skip to Main Content
29 de outubro de 2020 | 07:06 am

Tempo de leitura: < 1 minuto

NOTA DE APOIO AO MOVIMENTO DE OCUPAÇÕES
DAS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (Sinjorba), em defesa do Estado democrático, vem a público declarar apoio aos movimentos estudantis secundarista e universitário que legitimamente têm ocupado instituições de ensino públicas pelo país. A luta dos estudantes se faz em favor da qualidade do ensino público, em especial, por meio do posicionamento contrário à PEC nº 55 (ex-PEC 241) que limita gastos públicos em diversas áreas de interesse social, especialmente saúde e educação – e à Medida Provisória nº 746/2016 – relativa à controversa reforma do Ensino Médio -, ambas alavancadas no atual governo de Michel Temer.

Como profissionais de Jornalismo, entendemos ser primordial escutar esses jovens e criar canais de comunicação em que possam manifestar livremente seus interesses, debater e reivindicar sem qualquer tipo de repressão. Entendemos ainda que, nas ocupações, devam ser garantidos todos os direitos fundamentais inerentes à pessoa humana em condições de liberdade e de dignidade.

As ameaças contidas nesta PEC fazem parte do projeto do atual governo de reduzir direitos sociais e atacar os direitos dos trabalhadores, recorrente nas forças conservadoras do Brasil. A tese da reforma ou modernização das leis trabalhistas também definida como a flexibilização da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) ataca um marco decisivo na relação capital e trabalho. A CLT é o principal instrumento de defesa do trabalhador como órgão regulatório, em que os que empregam sua mão de obra encontram sua segurança e garantia.O Sinjorba é solidário e soma esforços aos estudantes, unindo-se aos trabalhadores brasileiros na defesa da democracia, o que implica o direito de manifestação, assim como o direito e respeito à cobertura jornalística dos fatos.

Esta publicação possui 3 comentários
  1. O pessoal do PT e seus coligados, alguns podem ser classificados de serviçais ou quebra-facas, em vez de procurarem coisas mais úteis para fazer, ficam infernizando a vida de quem quer estudar e trabalhar, coisa que a maioria de manifestantes não fazem.

    Bagunçaram o país quando estavam no poder e querem continuar com sua saga.

  2. A população deveriam esta totalmente de acordo e apoiar diretamente os estudantes, eles estão lutando não pelo próprio “umbigo”, estão nesse manifesto em pró de todos nesse país. Se eles conseguirem o objetivo pelo qual estão lutando, toda a população brasileira será beneficiaria.

  3. O governo tenta consertar o desastre promovido pelo governo do PT que nos legou 13 milhões de desempregados, dois pibs negativos que empobreceram os brasileiros , alem da corrupção e desmando .
    Temer não é santo, mas ele tem a chance de nos livrar de sermos uma Venezuela que era o caminho certo que estávamos indo.
    Onde estavam os estudantes quando ilma cortou 10 bilhoes da educação ? respondo estavam do lado do PT eram seus apoiadores , a ocupação não pe por melhor educação , é um grito de revolta daqueles que foram alijados da vida publica pelo voto

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top