skip to Main Content
4 de agosto de 2020 | 01:57 pm

MAIS DE 40 MIL ELEITORES DE ITABUNA FIZERAM CADASTRAMENTO BIOMÉTRICO; PRAZO ATÉ 2020

Tempo de leitura: < 1 minuto

Cartórios eleitorais de Itabuna fazem cadastramento até 2020

Tudo indica que os eleitores de Itabuna estão fugindo do sofrimento vivido por moradores de municípios como Ilhéus, Eunápolis e Salvador, que deixaram o cadastramento biométrico para os últimos meses e enfrentaram filas quilométricas. Nessas localidades, milhares de eleitores tiveram que passar à noite na fila para fazer o procedimento. Muitos não conseguiram, mas ganharam uma nova chance em março, informou hoje o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA).
Em Itabuna, o cadastramento biométrico ainda não é obrigatório, mas o eleitor parece disposto a desmoralizar a máxima de “que brasileiro deixa tudo para última hora”. Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) atualizados nesta quinta-feira (1º) mostram que 41.532 eleitores já fizeram o procedimento no município que possui 151.547 pessoas aptas a votar.
ITAPÉ E JUSSARI
Quem também não perdeu tempo foram os eleitores de Itapé. Mais de 50% das pessoas aptas a votar no município estão com a biometria feita.  São 4.854 eleitores que já passaram pelo procedimento. Itapé conta com 9.485 eleitores registrados no TSE. O cadastramento também não é obrigatório para eles.
Já os moradores de Jussari decidiram  que só vão se deslocar para os cartórios mais adiante.  Dos 4.895 eleitores aptos, somente 693 fizeram cadastramento biométrico. O procedimento também não é obrigatório no município.  O cadastramento em Itabuna, Itapé e Jussari prossegue até 2020, mas não custa nada fugir das filas quilométricas.

ARTISTA PLÁSTICO ITAJUIPENSE É EMBAIXADOR DA “CAMPUS PARTY”, EM SÃO PAULO

Tempo de leitura: 2 minutos

Itajuipense apresenta trabalho em evento de tecnologia e cultura nerd em São Paulo

Os trabalhos desenvolvidos por dois baianos têm ganhado destaque na edição nacional da Campus Party, maior evento de tecnologia e cultura nerd da América Latina, que acontece no Anhembi, em São Paulo, até o dia 4 de fevereiro. O artista plástico e designer Maciel Barreto, de Itajuípe, e Janilson Rios, Várzea da Roça, aproveitam a efervescência da CPBR para exibir seus trabalhos de Casemod, o que consiste na modificação criativa do gabinete do computador.
Destaque de diversas edições da Campus Party, inclusive a primeira edição na Bahia, que aconteceu em agosto do ano passado, Maciel Barreto explica que esta é sua 10ª participação no evento. “Dessa vez estou como embaixador e palestrante, mostrando o que a Bahia tem de melhor nessa área de modificação de computadores, criando computadores turbinados. Já fui campeão duas vezes e fiquei entre os três melhores do mundo. Estamos mostrando a Bahia no maior evento de tecnologia”, conta o itajuipense.

Janilson Rios apresenta trabalho em São Paulo

Enquanto Maciel já pode ser considerado um veterano por suas participações no evento, Janilson Rios, outro baiano casemoder, faz sua estreia em São Paulo. Ele conta que optou por trabalhar um gabinete totalmente do zero. “tilizei vários recursos naturais, materiais reciclados, desde tampas de shampoo, tela de parabólica, cabo de orelhão e canos de PVC. Procurei unir a arte com a tecnologia por ser amante de computadores, games, séries e filmes”, contou.

Trabalho desenvolvido por Janilson Rios

Presente na Campus, o secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Inovação, Vivaldo Mendonça, comemorou o destaque alcançado pelos baianos. “É importante perceber quanto o estado está conectada com o que há de mais avançado nesse seguimento de tecnologia. Vamos construir ações que fomentem isso na capital e no interior, envolvendo mais pessoas e destacando esse talento criativo de interação do que há de mais diferenciado na nossa capacidade de inovar e de esta interligado com a nossa cultura empreendedora e tecnológica”, disse.

ELEITORES DE ILHÉUS E EUNÁPOLIS TÊM VOLTA DE CADASTRAMENTO BIOMÉTRICO EM MARÇO

Tempo de leitura: 2 minutos

Eleitores de Ilhéus podem regularizar título em março

Eleitores de 51 municípios baianos, que não fizeram o cadastramento biométrico obrigatório, terão a chance de regularizar a situação a partir de março deste ano. Em Ilhéus, pelo menos 39 mil pessoas das 139 mil cadastradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não compareceram dentro do prazo para o procedimento. Os dados oficiais indicam que somente 99.977 eleitores atenderam a convocação no município do sul da Bahia.
Em Eunápolis, mais de 13.600 eleitores ficaram sem fazer o cadastramento no período de convocação extraordinário. O município do extremo-sul do estado tem 84.872 eleitores, sendo que 71.255 estão com a situação regularizada. Em Salvador, 1.539.814 fizeram o procedimento biométrico. A capital conta com 2.034.329 eleitores, o que significa que quase meio milhão terão os documentos cancelados.
De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA),  as pessoas que deixaram para fazer o cadastramento na última hora e não conseguiram, terão os títulos cancelados. Esses eleitores podem regularizar a situação durante o próximo mês. O prazo para os moradores de 51 municípios baianos fazerem o procedimento biométrico se encerrou na quarta-feira (31).
SEM MULTA
O eleitor que regularizar a situação no próximo mês ficará livre da cobrança de multa e poderá votar normalmente no pleito deste ano.  O TRE-BA ainda informará o período exato para o recadastramento biométrico, horário de funcionamento dos cartórios e se haverá atendimento por meio de agendamento pela internet.
A partir da segunda-feira (5) até o próximo dia 28 de fevereiro, cartórios eleitorais dos municípios que encerraram a revisão biométrica retomarão funcionamento parcial. Nesse período, os cartórios devem apenas emitir certidões de quitação eleitoral e circunstanciadas.

MENINA DE 11 ANOS MORRE APÓS CAIR DE CAVALO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Criança morre ao cair do cavalo|| Foto Reprodução redes sociais

Uma menina de 11 anos morreu após cair de um animal na zona rural de Jucuruçu, no extremo-sul da Bahia. De acordo com a Polícia Civil, Iara Costa saiu a cavalo com uma tia, do distrito de Coqueiro, em Jucuruçu e no caminho sofreu o acidente, informa G1-BA.
Conforme apontam as investigações iniciais da polícia, o caso foi um acidente. Iara seguia para a fazenda do avô com uma tia, na tarde de terça-feira (30), quando caiu do cavalo. Na queda, ela bateu a cabeça no chão, foi socorrida para o Hospital Municipal de Jucuruçu e, depois, transferida para o Hospital de Itamaraju, distante cerca de 103 km de Jucuruçu
A criança não resistiu ao ferimento e morreu na noite de terça-feira. O corpo dela foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) e liberado para velório na quarta-feira (31). Iara foi enterrada na manhã de quarta, no cemitério do distrito de Coqueiro.

PRESIDENTE DO STF COBRA RESPEITO ÀS DECISÕES DO JUDICIÁRIO

Tempo de leitura: 3 minutos

Presidente do STF ao lado do presidente da República || Foto Marcos Correa/PR

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, abriu nesta quinta-feira (1) o ano Judiciário 2018 com discurso em defesa da Constituição e das leis do país, e cobrando respeito às decisões do Judiciário.
“Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão judicial pela qual se aplica o direito, pode-se buscar reformar a decisão judicial pelos meios legais e nos juízos competentes. O que é inadmissível e inaceitável é desacatar a Justiça, agravá-la ou agredi-la. Justiça individual, fora do direito, não é justiça senão vingança ou ato de força pessoal”, ressaltou.
A cerimônia, realizada no plenário do STF, marcou o retorno dos ministros às atividades, e contou com a presença do presidente da República, Michel Temer, e dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia e do Senado, Eunício Oliveira.
“A lei é a divisória entre a moral pública e a barbárie”, disse Cármen Lúcia, lembrando que o respeito à Constituição e à lei, para o outro, é a garantia do direito para cada um dos cidadãos. “A nós servidores públicos, o acatamento irrestrito à lei impõe-se como um dever acima de qualquer outro. Constitui mau exemplo o descumprimento da lei, e o mau exemplo contamina e compromete”, afirmou.
Ainda no discurso, Cármen Lúcia ressaltou que o Judiciário não aplica a Justiça ideal e sim, a humana “posta à disposição para garantir a paz”. “Paz que é um equilíbrio no movimento histórico e contínuo entre os homens e as instituições”, disse.
INDEPENDÊNCIA DO JUDICIÁRIO
Durante a solenidade, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, destacou a independência das instituições e destacou o papel do Ministério Público e das outras instituições do sistema de Justiça na defesa e restauração dos direitos e na garantia de correção de atos que se desviam da lei.
“As decisões judiciais devem ser cumpridas, os direitos restaurados, os danos reparados, os problemas resolvidos e os culpados precisam pagar por seus erros. Só assim, afasta-se a sensação de impunidade e se restabelece a confiança nas instituições”, declarou.
Dodge afirmou ainda que o momento atual do país não é de conforto, mas que o Ministério Público continua trabalhando para garantir a resolutividade das decisões do poder Judiciário e o acesso igualitário à justiça e aos serviços públicos essenciais.
O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cláudio Lamachia, também enfatizou a independência do Poder Judiciário e reiterou que o país passa por um “ciclo de desarranjos institucionais, perplexidades, dilemas morais e existenciais, que tornam as nações mais maduras, conscientes e fortalecidas”.

Leia Mais

CANDIDATURA DE LULA É DEFENDIDA POR COMITÊ COM PSOL, PSB E CENTRAIS EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Everaldo discursa durante lançamento de comitê ilheense || Foto Divulgação

Partidos e movimentos sociais lançaram, ontem à noite, em Ilhéus, um comitê em “Defesa da Democracia e do Direito de Lula ser Candidato”. O lançamento ocorreu na tenda do Teatro Popular de Ilhéus, envolvendo a participação do PT, PSOL, PCdoB, PSB, UGT, CUT e MST.
O presidente do PT baiano, Everaldo Anunciação, disse entusiasmado, que foi um dos maiores lançamentos de comitê de que já participou. “Ele [o comitê] enfatizou que a população já percebeu que Lula está sendo injustiçado, condenado sem provas e quer o ex-presidente de volta.”
Everaldo recorre às pesquisas de intenções de voto para defender a criação dos comitês e a candidatura do ex-presidente. “Todas as pesquisas mostram e o povo nas ruas fala que Lula foi o melhor presidente do Brasil. Por isso, é preciso que setores da mídia e do judiciário, que tanto perseguem o ex-presidente, respeitem a soberania popular.”
Participaram também, dentre outras personalidades, a presidenta do PT de Ilhéus, Ariadne Pitanga, o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT), o vereador Makrisi (PT), o ex-vice-prefeito de Ilhéus José Henrique Abobreira e várias pessoas da área artística.

Back To Top