skip to Main Content
28 de maio de 2020 | 01:34 am

FECHAR A FAFEN É ATO CRIMINOSO DE TEMER E DA PETROBRAS, DIZ BEBETO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Bebeto: Fechar a Fafen é ato criminoso || Foto Divulgação

O fechamento da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados da Bahia (Fafen-BA) vai provocar mais de 700 demissões na empresa pertencente à Petrobras, na Bahia. A petrolífera brasileira alega que a unidade vem gerando prejuízos anuais. O deputado federal Bebeto Galvão (PSB-BA) reagiu contra o fechamento da Fafen durante discurso na Câmara Federal, nesta semana.
Para o parlamentar, o fechamento da unidade é resultado de uma grande perseguição promovida pelo presidente da República, Michel Temer, e pelo presidente da Petrobras, Pedro Parente, aos interesses do Nordeste, em especial aos estados da Bahia e Sergipe.
– Esta atitude não vai comprometer apenas a economia dos estados e resultar no desemprego de centenas de trabalhadores petroquímicos, mas vai também incidir diretamente sobre a produção de fertilizantes brasileiros o que irá afetar a economia nacional. Isto é um ato criminoso – lamentou o deputado Bebeto.
Com o encerramento das atividades da Fafen, aumentará o número de desempregados e diminuirá a arrecadação de tributos que contribuem para a realização de políticas públicas dos estados envolvidos, na análise do parlamentar. A fábrica está, ainda, entre as principais clientes da Bahiagás, companhia de gás natural de capital misto.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top