skip to Main Content
30 de novembro de 2020 | 05:33 pm

ILHÉUS E ITABUNA PERDEM 21 MIL HABITANTES EM APENAS UM ANO, APONTA IBGE

Tempo de leitura: 2 minutos

Itabuna e Ilhéus perdem mais de 21 mil habitantes em um ano, segundo IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta quarta (29), estimativa populacional dos 5.570 municípios. De acordo com o órgão federal, a Bahia perdeu mais de 530 mil habitantes. Itabuna, que sempre apresentava números crescentes, também registrou queda nesta estimativa que tem como base 1º de julho de 2018. Ilhéus, idem.
Segundo o IBGE, o contingente populacional de Itabuna caiu de 221.046 para 212.740 habitantes, o que representa 8.306 moradores a menos.
Ilhéus, que chegou a ter cerca de 250 mil habitantes na década de 90, também registrou redução – e maior. De 178.210 habitantes em 2017 para 164.844 agora em 2018, menos 13.366 habitantes.
Juntos, Itabuna e Ilhéus “perderam”, pela estimativa do IBGE, 21.672 habitantes. Os dois municípios possuem os dois maiores contingentes populacionais do sul da Bahia.
ERRO HISTÓRICO DO IBGE

Nazal: erro histórico do IBGE em Ilhéus

Vice-prefeito de Ilhéus e ex-secretário de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, José Nazal diz que Ilhéus vem anotando crescimento negativo irreal. A “Prova dos Nove”, sustenta, virá com a contagem populacional de 2020.
Ainda para ele, esse crescimento negativo é reflexo de engano nos censos populacionais de 1991 e 2000. Questionado pelo PIMENTA.blog se essa redução de 2017 para 2018 significará perdas em repasses constitucionais para Ilhéus, a exemplo do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), Nazal disse que não.
10 MAIORES NO NEGATIVO
De acordo com a estimativa divulgada hoje, Salvador, que também teve crescimento negativo, tem 2.857.329 habitantes. Feira de Santana possui 609.913 habitantes e Vitória da Conquista é o terceiro mais populoso: 338.885 moradores. Camaçari caiu para 293.723 habitantes.
Juazeiro registrou queda menor que a de Itabuna e aparece agora como quinto mais populoso, com 215.183 habitantes. Lauro de Freitas tem 195.095. Teixeira de Freitas registrou queda, mas superou Jequié, com 158.445 e 155.800 habitantes, respectivamente. Barreiras aparece com 153.831, também em queda.

Esta publicação possui 13 comentários
  1. Esse sro. Nazal está pó fora da situação de ilhéus e ridículo ele fala que IBGE tenha si enganado o que tem de casa desocupada em ilhéus e a venda eles dão sei noção de realidade só tem noção quando é dinheiro a cidade não tem emprego não tem Nanda é uma vergonha a cidade regrediu nois anos 90 era outra civilização

  2. Falta de governabilidade . Precisa de primeira ponto criação de emprego e renda edução segurança públicas de habilitação etc. Pra que seus filhos de origem não saiam em busca de vida melhor dignidade . Vergonha o que os governos fazes com os seus eleitores….

  3. É engraçado tenho 60 anos morando em ilhéus e na rua onde moro a mais de 10 anos eu e nenhum morador foi intrevistado pelo censo do ibge isso é uma farsa para ilhéus perder recursos do governo federal infelismente não temos governantes no municipio só um sacana que se diz prefeito que não fez nada no município ate agora

  4. Fico triste de ver tantos jovens formados em faculdades e escolas técnicas saírem da sua região por não ter emprego para tentar uma vaga no tão disputado mercado de trabalho em outros horizontes.Lamentavel.

  5. Ilhéus ey lindo e muito bom de viver mais só tem ladrão governando a cidade e ela está entregue a eles que só fazem o mal por nossa cidade se a federal procurar saber os podres da prefeitura vai todo mundo preso q pena

  6. Isso é verdade,sou de Ilhéus e estou a 16 anos morando em Eunápolis,pois aqui tem a veracel que gera milhares de empregos, gostaria muito de voltar para Ilhéus, mais ai emprego está em baixa!

  7. Eu moro aqui no Estado de São Paulo, mas apesar falta de mais empresas não só em Ilhéus e Na minha cidade natal Itabuna,apesar de ser criado em Camacan, tenho no meu coração essa cidade.O que falta aos nossos políticos da região é caráter e vergonha na cara e pensar em gerar empregos pra que não precisem sair fds sua cidade e do seu estado de origem.

  8. Falta de investimentos/emprego e quando se consegue vem os aproveitadores te explorar de tudo quanto é jeito, não repassa teus direitos garantido por lei, sabendo que tá difícil conseguir outro emprego fica te ameacando e esses fdp parecem ser imunes acústica justiça

  9. Só voltei esse ano para Ilhéus pq me aposenteie. Há cada ano que vinha aqui só via a cidade mais destruída. Não tem como crescer nessa cidade. Governantes que não fizeram nada. O povo não deveria comparecer nas eleições. Eu não vou.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top