skip to Main Content
24 de fevereiro de 2020 | 01:52 am

ILHÉUS REELEGE SEIS VEREADORES; CÂMARA NÃO TERÁ VOZ FEMININA

Tempo de leitura: 2 minutos
Câmara reelege seis vereadores.

Câmara tem seis vereadores reeleitos (Foto Chico Andrade).

A Câmara de Vereadores de Ilhéus não terá uma mulher sequer na próxima legislatura, repetindo o que ocorreu na atual legislatura.

Dos nomes que concorreram a uma das 19 vagas, a Professora Enilda (PT) foi a que mais se aproximou da cadeira. Estava entre os eleitos até o finalzinho da apuração. O partido fez somente um vereador (Makrisi). A diferença entre a educadora e o eleito ficou em 3 votos (1.162 a 1.159).

Dos atuais vereadores, apenas seis conseguiram reeleição. Jamil Ocké (PP), Dr. Aldemir (PP), Tarcísio Paixão (PP), Lukas Paiva (PSB) e Nerival (PCdoB).

Dois dos atuais vereadores, Cosme Araújo (PDT) e Professor Gurita (PSC), concorreram à prefeitura, enquanto Alisson Mendonça (PDT) e Walmir de Inema não disputaram reeleição. Decidiram apoiar Paiva.  Abaixo, a relação dos eleitos.

VEREADORES ELEITOS EM ILHÉUS

Jamil Ocké (PP) – 2.330 votos
Juarez Almeida (PMDB) – 1.981 votos
Aldemir (PP) –  1.799 votos
Tarcísio Paixão (PP) 1.699 votos
Ivo Evangelista (PRB) – 1.544 votos
Paulo Carqueija (PSD) – 1.524 votos
Abraão (PDT) – 1.483 votos
Lukas Paiva (PSB)  – 1.476 votos
César Porto (PDT) – 1.176 votos
Makrisi (PT) – 1.162 votos
Thadeu Muniz (PDT) – 1.112 votos
Pastor Matos (PSD) – 1.077 votos
Jerbson Moraes (PSD) – 1.070 votos
Nino Valverde (PSB)  – 1.019 votos
Nerival (PC do B) – 1.008 votos
Ery Bar (PSD) – 1.008 votos
Fabrício Nascimento (PSB) – 926 votos
Paulo Meio Quilo (PV) – 874 votos
Gil Gomes (PV) – 746 votos

Atualizado às 11h35min (03/10)

FERNANDO GANHA, MAS NÃO LEVA

Tempo de leitura: 2 minutos

Fernando Gomes é um prodígio. Quase octogenário, de fala ininteligível e indeferido pela justiça eleitoral, ele conseguiu ser o mais votado entre os nove candidatos à Prefeitura de Itabuna. É preciso reconhecer, o homem é um fenômeno, que só perdeu eleição em Itabuna quando todos os adversários se uniram em um “power-bazuca” contra ele. Hoje, com a tal “marreta do 25”, Cuma esmagou a concorrência e agora deve estar dando boas gargalhadas, como menino curtindo sua última travessura.

Eleito, Fernando não leva, o que foi antecipado pelos adversários e especialistas em direito eleitoral. Contra estes, o candidato do DEM aplicou a pecha de mentirosos e seguiu em frente, convencendo seu eleitorado fiel de que era ele quem falava a verdade. Só agora a torcida do FG Futebol Clube começa a perceber quem é o mentiroso, mas a ficha caiu tarde demais.

Fernando usou a mesma receita utilizada por ele em 2004, quando sofreu impugnação e se transformou em vítima, acusando o petista Geraldo Simões de tentar vencê-lo no “tapetão”. Vestiu mais uma vez o disfarce de injustiçado, do homem que é atacado porque “só faz o bem às pessoas”.

A torcida do FG Futebol Clube aceitou docilmente o argumento fernandista, sem nem por um segundo pensar que o piloto do tapetão dessa vez era o próprio candidato do DEM. Foi ele quem utilizou recursos protelatórios para se manter em uma disputa da qual não poderia fazer parte.

Fernando Gomes tem condenações no Tribunal de Contas da União e no Tribunal de Contas do Estado que o tornaram inelegível. Segundo especialistas, a situação jurídica que tornou o ex-prefeito ficha suja é praticamente irreversível e seus recursos na seara eleitoral são meramente protelatórios. Isso foi exaustivamente repetido durante a campanha, mas muitos não entenderam.

Hoje, enquanto muitos municípios já sabem quem os governará a partir de 1º de janeiro, Itabuna dá um salto no escuro e torce para que o próximo presidente da Câmara de Vereadores seja alguém à altura de assumir o governo como prefeito-tampão. Cuma passou a campanha cantando “Foram me chamar, eu estou aqui o que é que há?”. O que há é uma grande confusão, com um pleito que termina sem que a cidade saiba quem irá governá-la a partir do dia 1º de janeiro.

ITABUNA REELEGE 7 VEREADORES E TERÁ APENAS UMA MULHER NA CÂMARA

Tempo de leitura: 2 minutos
Câmara renovou dois terços de suas cadeiras (Foto Pedro Augusto).

Câmara renovou dois terços de suas cadeiras (Foto Pedro Augusto).

Praticamente dois terços das vagas na Câmara de Vereadores de Itabuna foram renovados neste domingo (2). Dos atuais vereadores, Aldenes Meira e Jairo Araújo, ambos do PCdoB, Pastor Francisco (PRB), Chico Reis (PSDB), Ronaldão (PMN), Júnior Brandão (PT) e Antônio Cavalcante (PMDB) foram reeleitos.

Manoel Júnior (PV), que era suplente e assumiu mandato quando Pastor Francisco tornou-se secretário de Assistência Social, conseguiu vaga para a próxima legislatura.

SÓ UMA MULHER ELEITA

Dentre os novatos, apenas uma mulher, a contadora Charliane Sousa (PTB), que obteve 827 votos. Na atual legislatura, há duas vereadoras, Soldada Valéria (SD) e Carmem do Posto (DEM). Valéria não conseguiu reeleição, apesar dos 906 votos. Abaixo, a lista dos eleitos e a votação obtida por cada um deles.

OS NOVOS VEREADORES

Ninho (PR) – 1.883 votos
Aldenes Meira (PCdoB) – 1.852 votos
Pastor Francisco (PRB) – 1.750 votos
Ronaldão (PMN) – 1.580 votos
Júnior do Trator (PHS) – 1.449 votos
Manoel Júnior (PV) – 1.219 votos
Jairo Araújo (PCdoB) – 1.138 votos
Chico Reis (PSDB) – 1.135 votos
Júnior Brandão (PT) – 1.114 votos
Alex da Oficina (PTC) – 1.111 votos
Antônio Cavalcante (PMDB) – 1.103 votos
Nel do Bar (PPS) – 1.098 votos
Milton Gramacho (PRTB) – 1.086 votos
Beto Dourado (PSDB) – 1.055 votos
Ricardo Xavier (PPS) – 961 votos
Babá Cearense (PHS) – 830 votos
Charliane Sousa (PTB) – 827 votos
Zico (PTC) – 808 votos
Chicão (PTB) – 755 votos
Robinho (PP) – 687 votos
Enderson Guinho (PDT) – 669 votos

ANTÔNIO DE ANÍZIO VENCE EM ITACARÉ

Tempo de leitura: < 1 minuto
Anízio vence disputa (Foto Divulgação).

Anízio vence disputa (Foto Divulgação).

Antônio de Anízio (PT) venceu a disputa ela Prefeitura de Itacaré, no sul da Bahia. O petista retorna ao comando do município após quatro anos.  

Anízio obteve 4.437 (38,87% dos votos).  O segundo colocado no pleito foi Nego de Saronga (DEM). Nego teve 4.050 votos (35,48%).

O vereador Josimar (PSDB) encerrou a disputa em terceiro lugar, com votos 2.264 (19,84%).  

Danilo (PMDB) ficou em quarto –  594 votos (5,2%) -, tendo Júnior Andrade (PRB) na sequência, com 69 votos (0,6%).

 

EM ITABUNA, FERNANDO É MAIS VOTADO; MANGABEIRA É O 2º

Tempo de leitura: 2 minutos
Fernando lidera disputa a prefeito em Itabuna.

Fernando lidera disputa a prefeito.

O ex-prefeito Fernando Gomes (DEM) lidera a disputa pela Prefeitura de Itabuna. Com 71,84% dos votos apurados, Fernando aparece com 24.156 votos. O segundo colocado é o médico Antônio Mangabeira (PDT), que surge com 14.326.

O terceiro colocado na disputa é o deputado estadual Augusto Castro (PSDB), com 13.060. Capitão Azevedo (PTB) obteve 12.153.

Com 5.722 votos, Geraldo Simões (PT) é o quinto colocado. Davidson Magalhães (PCdoB) obtém, nesta parcial, 4.381. Zé Roberto (PSTU) tem 1.562. Coronel Santana (PTN) registra 522 votos e Mister Cuca (PSOL) alcança 207.

INELEGÍVEL

O candidato mais votado, até aqui, na sucessão municipal em Itabuna pode não assumir a prefeitura. Fernando Gomes (DEM) precisa obter um efeito suspensivo contra decisões dos tribunais de contas do Estado (TCE) e da União (TCU). Por irregularidades em convênios com o Estado e com o governo federal, Gomes teve contas rejeitadas.

Com base nas decisões dos tribunais, a juíza da 27ª Zona Eleitoral, Rosineide Andrade Oliveira, indeferiu o registro de candidatura de Fernando, que recorreu. Caso ele não consiga efeito suspensivo contra esta decisão e não reverta nem em Salvador (Tribunal Regional Eleitoral) nem em Brasília (Tribunal Superior Eleitoral).

VOTAÇÃO FINAL PARA PREFEITO EM ITABUNA

*Fernando Gomes (DEM) – 34.152 votos
Antônio Mangabeira (PDT) – 18.813 votos
Augusto Castro (PSDB) – 17.903 votos
Capitão Azevedo (PTB) – 17.257 votos
Geraldo Simões (PT) – 8.104 votos
Davidson Magalhães (PCdoB) – 5.973 votos
Zé Roberto (PSTU) – 2.168 votos
Coronel Santana (PTN) – 708 votos
Mister Cuca (PSOL) – 313 votos
____
* Sub judice.

MARÃO VENCE DISPUTA EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Marão chega à prefeitura tendo como vice-prefeito José Nazal, do Rede.

Marão chega à prefeitura tendo como vice-prefeito José Nazal, do Rede.

Com 88,34% das urnas apuradas, o médico Mário Alexandre (PSD) é o novo prefeito de Ilhéus. Marão, como é mais conhecido, está à frente e não mais pode ser ultrapassado. Tem 32.349 votos (41,49%).

O segundo colocado até aqui é o atual vice-prefeito, Cacá Colchões (PP), com 17,42% dos votos (13.578). Bebeto Galvão (PSB) tem 13,95% (10.873).

Cosme Araújo (PDT) é o quarto, com 8.449 votos (10,84). A disputa tem 10 candidatos.

Atualização às 22h

RESULTADO FINAL

Marão (PSD) – 36.019 votos (41,83%)
Cacá Colchões (PP) – 15.073 votos (17,5%)
Bebeto Galvão (PSB) – 12.355 votos (14,35%)
Cosme Araújo (PDT) – 9.127 votos (10,6%)
Professor Gurita (PSC) – 4.201 votos (4,88%)
*Augusto Júnior (PPS) – 4.058 votos
Professora Carmelita (PT) – 3.343 votos (3,88%)
Professor Reinaldo (PRTB) – 2.701 votos (3,15%)
Andréa Dickie (PHS) – 1.751 (2,03%)
Jorge Luiz (PSOL) – 1.545 (1,79%)
____
*Sub-judice

NOVOS PREFEITOS NO SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: 2 minutos

A apuração dos votos já foi concluída em alguns municípios sul-baianos. Até aqui, estes são os prefeitos eleitos ou reeleitos:

ARATACA

Katiana de Agenor (PP) derrotou o candidato à reeleição Ferlú Mansur (PMDB) em Arataca, por 50,72% a 46,90% dos votos.Roberto da Farinha (PDT) ficou com 1,03%, enquanto Leleco (PSOL) obteve 0,78% e Professor Guilherme (PEN) teve só 0,57% dos votos.

AURELINO LEAL

Liu Andrade (PP) conseguiu a reeleição com 67,51% dos votos. O segundo colocado na disputa em Aurelino Leal foi Toinho Cearense (PSOL), com 32,41%. Robertão (PTN) ficou com 0,08%.

BARRO PRETO

Ana Paula (PMDB) foi eleita prefeita de Barro Preto, desbancando Jaqueline Mota (PT), que disputava reeleição. A peemedebista ficou com 52,62% dos votos ante 45,82% de Jaqueline.  Zé Aroldo (PROS) alcançou 1,56%.

BUERAREMA

Vinícius de Orlando Filho (PSDB) bateu o prefeito de Buerarema, Guima Barreto (PSL), por 58,60% a 25,14% dos votos. Geraldão (DEM) marcou 8,27%. Padre Roberto (PMDB) obteve 4,68%. Juninho (PSB) atingiu 2,49%, enquanto Chaveirinho (PSOL) registrou 0,81%.

GANDU

Leo de Neco (PP) é o novo prefeito de Gandu, com 50,21% dos votos. Djalma Galvão (PT) obteve 48,68% dos votos e Marlei de Irismá (PTN) obteve 1,10%.

IBICARAÍ

O futuro prefeito de Ibicaraí será Lula Brandão (PSDB) na disputa contra a ex-prefeita Monalisa Tavares (PSDB): 40,81% a 40,03%. Valter da Farmácia (PT), candidato do prefeito Lenildo Santana, obteve 18,22%. Boró (PRP) registrou 0,94%.

ITAJUÍPE

O ex-jogador de futebol Marcone Amaral (PSD) é o prefeito eleito de Itajuípe. Marcone atingiu 52,51%, enquanto Si Dantas (DEM) ficou com 47,49%.

ITAJU DO COLÔNIA

Eleito prefeito de Itaju do Colônia, Djalma (PSDB) venceu a disputa contra Padre Ezequias (PTB): 56,82% contra 43,18%.

ITAPÉ

Naeliton (PP) é o novo prefeito de Itapé. Ele obteve 52,11% dos votos ante 47,89% de Humberto Matos (PDT).

PAU BRASIL

Babi de Prado (PSD) desbancou Dr. Alberto (PP) na disputa em Pau Brasil: 46,35% a 41,55%. Dr. Leonardo (PSL) alcança 10,06%. Solinaldo (PSB) fechou com 2,04%.

Atualizado às 19h15min

 

APURAÇÃO LENTA EM ITABUNA; EM ILHÉUS, MARÃO LIDERA COM 40,25% DOS VOTOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

eleicoes 2016A apuração oficial dos votos ainda não começou em Itabuna.

Até as 17h43min, o sistema de acompanhamento da apuração ainda estava zerado.

Nas apurações paralelas, o ex-prefeito Fernando Gomes (DEM) lidera, com o médico Antônio Mangabeira (PDT) aparecendo em segundo. Augusto Castro (PSDB) e Capitão Azevedo (PTB) rivalizam pelo terceiro lugar até aqui.

ILHÉUS

A apuração em Ilhéus já foi iniciada. Por enquanto, foram apurados votos de 13 seções. Quem lidera é Marão (PSD), com 40,25% dos votos, seguido de Bebeto (PSB), com 18,58%, e Cacá (PP), 14,95%. Cosme Araújo (PDT) alcança 11,62%. Estes são os nomes mais votados. A disputa tem 10 candidatos por lá.

EX-VEREADOR É PRESO COM 20 MIL SANTINHOS E DINHEIRO EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Jailson foi detido com mais de 20 mil santinhos e dinheiro.

Jailson foi detido com mais de 20 mil santinhos e dinheiro.

Jailson Nascimento, ex-presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, foi preso em flagrante, no Malhado, acusado de crime de boca de urna. Com Jailson, policiais civis apreenderam 20.361 santinhos e adesivos de candidatos a prefeito e a vereador em Ilhéus, além de R$ 2.710,00 em espécie.

O ex-presidente do legislativo foi detido pelos policiais e encaminhado para o plantão da Polícia Civil. Uma planilha com 14 nomes também estava em poder do ex-vereador e ex-secretário municipal durante a operação, comandada pelo delegado regional Evy Paternosto.

Uma denúncia anônima levou à detenção de Jailson. Os policiais agiram, após 30 minutos de observação do vai-e-vem de pessoas nas imediações do Colégio Estadual do Malhado, onde pessoas eram vistas distribuindo santinhos. Os agentes usaram veículo sem identificação para checar a denúncia.

O ex-vereador foi liberado depois de prestar depoimento à delegada Andréa Oliveira e assinar um termo circunstanciado.

BAHIA REGISTRA PRISÕES DE ELEITORES EM MAIS DE DEZ MUNICÍPIOS, DIZ TITULAR DA SSP

Tempo de leitura: < 1 minuto

Boca de urna, compra e troca de votos por benefícios e serviços são alguns dos crimes eleitorais já flagrados pelas polícias Civil e Militar neste domingo (2) em todo o estado. As ações para reprimir essas práticas são definidas no Centro de Operações e Inteligência da Secretaria da Segurança Pública, onde o titular da pasta Maurício Teles Barbosa, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão, e o delegado-geral da Polícia Civil, Bernardino Brito, acompanham o trabalho dos 31 mil policiais designados para garantir o livre direito de escolha dos baianos nas urnas.

Já há prisões em flagrante nos municípios de Amargosa, Morpará, Valente, Correntina, Igaporá, Catu, Paripiranga, Nazaré das Farinhas, Cravolândia, Antas, entre outros. A maior parte dos conduzidos responderão por propaganda irregular e compra de votos. Os acusados ficam à disposição do juiz eleitoral de cada região, que define entre a manutenção da prisão, o pagamento de fiança ou liberação, a depender do caso.

“Embora seja um crime difícil de ser combatido por conta da grande quantidade de pessoas envolvidas e de material disponível, vamos fazer o possível para garantir o direito de decisão dos eleitores baianos”, afirmou o secretário. Segundo ele, a participação da população através de denúncias é de extrema importância para que a polícia possa reprimir estes crimes.

Back To Top