariana, bolivariana,cuja reação do jornal o globo uma prova cabal.

  2. Sempre tenho dito em redes sociais, e nos bate papo com amigos, que Itabuna tem muito a agradecer ao Juvenal Maynart, por todo empenho e trabalho, que o mesmo dedica ao desenvolvimento da nossa região e principalmente ao desenvolvimento de Itabuna. Já falava isso antes e, continuo afirmando, Juvenal Maynart é uma das maiores cabeças pensante da nossa Bahia, da nossa região. E mais uma vez ele me dar provas e confirma o que digo. Mais uma vez um projeto idealizado, pensado e realizado por Juvenal, vem trazer benefícios para a nossa região, para os municípios de Itabuna, Ilhéus e cidades vizinhas. Maynart, como grande estudioso e cientista que é, percebeu o quanto é fundamental repensar e desenvolver de maneira cabal, uma nova atitude perante a natureza, o nosso meio ambiente, que venha a refletir no uso das terras cacaueiras.
    E para isso, lutou e conseguiu que o Centro de Formação em Ciências e Tecnologias Agroflorestais, fosse trazido para a nossa região e implantado na Universidade Federal do Sul da Bahia, tendo como principal missão, a capacitação “de profissionais de ciências agrárias com uma visão tecnológica e de sustentabilidade”. Demonstrando que o serviço de assistência técnica necessita também, além de uma nova postura, tomar conhecimento das novas tecnologias, capacitar-se de conteúdos técnicos que respalde um uso da terra com mais responsabilidade sustentável.
    Por tanto, quero aproveitar esse ensejo, para em meu nome e em nome de todas as pessoas que desejam o melhor para a nossa cidade e a nossa região, agradecer a você meu amigo Juvenal Maynart (espero que você leia esse meu comentário), por mais uma vitória, que não é só sua, mas de todos nós, e principalmente dos estudantes do nosso meio ambiente, das florestas cacaueiras e nosso rios do Sul da Bahia. E estendo os agradecimentos aos responsáveis pela aceitação do projeto na UFSB, principalmente ao Reitor, Profº Naomar Monteiro.

  3. Às vezes não é só estudo acadêmico, mas despojar-se do sentimento do ódio e da saudade do passado, do desprezo pelo próximo, do desejo de poder, da ilusão da bajulação. Imagina certas pessoas se achando no direito de ouvir som alto, porque está na sua casa? Ou lavar carro e passeio com mangueira, porque é ele que paga a conta de água? De matar uma planta, somente, porque suas folhas caem no seu quintal? Tem gente que é tão fanática que chega a perder o bom senso e torna-se prolixa ao extremo.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top