skip to Main Content
1 de junho de 2020 | 12:06 am

VAI QUE É TUA, RUI…

Tempo de leitura: < 1 minuto

Duplicação da Ilhéus-Itabuna pode ficar para o Estado || Foto Pimenta/Arquivo

O claro boicote federal às obras de duplicação da Rodovia Ilhéus-Itabuna (BR-415) exigirá do governador Rui Costa o cumprimento de uma promessa. Em outubro do ano passado, o petista afirmou que a obra sairia do papel porque era ele quem estava assinando a ordem de serviço. E sairia mesmo que o governo federal mantivesse o boicote, já que havia Michel Temer havia liberado apenas R$ 9 milhões no ano passado.
Agora, sabe-se que Temer quer tirar recursos tanto da duplicação como da conclusão da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). Além disso, ainda há uma batalha entre Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) e Tribunal de Contas da União (TCU) quanto ao valor da obra. E a peleja persiste mesmo com a vencedora da licitação cravando preço dois milhões de reais a menos que o considerado pelo TCU.
A bola está com o governador Rui Costa, sob pena de ser punido nas urnas no sul da Bahia.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Quem acredita no Ruy Costa fala e escreve ou está pendurado nas verbas de publicidade do estado ou é um idiota completo. Cadê o Regional que as obras iam começar em março, a ponte Ilhéus x Pontal está quase parada. Tem mais obras que serão denunciadas durante a campanha e mostrar as obras federais que ele se apropria como se fosse ele que fizesse, vejam a adutora de Campo Alegre , obra da CODEVASF que ele queria inaugurar.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top