skip to Main Content
23 de fevereiro de 2020 | 01:32 pm

CIRO, PDT E ITABUNA

Tempo de leitura: 2 minutos

marco wense1Marco Wense

 

Essa interessante conversa entre Mangabeira e Ciro Gomes deve contar com a presença do deputado Félix Júnior, presidente estadual do PDT e coordenador da bancada baiana na Câmara Federal.

 

Acredito que Itabuna poderá ser a sede de um encontro das lideranças políticas do sul da Bahia com o presidenciável Ciro Gomes (PDT).

O diretório municipal, sob a batuta do médico Antônio Mangabeira, ficará no comando da organização e de todo o empenho para uma grande recepção ao pedetista.

Alguns líderes de Itabuna serão convidados, mas como pertencem a partidos ou grupos políticos que já tem seus postulantes ao Palácio do Planalto, dificilmente comparecerão.

Geraldo Simões, ex-prefeito, petista histórico, vai com qualquer candidato que o PT apontar. Se não for Lula, em decorrência da inelegibilidade, será Jaques Wagner ou Fernando Haddad.

Augusto Castro, do tucanato, obviamente do PSDB, irá apoiar o candidato da legenda, possivelmente o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Azevedo, também ex-alcaide, salvo engano do PTB, mas com malas prontas para o DEM, deve acompanhar o candidato de ACM Neto, que poderá ser Alckmin ou um candidato do próprio partido.

Davidson Magalhães, PCdoB, vai com o PT, independente de que nome seja, em que pese muitos comunistas serem simpáticos à candidatura de Ciro Gomes.

Citando um exemplo nosso, bem tupiniquim, o vereador Jairo Araújo, da legenda comunista, é um admirador de Ciro, não perde uma entrevista do ex-ministro da Fazenda do governo Itamar Franco.

E Fernando Gomes? Essa é a grande incógnita, o enigma a ser decifrado. O alcaide já disse que não tem nenhum compromisso com o PT e sim com a reeleição do governador Rui Costa.

Então, é Mangabeira que vai recepcionar Ciro, que deve perguntar ao ex-prefeiturável sobre esse imbróglio envolvendo o PDT de Itabuna e o petismo baiano.

Ciro vai achar estranho o fato de o PT, com o aval do governador Rui Costa, ter apoiado Fernando Gomes, então candidato do DEM, em detrimento do postulante do PDT, partido da base aliada.

Essa interessante conversa entre Mangabeira e Ciro Gomes deve contar com a presença do deputado Félix Júnior, presidente estadual do PDT e coordenador da bancada baiana na Câmara Federal.

PS – O prefeito Fernando Gomes não será convidado para o encontro com Ciro Gomes.

Marco Wense é editor d´O Busílis.

Esta publicação possui 6 comentários
  1. Se temos tempo nao sei entretanto, com todo respito a historia de Lula, o qual sempre votei, entendo que a ” esquerda” ou que restou dela, deve construir uma alternativa que não deve ter o PT como protagonista, ao passo que reconheço a dificuldade de buscar essa unidade, sendo assim, os lobos do poder estão com a faca e queijo.

  2. O que eu não estou entendendo como é que Ciro Gomes vem para Itabuna se encontrar com um pré-candidato a deputado que apoiará ACM Neto, é meio fora de contexto.

  3. Muita calma nesta hora Marco Wense. Algumas coisas temos que analisar:PDT com Mangabeira, tem alguma expressão de votos em Itabuna, em detrimento a FG, Augusto Castro e outros candidatos a prefeito em 2016. Pois o que se transparece é que na ideia do subscritor quem é o mandatário de votos em Itabuna e Região chama-se MANGABEIRA. Um tanto presunçoso essa análise. Esse desconvidar o Prefeito eleito pela 5ª vez, demonstra o lado antidemocrático dos “donos” dos votos de Itabuna.

  4. A hora não é de malhação, afinal, o povo brasileiro está passando por uma tremenda crise ética moral. Esse artigo demonstra simpatia por ACMNetinho e seu decaído DEM, e preferência ao “quanto pior melhor”. Lembre que Rui Costa, o melhor governador do Brasil, mesmo com a crise hídrica que assola o Estado e o governo golpista que arrasou a economia, ele mantém a folha dos servidores em dia, o que ajuda a manter o pouco que se tem. A hora é de unidade, a imprensa já atrapalhou demais o Brasil.

  5. Estranho é um candidato do PDT, Mangabeira, participar de passeata que quis legitimar o Golpe… e além de poder apoiar o politiqueiro do ACM Neto, ainda é um candidato pedetista frouxo em relação ao Trabalhismo. Será que Mangabeira votou em Brizola ou Collor? Será que foi votante em Aécio… Infelizmente suas escolhas precisam ser mais claras.

  6. A política está tornando-se cada vez mais “dinâmica” e muitas vezes, distante da nossa compreensão. Acho que no momento seria muito difícil estarem num só palanque, Neto o candidato de Mangabeira e Ciro Gomes. Aliás, Manga tá aprendendo rapidinho como “agradar a dois senhores”.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top