skip to Main Content
31 de outubro de 2020 | 10:40 pm

GUARDAS CIVIS DE ITABUNA PROTESTAM CONTRA ATRASO DE SALÁRIO

Tempo de leitura: 2 minutos

Guardas civis protestam contra atraso de salário e pedem regularização do vale-transporte

Um grupo formado por guardas civis municipais e sindicalistas protestou, neste sábado (17), em frente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas), no bairro Monte Cristo. A unidade teve sua inauguração adiada de hoje para este domingo por causa da forte chuva que caiu, pela manhã, no sul da Bahia.

Presidente do Sindguardas denuncia descaso com servidores

Usando nariz de palhaço, cartazes e faixas, os servidores denunciaram os constantes atrasos de salário, falta de regularidade na liberação do vale-transporte para quem reside em outros municípios, inexistência de equipamentos de segurança e de cursos de qualificação, além da não liberação de férias vencidas dos trabalhadores.
De acordo com o Sindguardas-BA, o salário de fevereiro somente foi pago na sexta-feira (16), mas 19 guardas civis ficaram sem seus vencimentos. O presidente do sindicato Pedro de Oliveira Santos afirma que os guardas que moram em municípios como Ilhéus, Buerarema e Itajuípe estão pagando para trabalhar, pois não recebem o vale-transporte há dois meses. “Mesmo a prefeitura fazendo o desconto na folha todos os meses. Isso é um absurdo”.

Ônibus que Itabuna recebeu não está sendo usado, afirma Sindguardas

Ele disse que o 13º dos guardas civis do ano passado foi feito em valores menores aos que os trabalhadores têm direito.  “Os  mais de 200 guardas civis de Itabuna estão trabalhando sem as condições mínimas.  Já fizemos denúncias no Ministério Público do Trabalho para que medidas judiciais sejam adotadas. A precariedade é enorme”, reclamou.
Pedro de Oliveira denuncia ainda que uma viaturas da guarda, comprada com recursos do programa federal Crack, é possível vencer, vem sendo usada com desvio de finalidade pela Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito e que a base móvel de videomonitoramento (ônibus),  do mesmo programa, está abandonada.
Segundo a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça,  para o programa, Itabuna recebeu um kit com 20 câmeras de videomonitoramento, 2 viaturas, 2 motocicletas, 50 pistolas de condutividade elétrica e 150 espargidores de pimenta, além de ser beneficiada com treinamento para os guardas civis. O ônibus equipado era usado na praça Rio Cachoeira e nunca mais foi visto por lá.

Esta publicação possui 0 comentários

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top