skip to Main Content
15 de julho de 2020 | 08:39 am

MANGABEIRA “DERRAPA” E DISCURSA COMO PREFEITO ELEITO

Tempo de leitura: < 1 minuto


Segundo colocado na disputa em Itabuna, Antônio Mangabeira (PDT) cometeu equívoco ao gravar vídeo para agradecer a votação obtida e discursar como prefeito eleito. “Vamos fazer uma administração transparente, combatendo a corrupção, aplicando corretamente o dinheiro público nas prioridades da população. Governaremos para todos os itabunenses”.

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Mangabeira, de fato, aparece como “eleito” (veja imagem aqui), porém acrescenta informações sobre a situação jurídica do mais votado, Fernando Gomes (DEM), que se encontra indeferido com recurso.

Com as mudanças na legislação eleitoral, caso Fernando seja mantido como inelegível, Mangabeira, segundo mais votado, não assume. Itabuna teria eleição suplementar para escolher, novamente, o prefeito.

Esta publicação possui 10 comentários
  1. Votamos todos c esperança que administre nossa.cidade e nossos recursos materiais financeiros com a mesma honestidade e compromisso eficiência que toca suas empresas privadas…Deus te abençoe e te proteja…Nosso hospitais e postos estão um nojo…

  2. Pessoal do Pimenta, aproveitando a matéria “MANGABEIRA “DERRAPA” E DISCURSA COMO PREFEITO ELEITO” gostaria de sugerir que o blog aprofundasse um pouco mais sobre a realização de novas eleições em Itabuna caso o candidato que ficou em primeiro lugar não consiga reverter o indeferimento de sua candidatura. Realmente, o art. 224 da Lei nº 4.737/65 (Código Eleitoral) foi alterado pela Lei nº 13.165/2015 que, por sua vez, inclui os parágrafos 3º e 4º no citado artigo do Código Eleitoral. o parágrafo 3º, em especial, diz que “A decisão da Justiça Eleitoral que importe o indeferimento do registro, a cassação do diploma ou a perda do mandato de candidato eleito em pleito majoritário acarreta, após o trânsito em julgado, a realização de novas eleições, independentemente do número de votos anulados”, no entanto, o caput do art. 224 não foi alterado e sua redação diz que “Se a nulidade atingir a mais de metade dos votos do país nas eleições presidenciais, do Estado nas eleições federais e estaduais ou do município nas eleições municipais, julgar-se-ão prejudicadas as demais votações e o Tribunal marcará dia para nova eleição dentro do prazo de 20 (vinte) a 40 (quarenta) dias”, ou seja, o caput do art. 224 diz que só haverá novas eleições se mais da metade dos votos forem anulados e o parágrafo terceiro diz que haverá novas eleições independentemente do número de votos anulados. Como em Itabuna o número de votos anulados, caso o candidato mais votado não reverta a decisão da justiça que indeferiu o registro de sua candidatura, não chegará a 50%, fica a dúvida: vale o que está escrito no caput do art. 224, e daí não teríamos novas eleições e, consequentemente, o segundo colocado assume a prefeitura OU vale o que está escrito no parágrafo 3º do art. 224 e teremos novas eleições para prefeito de Itabuna?

  3. Parabéns Mangabeira!
    Deu uma verdadeira lição de que pode se fazer campanha sem *lotear* cargos.
    Espero que corresponda as expectativas!
    O lado positivo se resume em uma frase:”MINHA COLIGAÇÃO É COM VOCÊ!”

  4. Infelizmente justiça não é para todos, pois o Sr Fernando Gomes não era para está como candidato, espero que se faça justiça e sim o verdadeiro eleito, Dr. Mangabeira tome posse Precisamos de pessoas como ele é não de Corrupto como o Sr. Fernando Gomes

  5. Boa tarde
    Até o momento presente só quem pode realmente se pronunciar como o prefeito é sim o Dr Mangabeira…até porquê o que consta no tse que ele é o prefeito eleito de itabuna….agente não aguenta mais com tanto sofrimento

  6. Eu votei em Dr MANGABEIRA e acredito que é o melhor para itabu a porque é Hum homem correto correto e irá fazer uma administração exemplar e diferente ..uma

  7. O Doutor mostrou quem é possível fazer uma campanha limpa. Acredito muito no seu governo. Fernando Gomes só veio tumultuar o processo democrático. Esse imbróglio político vai ter como fim o Dr. prefeito de Itabuna, independente das circustâncias futuras. Quem viver verá!

  8. VOTEI EM MANGABEIRA POR REPRESENTAR O NOVO DE VERDADE PARA MIM. NÃO VOTEI ESPERANDO POR MILAGRES, MAS ACREDITO QUE COM BOA VONTADE, DETERMINAÇÃO E PULSO FIRME SEJA CAPAZ DE REALIZAR MUDANÇAS E AJUSTES TÃO NECESSÁRIOS EM NOSSA CIDADE. JÁ QUE SUA COLIGAÇÃO É COM O POVO NÃO HAVERÁ NECESSIDADE DE LOTEAR AS SECRETARIAS E OUTROS CARGOS COMISSIONADOS, EMPREGANDO GENTE INCOMPETENTE E INESCRUPULOSO, EM NOME DA GOVERNABILIDADE, CASO A JUSTIÇA SEJA FEITA E SEU
    RESULTADO SEJA FAVORÁVEL A CIDADE DE ITABUNA,NÃO SENDO ELEITA NENHUMA DAS VELHAS RAPOSAS VICIADAS NA POLITICAGEM E FAUCATRUAS. ENFIM, SEJA QUAL FOR O RESULTADO DESSA PELEJA, QUE OS CIDADÃOS ITABUNENSES FIQUEM DE OLHO EM QUEM LHES REPRESENTAM NA CÂMARA TAMBÉM. AFINAL, NEM SÓ DE PODER EXECUTIVO SE FAZ UMA GESTÃO.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top