skip to Main Content
31 de maio de 2020 | 10:47 pm

EM ITABUNA, MUDANÇA DE REGIME JURÍDICO DOS SERVIDORES PASSA EM 1ª VOTAÇÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Servidores municipais e camelôs lotaram galeria do plenário da Câmara

Cerca de oito horas depois das discussões, os vereadores da base da base aliada do prefeito Fernando Gomes aprovaram, em primeira votação, o projeto que altera o regime jurídico dos servidores e servidoras municipais de Itabuna de celetista para estatutário, por 11 a 10. Para os representantes do funcionalismo, a diferença de um voto indica que “os trabalhadores e trabalhadores perderam a primeira batalha, não a guerra”. A segundo votação está marcada para a próxima segunda (10), às 14h.
A sessão começou com a votação das emendas apresentadas pelos vereadores, com a votação dos artigos que não receberam emenda logo na sequência, encerrando a sessão por volta das 22h30min.
Para a presidente do Sindicato dos Servidores e Funcionários Municipais de Itabuna (Sindserv), Wilmaci Oliveira, há espaço para derrubar a proposta do governo. “O resultado demonstra que é possível derrotar o projeto. Vamos intensificar as mobilizações para a segunda e definitiva votação, que ocorrerá segunda-feira. Convocamos todos os servidores e servidoras a ocuparem a Câmara de Vereadores para virarmos esse jogo”, afirmou Wilmaci.

A FAVOR DO PROJETO CONTRA O PROJETO
ALDENES MEIRA JAIRO ARAÚJO
NINHO CHARLIANE SOUZA
ANTÔNIO CAVALCANTE ENDERSON GUINHO
RONALDÂO CHICÃO
JUNIOR DO TRATOR MANOEL JUNIOR
CHICO REIS BABÁ CEARENSE
ALEX DA OFICINA PASTOR FRANCISCO
MILTON GRAMACHO JUNIOR BRANDÃO
BETO DOURADO ZICO
RICARDO XAVIER NEL DO BAR
ROBINHO

 

Esta publicação possui 4 comentários
  1. Meu vereador Aldenes Meira votou contra os trabalhadores que veem no FGTS uma garantia quando algo de ruim possa acontecer como um doença grave ? Meu Vereador votou contra os trabalhadores que sonham em adquirir o imóvel próprio e veem no FGTS a grande chance de compor o valor da entrada do financiamento habicional? Meu vereador Aldenes Meira votou contra os trabalhadores que quando se aposentarem e por consequência veem no FGTS um porto seguro, uma reserva financeira para eventual necessidade de comprar um remédio, fazer um exame ou pagar consulta ? Infelizmente acho que meu vereador se perdeu durante o caminho, se perdeu nos seus ideais, se perdeu por achar que ter mandatos consecutivos garantem um carga perpétuo na câmara. As próximas eleições estão ai e tu és inteligente o suficiente para saber que as portas estarão fechadas para ti, a cada 500 metros nessa cidade tem um trabalhador de prefeitura ou parente que falara mal de ti e lembrara do ocorrido. Um abraço de um ex eleitor seu !

  2. Aldenes, Ninho e Ricardo Xavier que ainda tem pretensões políticas, podem mudar esse resultado. É uma mudança que vai atingir muitas famílias. Pensem bem …

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top