skip to Main Content
31 de março de 2020 | 11:50 pm

ITABUNA: GRITO DOS EXCLUÍDOS SE TORNA “FORA, TEMER” E COBRA ELEIÇÕES DIRETAS

Tempo de leitura: 2 minutos

grito-itabuna-foto-pimenta2

(Fotos Pimenta)

(Fotos Pimenta)

Gestante protestou de um jeito diferente na Cinquentenário (Foto Pimenta).

Gestante na Cinquentenário (Foto Pimenta).

Centenas de estudantes secundaristas e da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) lideraram manifestação por eleições nacionais diretas neste 7 de Setembro. A palavra de ordem de cerca de 600 estudantes, atividades e integrantes de movimentos sociais era “Fora, Temer”. Eles desceram a Avenida do Cinquentenário puxados por um carro de som.

No início do protesto, estudantes da Uesc se envolveram numa confusão com um grupo que defesa a separação do sul da Bahia do restante do Estado. O movimento separatista era liderado pelo radialista Elivaldo Cabral. Houve enfrentamento, com ofensas verbais e latinhas sendo lançadas contra o trio elétrico. A Polícia Militar precisou intervir, separando o trio do radialista do grupo “Fora, Temer”.

Ao contrário de anos anteriores, o Grito dos Excluídos deste ano foi liderado por um grupo composto por cerca de 50 estudantes, boa parte ligada ao Centro Acadêmico de História da Uesc. Abaixo, vídeo com a palavra de ordem no início do desfile e momentos após o confronto.

Esta publicação possui 4 comentários
  1. Pronto..!! Temer vai deixar agora a presidência por conta de um bando de estudanteszinhos que deveriam estar produzindo conhecimento na universidade e estão alienados com esses partidos de esquerdas que os querem fazer de massa de manobra.
    Vão estudar cambada!! Façam valer os impostos que nos pagamos para lhe manter na universidade.

  2. Não haviam somente estudantes da UESC, haviam estudantes da UFSB também. É importante destacar que a UFSB não pode ser invisibilizada e colocada a parte. Por ser uma instituição nova tem poucos estudantes, mas não deixa de participar ativamente da construção politica e social da cidade!

  3. Fomos as ruas, estamos em luta! Não acabou ontem, apenas começou….

    *Só uma informação a mais na notícia: Não estiveram presentes só estudantes da Uesc, mas estudantes do IFBA e da UFSB tbm, trabalhadoras e trabalhadores da região… O povo em gera

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top