skip to Main Content
10 de julho de 2020 | 08:33 am

POLICLÍNICA REGIONAL DE ITABUNA SERÁ LICITADA ATÉ DEZEMBRO, AFIRMA RUI COSTA

Tempo de leitura: 3 minutos

Governador anunciou licitações para novas policlínicas || Foto Manu Dias/GovBA

O governador Rui Costa confirmou nesta sexta-feira (24), durante a entrega da Policlínica Regional do Alto  Sertão, em Guanambi, que até o dia 31 de dezembro deve fazer a licitação para construção das unidades regionais nos municípios de Itabuna, Paulo Afonso, Juazeiro, Senhor do Bonfim, Jacobina, Barreiras e Vitória da Conquista. O governador informou que está buscando a regularização dos consórcios nessas localidades para licitar as obras. A Policlínica Regional de Itabuna será construída na área do antigo Derba, na Avenida J.S. Pinheiro.

Rui Costa fez um apelo aos gestores desses município para agilizar o processo no legislativo. “Para essas, nós pedimos aos prefeitos que agilizem a votação na Câmara de Vereadores para que a gente possa assinar o convênio e licitar ainda este ano. A adesão dos municípios é voluntária e, até agora, nessas quatro primeiras que estão sendo inauguradas, é de 100% – todos os municípios de cada uma das regiões consorciadas participou do convênio”, explicou Costa.

O governador também destacou que já estão em obras as policlínicas do baixo sul, em Valença, do Recôncavo, em Santo Antônio de Jesus, e da região de Feira de Santana,  e a do Litoral Norte, em Alagoinhas. “Estamos iniciando outras obras ainda este ano. Foi publicada, na semana passada, a licitação para construção da Policlínica Metropolitana em Simões Filho e uma em Salvador, no Subúrbio Ferroviário”.

POLICLÍNICA DE GUANAMBI

Durante visita à Policlínica Regional do Alto Sertão, em Guanambi, Rui Costa afirmou que a Bahia está iniciando uma nova fase da saúde pública. “Alguns dos serviços que serão prestados nesta policlínica, nem no setor privado são encontrados aqui no sudoeste do estado. É uma mudança de padrão”. Ele estava acompanhado de todos os prefeitos dos 22 municípios que serão atendidos pela unidade de saúde, a partir da próxima segunda-feira (27), e do secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas.

“Esta policlínica em Guanambi é a segunda que nós implantamos. A primeira foi a semana passada, em Teixeira de Freitas [extremo sul]. Vocês puderam constatar que aqui temos todos os equipamentos de primeira linha, o que tem de melhor para imagens e exames. Portanto, nós estamos iniciando uma nova fase da saúde pública na Bahia”, disse Rui.

A policlínica Guanambi, na qual foram investidos R$ 24 milhões, entre obras civis, aquisição de equipamentos e 12 micro-ônibus com capacidade para transportar até 28 pessoas, oferecerá atendimento especializado e exames de alta complexidade aos moradores dos municípios de Caculé, Caetité, Candiba, Carinhanha, Feira da Mata, Guanambi, Ibiassucê, Igaporã e Iuiu.

Na unidade serão atendidos também os moradores de Jacaraci, Lagoa Real, Licínio de Almeida, Malhada, Matina, Mortugaba, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Riacho de Santana, Rio do Antônio, Sebastião Laranjeiras, Tanque Novo e Urandi. A unidade está localizada na Avenida Messias Pereira Donato, no bairro Santa Luzia, em Guanambi.

PREVENÇÃO

Rui enfatizou que o propósito do Governo do Estado é “apostar na prevenção. Isso daqui vai fortalecer o posto de saúde da família porque muitos dos exames passados pelos médicos ou tinham que ser feitos muito longe ou na rede particular, o que saía muito caro, e muitas pessoas acabavam não fazendo esses exames. A melhor política pública de saúde é aquela que aposta na prevenção, que busca descobrir as doenças ainda no início, o que torna o tratamento muito mais rápido, mais barato e com muito mais chance de sucesso”.

As policlínicas fazem parte dos Consórcios Públicos de Saúde, iniciativa do Governo da Bahia para regionalizar a prestação de serviço de alta qualidade em saúde para a população do interior baiano, evitando, com isso, que os pacientes se desloquem para os grandes centros em busca desses serviços. As novas unidades de saúde vão oferecer consultas em até 18 especialidades diferentes para cerca de 2 milhões de baianos.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top