skip to Main Content
19 de fevereiro de 2020 | 04:18 am

CONTRA REGIME ESTATUTÁRIO, PCdoB AMEAÇA TIRAR MANDATO DE ALDENES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Cúpula do PCdoB põe Aldenes na mira

A direção municipal do PCdoB emitiu nota pública, há pouco, na qual se posiciona contra a mudança de regime jurídico dos servidores municipais de Itabuna. A gestão quer alterar o regime de celetista para estatutário. O partido se coloca no campo oposto ao da gestão do prefeito Fernando Gomes (sem partido) e alerta que poderá adotar medidas contra o vereador Aldenes Meira (PCdoB), hoje próximo do governo e em rota de colisão com o PCdoB desde o primeiro mandato. Confira a íntegra da nota abaixo.
Nota pública do PCdoB/Itabuna
Com relação à luta dos servidores públicos municipais de Itabuna contra a alteração do regime jurídico, reafirmamos que a posição do PCdoB é de total apoio à luta dos trabalhadores e trabalhadoras, conforme já expressado pelo líder da nossa bancada, o vereador Jairo Araújo.
Reiteramos que desde o início do mandato do prefeito Fernando Gomes, assumimos oficialmente a oposição a este governo na câmara de vereadores, nas ruas e praças da nossa cidade.
Quanto ao vereador Aldenes Meira, esclarecemos que vem agindo em desacordo com a direção municipal. Caso o vereador não reveja suas atitudes e persista a dissonância política, as devidas providências serão adotadas, conforme estabelecido no estatuto do partido.
Itabuna BA, 15 de agosto de 2018.
Comitê Municipal do Partido Comunista do Brasil de Itabuna

Esta publicação possui 4 comentários
  1. Aldenes Meira para que está feio, você é do PCdoB, partido que sempre representou a luta do povo trabalhador e agora por pura conveniência política está apoiando os interesses do prefeito e não o do povo.
    Este povo lembrará de você nas próximas eleições, não votaremos em traidores do povo trabalhador.
    NÃO AO REGIME ESTATUTÁRIO, POR NENHUM DIREITO A MENOS.

  2. É do partido. Você pode ate votar na pessoa, mas o partido é o veículo que viabiliza o candidato. Pelo menos é assim que esta na legislação eleitoral.
    Teoricamente isto fortalece os partidos a terem quadros alinhados com a sua ideologia.
    James aves de Alencar,

  3. Analista,
    Pelo que se sabe, agora no regime estatutário o trabalhador passa a ganhar um pouco a mais e ter a estabilidade no emprego. Diferente do regime CLT.
    Mas é aquela máxima, se esta ruim para os reclamantes, a cidade tem muitas vagas abertas precisando de pessoas para preenche-las. Então estas pessoas podem sair da Prefeitura e ingressar no mercado formal e garantir a seus “direitos da CLT”.
    O que ninguém vê é o serviço prestado por estes agentes da prefeitura. Por isso que ninguém da a mínima para eles. Vai na prefeitura e peça um apoio ou informação, é um jogando para o outro.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top