skip to Main Content
8 de agosto de 2020 | 11:39 am

TEIXEIRA DE FREITAS JÁ REGISTRA MAIS DE 500 CASOS DE CHIKUNGUNYA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika|| Foto Divulgação

De janeiro até 25 de abril deste ano, 546 casos de chikungunya foram confirmados em Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia. A informação é da Vigilância Epidemiológica do município. Conforme o órgão, só este ano, foram notificados 1.027 casos suspeitos da doença.
A vigilância não detalhou o número de casos da chikungunya em Teixeira de Freitas de janeiro a abril de 2017, mas disse que o índice deste ano é alto e pode ser considerado um surto. Não há registro de mortes por chikungunya no município.
No entanto, conforme o boletim da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), até 13 de março deste ano, Teixeira de Freitas apresentou a maior incidência de chikungunya, com 151 casos confirmados. Com relação aos números do mês de abril, a pasta informou que vai divulgar os dados em breve.

De acordo com a Vigilância de Teixeira de Freitas, para evitar o aumento de casos, ações de trabalho de campo estão sendo realizadas pelo grupo de combate de endemias, para reduzir a possibilidade de criadores que estão dentro dos domicílios e demais áreas da cidade.
Com relação às demais arboviroses, causadas pelo mosquito aedes aegypti, a vigilância informou que Teixeira de Freitas notificou 178 casos de dengue, com 23 confirmados e dois casos de zika. Do G 1.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top