skip to Main Content
16 de abril de 2021 | 02:17 pm

OBRA DA UFSB É TOCADA SEM LICENÇA DA PREFEITURA DE ILHÉUS

Tempo de leitura: 2 minutos
Nazal aponta possível irregularidade.

Nazal aponta possível irregularidade.

Do Jornal Bahia Online

Vice-prefeito eleito de Ilhéus, José Nazal denuncia possível irregularidade na obra de construção do Núcleo Agroflorestal da Universidade Federal do Sul da Bahia. De acordo com Nazal, o investimento, dito como sendo em Itabuna numa área doada pela Ceplac, acontece em território de Ilhéus.

“Não vai aqui nenhum sentimento intenção de polemizar, fomentar tensão ou briga. Penso, com convicção, que Ilhéus e Itabuna devem cada vez mais estreitar os laços e buscar soluções conjuntas para a grande metrópole que formaremos num futuro próximo, porém, o chão de cada lugar deve ser respeitado”, escreveu nas redes sociais. O mais preocupante, de acordo com José Nazal, é não saber como a obra foi aprovada e licenciada.

Pelo raciocínio do vice-prefeito eleito, estando em território de Ilhéus esta autorização deveria partir dos órgãos de Ilhéus. “Respeita a legislação pertinente quanto ao uso e ocupação do solo? Foi ambientalmente aprovada, com definição do tratamento de efluentes? Tem previsão para adução de água?”, questionou. Segundo Nazal, em contato com Antonio Vieira, atual Secretário de Meio Ambiente e Urbanismo de Ilhéus, ele questionou se a obra da UFSB estava aprovada e licenciada pelo município. “Fiquei surpreso com a resposta: “Que obra? Não é em Itabuna”?”, teria dito Vieira.

Nazal considera ainda mais grave caso as autorizações ambientais tenham ocorrido através da Prefeitura de Itabuna. “Neste caso, incorreram em ato de improbidade administrativa”, destaca. Para Nazal, apesar da importância da obra no contexto do ensino público superior na região, a UFSB não pode ter privilégios. E lembra: nem mesmo o município pode construir sem licenciar.

Considerado nome certo na titularidade da pasta do Meio Ambiente e Urbanismo no futuro governo, Nazal informa que, no momento, denuncia como membro do Instituto Histórico e Geográfico de Ilhéus. Mas ressalta: depois que assumir, vai apurar.

Leia a íntegra clicando aqui.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top