skip to Main Content
10 de julho de 2020 | 09:37 pm

GOVERNO FAZ CONSULTA PÚBLICA PARA CONCESSÃO DO AEROPORTO DE ILHÉUS

Tempo de leitura: 2 minutos

Audiência pública debaterá concessão do aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus || Foto José Nazal

Foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (25) a abertura da consulta pública para a concessão do aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus. O Governo do Estado informou que o objetivo é receber críticas e sugestões que irão contribuir para a elaboração do edital de licitação para a concessão do terminal à iniciativa privada.
O período servirá para os interessados encaminharem as suas contribuições para o processo de concessão do terminal de Ilhéus, além do prazo para a inscrição de expositores para a Audiência Pública. O encontro será realizado em 30 de maio, às 10h, no auditório da Agerba, no Centro Administrativo, em Salvador.As sugestões podem ser encaminhadas até 25 de maio pelo e-mail: consultapublica@agerba.ba.gov.br ou protocoladas na Agerba, no Centro Administrativo.
700 MIL PASSAGEIROS POR ANO
O aeroporto de Ilhéus é considerado um dos mais importantes do estado. É o principal terminal da região cacaueira, com destaque para a atração de turistas e negócios no território baiano. Atualmente, recebe uma média de 700 mil passageiros por ano e opera com voos regulares.
O secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, ressalta a importância das obras para Ilhéus. “Atendendo a uma demanda da região, a Seinfra fará a concessão do aeroporto para a ampliação e melhoria do aeroporto em pontos como a pista e o terminal de passageiros”, destaca.
Segundo o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, nos cinco primeiros anos do contrato estão previstos R$ 30 milhões para ampliação do terminal de passageiros, estacionamento de veículos, restauração do pavimento da pista de pouso/decolagem, pátios, taxiways e vias de serviço e a reforma e ampliação da Seção de Combate a Incêndio.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Pelo tanto de passageiros que esse aero movimenta, penso eu:
    1) Ampliar a sala de embarque com um módulo operacional padrão infraero.
    2) Ampliar o pátio de aeronaves em alguns para mais uma aeronave
    3) ampliar o numero de vagas de estacionamento.
    4) Fazer uma passagem baixa (tipo trincheira) na parte da rodovia que passa na cabeceira da pista, com isso, pode-se ampliar a pista de decolagem uns 500m permitindo a operação de aeronaves maiores.
    o novo aeroporto pode ficar para um outro momento, não é prioridade.
    A nova operadora ficaria a cargo dessas mudanças no longo prazo.
    Deve-se impedir que empresas como a Infraero, Sinart ou Socicam, entrem na disputa pela concessão, senão o atraso continuará. Elas não tem capacidade de investimento, vide os outros aeroportos nas mãos delas.
    Fica minha opinião

  2. A SOCICAM ofereceu financiamento de campanha ao Rui Costa e já prepara pra administrar o Aeroporto de Ilhéus. Ministério Publico está de olho.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top