skip to Main Content
21 de setembro de 2020 | 12:50 pm

CAMELÔS PROTESTAM, MAS DEIXAM A AVENIDA DO CINQUENTENÁRIO

Tempo de leitura: 2 minutos
Calçada da Cinquentenário já desocupada pelos ambulantes (Foto Blog do Thame).

Calçada da Cinquentenário já desocupada pelos ambulantes (Fotos Blog do Thame).

Sob protesto, mas sem confrontos, a Prefeitura de Itabuna executou a retirada dos vendedores ambulantes da Avenida do Cinquentenário e das transversais. A partir de hoje (6), os camelôs estão proibidos de expor e vender produtos nas calçadas da principal artéria do comércio central da cidade.

Higino cobra lugar para os camelôs.

Higino: espaço para os camelôs.

No sábado (4), após uma reunião dos ambulantes com o prefeito Fernando Gomes, chegou a ser noticiado que as ruas transversais estavam liberadas para os ambulantes. Não foi o que aconteceu. Pela manhã, fiscais da Prefeitura, acompanhados da Guarda Municipal e com o reforço da Polícia Militar, impediram a instalação das barracas na área central, à exceção da Praça Adami, onde já existem toldos para os ambulantes.

O presidente da Associação dos Ambulantes, Marcio Higino, disse que havia acordo para ocupação das transversais até encontrar local para transferência dos ambulantes, já que a Praça Adami não comporta todos. “Precisamos que o prefeito nos dê atenção e definida um local onde as pessoas possam trabalhar”, afirmou.

SHOPPING POPULAR REMODELADO

Tarciso: Shopping Popular será remodelado.

Tarciso, da prefeitura, diz que Shopping Popular será remodelado.

De acordo com Tarciso Soares, diretor do Departamento de Indústria e Comércio, houve um mal entendido com relação às transversais. “Para organizar o comércio e garantir a acessibilidade das pessoas, é preciso fazer a retirada total e realizar um cadastramento  para realocar os ambulantes num novo espaço, incluindo novos toldos na Praça Adami. Tudo isso será provisório, até a inauguração do Shopping dos Camelôs”.

Questionado sobre uma data para a liberação do Shopping dos Camelôs, Tarciso disse ainda não haver definição, porque a obra, que tem problemas estruturais, precisa ser remodelada.

PROTESTO

Aos gritos de ‘queremos trabalhar, queremos trabalhar `, dezenas de ambulantes fizeram um protesto na Praça Adami. Motos que usam parte da Praça Adami como estacionamento foram retiradas para acomodar novas barracas. Com informações do Blog do Thame.

Esta publicação possui 0 comentários

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top