skip to Main Content
25 de maio de 2020 | 01:44 pm

ÔNIBUS SUPERLOTADOS IRRITAM ALUNOS DA UFSB E MORADORES DE FERRADAS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Ônibus superlotados são queixa geral de alunos de universidade e moradores de Ferradas.

Ônibus superlotados são queixa geral de alunos de universidade e moradores de Ferradas.

Aumentou ainda mais o sofrimento dos moradores da região de Ferradas e dos estudantes da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) que dependem do sistema de transporte público. Após a inauguração dos condomínios Jubiabá, Gabriela e São José, o que era ruim, piorou. Os ônibus andam sempre superlotados.

As vítimas pedem à Secretaria de Transporte, Trânsito e Segurança mais ônibus para os bairros Ferradas e Nova Ferradas. “Sofremos todos os dias com ônibus lotados e um péssimo serviço”, reclama o estudante Saulo Carneiro, enfatizando que “não houve adição de novas linhas” depois da inauguração dos novos condomínios.

Cerca de 2,3 mil famílias passaram a morar no Jubiabá, São José e Gabriela no segundo semestre do ano passado, quando receberam as chaves. O apelo de moradores é para que mais ônibus sejam disponibilizados, pelo menos nos horários de pico. A imagem que ilustra esta nota foi feita às 15 horas de um dia útil da semana passada.

Os usuários do transporte coletivo aguardam resposta da Secretaria de Transporte, Trânsito e Segurança.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Cadê as empresas novas que ganharam a licitação, motivo de aumento da passagem? Nos fizeram de bêsta? O transporte só vai melhorar quando houver concorrência, urgente!

  2. Lei da Causa e Efeito, centenas de alunos migraram pra FTC-campus,centro,Itabuna
    e ótima comodidade,nota 4 curso de Direito pelo MEC,o que equivale nota 9, causou efeito da mesma ter campus na AFI de Itabuna,devido lotação.

    Eis ai as causas: falta de professores,greves,transportes,segurança,qualidade de ensino,entretanto: “Casas são todas iguais,cimento,tijolos,areia,ferros, valoração é sua localização, junte-se,o útil e agradável” Autor desconhecido.

  3. Outro ponto é que muitos motoristas não cumprem o itinerário e ao invés de deixar os estudantes na porta da UFSB deixam a 500m na padim.

  4. Acontece que esse lado da cidade está aumentando e a empresa de ônibus ainda quer carregar dois ônibus em um. Vai um aviso. Vamos segurar os ônibus aqui e colocar vans quero vê quem vai ter o peito de aumentar a quantidade de ônibus pra Ferradas. Dia 15 de março vai entrar para a história. Não vamos queimar ônibus. Mas vamos lutar pelo nossos direitos. Vamos para a cidade.

  5. O que era ruim tá cada dia pior. Os ônibus só andam cheios, não sabemos os horários dos ônibus, demora de 30 a 40 minutos pra passar o ônibus da linha e a gente não tem a quem recorrer. Deveria o Secretário, os vereadores e quem é mais responsável pelo transporte na cidade, andar de ônibus pra ver se melhora.

  6. E uma vergonha, sobre a “LICITAÇÃO PARA NOVAS EMPRESAS” não houve isso são as mesmas empresas que prestam o mesmo desserviços a nos moradores de Itabuna, e mais facil ir para Iheus do que andar em Itabuna, por farias vezes ja fiquei e fico no ponto prox ao Itão por mais de uma hora, não apenas pela demora do transporte mais pelo fato de que quando o onibus passa pelo ponto não para por motivo de super lotação.
    È VERGONHOSO.

  7. Sem contar empreendimentos na JS Pinheiro, como a TEL e o mercado Rondelli, que contribuiram pro aumento do fluxo de pessoas nessas linhas de ônibus. Ano passado teve a tal licitação, pelo que me lembro eles deveriam não só renovar a frota como varios outros beneficios previstos. Cabe a quem cobrar essas melhorias? A gestão pública?
    Acho que só teremos melhorias quando protestarmos. Ou trazem onibus ou deixa sem porcaria nenhuma, acaba logo com tudo, e a gente se vira com Vans, frete de carro particular, como fazemos em época de greve, mas continuar pagando caro por isso não da mais não!
    O problema não é só lotação não, é o estado dos onibus mesmo, desconfortaveis, sem janela em baixo, as vezes com o sinal de pedir parada quebrado, elevadores pros cadeirantes, quebrados.

  8. Grande observador! A avaliação do Ministério da Educação para medir a qualidade de ensino no país,as notas são de 1 a 5. Neste caso a nota 4 é equivalente o 9. Todavia,tendo outros critérios pra avaliar as escolas públicas.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top