skip to Main Content
3 de abril de 2020 | 03:59 am

CARRO PEGA FOGO NO PONTALZINHO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Bombeiros foi acionado para combater incêndio no Pontalzinho || Foto Daniel Thame

Um veículo pegou fogo, na Rua Henrique Alves, no Pontalzinho, em Itabuna, por volta das 20h desta segunda-feira (1º). O carro de passeio, modelo GM Corsa, placa JPK-7201, licenciado em Santo Antônio de Jesus (BA), ficou totalmente destruído. O Corpo de Bombeiros foi acionado para debelar as chamas. Ninguém ficou ferido.

IBOPE: BOLSONARO SOBE 4 PONTOS E ATINGE 31%; HADDAD FICA COM 21% E CIRO OSCILA PARA 11%

Tempo de leitura: 2 minutos

Pesquisa Ibope dá maior vantagem a Bolsonaro e Haddad mantém 21%

A mais nova pesquisa Ibope mostra o candidato do PSL à presidência da República, Jair Bolsonaro, crescendo 4 pontos em relação à pesquisa da semana passada e agora tem 31%. É o maior percentual já obtido pelo deputado federal na série de pesquisas do Ibope. Já Fernando Haddad (PT), estabilizou-se e manteve os 21% da pesquisa publicada no último dia 26.
Ciro Gomes (PDT) oscilou de 12% para 11%, enquanto Geraldo Alckmin (PSDB) manteve-se com 8%. Marina Silva (Rede) oscilou de 6% para 4%. Veja outros números da pesquisa na sequência abaixo:

Arte G1

REJEIÇÃO
A pesquisa também aferiu a rejeição aos candidatos. A de Fernando Haddad disparou. Saltou de 27% para 38%, enquanto Bolsonaro é rejeitado por 44% dos eleitores. A de Marina Silva oscilou de 27% para 25% e a de Ciro saiu de 16% para 18%. Alckmin manteve 19% de rejeição.
SEGUNDO TURNO
O Ibope também testou cenários de segundo turno. Fernando Haddad e Bolsonaro empatam: 42% a 42%. Bolsonaro perde apenas para Ciro Gomes: 45% a 39%. Contra Alckmin, fica 42% a 39%, o que configura empate técnico. Contra Marina, Bolsonaro obtém vitória: 43% a 38%.
A pesquisa Ibope foi feita no sábado e no domingo (29 e 30) e ouviu 3.010 eleitores em 208 municípios. O levantamento foi contratado pela TV Globo e o Estadão e está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR- 08650/2018.

ACUSADOS DE FRAUDE EM CARTÓRIO DE UNA VÃO PARA PRESÍDIOS DE ITABUNA E ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

O delegado explicou que os ex-escreventes são acusados de vários crimes|| Foto Rodrigo Macedo

A Polícia Civil transferiu Ruan Carlos Batista dos Santos para o Presídio Ariston Cardoso, em Ilhéus. O ex-escrevente do Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais de Una é acusado de vários crimes. Ruan foi detido junto com a sua ex-colega, Brenda Conceição Sena, que nesta terça-feira (2) será transferida para o Conjunto Penal de Itabuna.
Ruan Carlos e Brenda Conceição foram presos na sexta-feira (28) por determinação judicial. De acordo com o chefe da Coordenadoria Regional da Polícia Civil em Ilhéus, delegado Evy Paternostro, dentre outros crimes, os ex-funcionários são investigados por falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistema de informações, sonegação ou inutilização de livros, excessos de exação e supressão de tributos.
As investigações apontam que que os acusados emitiam Documento de Arrecadação Judicial e Extrajudicial (DAJEs) do tipo Isento, quando deveriam fazê-lo do tipo Pago. Segundo a polícia, os suspeitos se apropriavam do valor da taxa cobrada pelos serviços.
O delegado explicou que os ex-escreventes foram demitidos pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJB), após conclusão de processo administrativo. O ex-escrevente Ruan Carlos é acusado também pelo desaparecimento de documentos públicos. Os suspeitos podem pegar até 15 anos de prisão.

ESTUDO APONTA QUE 75% DOS IDOSOS SÃO ATENDIDOS EXCLUSIVAMENTE PELO SUS

Tempo de leitura: 2 minutos

Ministério da Saúde apresentou os dados nesta segunda sobre atendimento ao idoso|| Foto divulgação

O Ministério da Saúde divulgou, nesta segunda-feira (1º), Dia Nacional e Internacional do Idoso, um estudo com dados inéditos sobre o perfil de envelhecimento da população no Brasil. O Estudo Longitudinal da Saúde dos Idosos Brasileiros (ELSI-Brasil) apontou que 75,3% dos idosos brasileiros dependem exclusivamente dos serviços prestados no Sistema Único de Saúde, sendo que 83,1% realizaram pelo menos uma consulta médica nos últimos 12 meses.
Nesse período, foi identificado ainda 10,2% dos idosos foram hospitalizados uma ou mais vezes. Quase 40% dos idosos possuem uma doença crônica e 29,8% possuem duas ou mais como diabetes, hipertensão ou artrite. Ou seja, ao todo, cerca de 70% dos idosos possuem alguma doença crônica.
O estudo apontou também que 85% da população com 50 anos ou mais vivem em áreas urbanas. E entre os relatos sobre os hábitos de comportamento, 43% dos idosos acompanhados pelo estudo disseram ter medo de cair na rua.
A pesquisa foi coordenada pela professora Maria Fernanda Lima-Costa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) de Minas Gerais. Na primeira etapa, participaram da pesquisa pessoas com 50 anos ou mais entre os anos 2015 e 2016 em 70 municípios nas cinco regiões do país. A idade de 50 anos foi utilizada devido ao interesse em analisar o período de transição do momento produtivo para o início da aposentadoria dos idosos (60 anos ou mais).

Leia Mais

GEÓGRAFO BAIANO MILTON SANTOS É HOMENAGEADO PELO GOOGLE

Tempo de leitura: 2 minutos

Google homenageia baiano|| Foto Reprodução

O geógrafo baiano Milton Santos é o homenageado pelo doodle do Google nesta segunda-feira (1), data que marca o dia em que ele venceu o Prêmio Vautrin Lud de Geografia, na França, considerado o Nobel da área. Milton ganhou o prêmio em 1994, sendo o primeiro brasileiro a conquistar a honraria.
A ilustração na página inicial do Google substitui as letras do logo clássico do buscador pelo rosto de Milton Santos, o mapa do Brasil, um arranha-céu e o globo mundial. Assim, o Doodle celebra, não só a biografia do pesquisador, mas também elementos importantes do estudo do geógrafo, como o contraste entre periferia e centro, a globalização e o território brasileiro.
Nascido em 3 de maio de 1926 em Brotas de Macaúbas, Milton Santos era filho de dois professores e se tornou conhecido por conta de suas pesquisas sobre urbanização e realidades geográficas. Ele morreu aos 75 anos, em 2001.

Leia Mais

UEFS ABRE INSCRIÇÕES EM CONCURSO PARA PROFESSOR

Tempo de leitura: < 1 minuto

Uesf abre inscrições para selecionar professores

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) abriu, nesta segunda-feira (1º), inscrições para o Concurso Público de Provas e Títulos destinado ao provimento de cargos permanentes de Professor Auxiliar, nível “A”. O candidato tem até o dia 31 deste mês para se inscrever no Site da Coordenação de Seleção e Admissão. A taxa é de R$ 220.
De acordo com edital, as provas escritas, didáticas e de títulos serão aplicadas no período de 26 de novembro a 7 de dezembro.O salário base é de R$ 3.455,08. São oferecidas três vagas, sendo que duas para ensino de Química e Química Geral, com regime de trabalho de 40h. Pode concorrer quem possui graduação em Química com Especialização em Química, Ciências ou Educação.
A terceira vaga é para atuar na Medicina da Família e Comunidade, com regime de trabalho de 40h, com formação exigida de graduação em Medicina e Especialização em Medicina Geral de Família e Comunidade ou residência em Medicina Geral de Família e Comunidade. Além disso, precisa ter registro no Conselho Profissional.

MUNICÍPIOS DO SUL DA BAHIA PODEM PERDER VERBAS PARA AÇÕES DE APOIO ÀS CRIANÇAS

Tempo de leitura: 2 minutos

O dinheiro é para ações de proteção à criança

Ibirapitanga, Floresta Azul, Pau Brasil e Ubatã estão entre os 50 municípios baianos notificados para sanar pendências e evitar a suspensão de repasses de verbas dos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente. As localidades em situação irregular têm dia 15 deste mês para atualizar o cadastramento. O procedimento deve ser feito no site do Ministério dos Direitos Humanos (MDH) e quem perder o prazo deixará de receber os repasses.
Os municípios com os Fundos com CNPJ em situação regular, mas com cadastro de informações bancárias ausente, incompleto ou irregular junto ao MDH devem realizar o cadastro. É preciso informar o CNPJ, o número do banco, agência e conta bancária exclusiva para a gestão dos recursos do Fundo, aberta em instituição financeira pública.
Já os municípios com Fundos com cadastro e CNPJ em situação regular, considerados aptos pela Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) e que receberam recursos no último ano, caso identifiquem algum erro nos dados cadastrados, devem enviar as informações corretas para o e-mail conanda@mdh.gov.br. É possível também fazer o ajuste no formulário disponível no site do MDH.
LISTA DE MUNICÍPIOS COM PENDÊNCIAS
Os Fundos que, segundo dados da RFB, não têm CNPJ em situação regular ou não informaram o CNPJ no momento do cadastramento junto ao MDH deverão regularizar seus respectivos Fundos. Clique aqui para acessar a lista dos municípios baianos com pendências.

Leia Mais

CORREIOS COMEÇAM A ENCAMINHAR CERCA DE 11 MILHÕES DE PROVAS DO ENEM

Tempo de leitura: 2 minutos

Provas do Enem já estão com os Correios|| Foto Divulgação

Os Correios começaram a encaminhar, no sábado (29), cerca de 11 milhões de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018, previsto para acontecer nos dias 4 e 11 de novembro. A empresa estatal é responsável pela retirada do material da gráfica E a entrega nos locais de aplicação. O Exame é coordenado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
Os Correios empresa também fazem a logística reversa para a correção das provas. Durante esse trajeto continental – são 8 mil rotas de transporte -, o material é escoltado pelas forças de segurança e o Exército fica responsável pela guarda temporária dos malotes em seus batalhões, garantindo o sigilo de informação.
A operação Enem 2017 distribuiu 13 milhões de provas em 1.725 municípios brasileiros, o que representa 326 mil km percorridos. Este ano, mais de 5,5 milhões de inscrições estão confirmadas no Exame e os Correios serão os responsáveis pela logística de distribuição novamente.
Em 2018, será realizada a 20ª edição do Exame Nacional do Ensino Médio, a 10ª com a participação dos Correios. A empresa realiza a Operação Enem desde 2009, quando o Inep a convidou para operar a logística do Exame, depois que provas foram furtadas de uma das gráficas responsáveis pela produção dos cadernos de questões.
Os Correios são parceiros do Inep em outras operações, como o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

GOVERNO QUER ACORDO POR MENOS AÇÚCAR EM ALIMENTOS

Tempo de leitura: 2 minutos

Refrigerantes estão entre os alvos de ação da Saúde

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, anunciou hoje (1º), em Brasília, que ainda este mês será finalizado um acordo com a indústria de alimentos processados para a redução do nível de açúcar em vários produtos.
Segundo ele, nesse primeiro momento, a proposta vai incluir iogurtes, achocolatados, sucos em caixinha, refrigerantes, bolos e biscoitos.
“Cada um terá um nível de redução de açúcar, que será estabelecido até 2021, quando sentaremos novamente com a indústria para definir um novo patamar”, disse Occhi, durante o lançamento de uma pesquisa sobre perfil da população idosa brasileira.
O ministro disse que o acordo com a indústria é uma das ações preventivas contra problemas de saúde que poderão contribuir para a melhoria da qualidade de vida população em crescente envelhecimento no país.
Atualmente, os idosos representam 14,3% dos brasileiros, ou seja, 29,3 milhões de pessoas.

VIVENDO MAIS

A expectativa de vida do brasileiro aumentou 30 anos nas últimas sete décadas, passando de pouco mais de 45 anos de idade para 75 anos.
“Temos que cuidar desde a infância para que nossa população tenha uma vida cada vez mais saudável. As pessoas com mais de 60 anos precisam ter práticas físicas e diagnósticos cada vez mais precoces sobre possíveis doenças crônicas”, disse o ministro da Saúde.
De acordo com o estudo realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), 75,3% das 9,4 mil pessoas com 50 anos ou mais, entrevistadas em 70 municípios brasileiros, dependem exclusivamente do Sistema Único de Saúde (SUS). A pesquisa aponta que, por este cenário, os investimentos no sistema são fundamentais para reduzir as desigualdades sociais em saúde.
Um dos pontos de alerta feito pelos pesquisadores é o de que o envelhecimento da população é uma realidade irreversível que ainda ocorre de forma “profundamente desigual”. As diferenças econômicas, segundo eles, refletem diretamente na qualidade de vida dessas pessoas.

HIPERTENSÃO LIDERA DOENÇAS

O leque de doenças que mais afetam esse público é liderado pela hipertensão (mais da metade dos entrevistados), seguida por dores na coluna, artrite e depressão.
O levantamento mostrou que quase 30% dos idosos sofrem com duas ou mais doenças crônicas e que, nos últimos 12 meses, 10,2% dos entrevistados relataram que foram hospitalizados pelo menos uma vez.
A insegurança nas áreas urbanas também foi destacada no diagnóstico apresentado pela Fiocruz e UFMG, que mostrou que 85% dos idosos com 50 anos ou mais vivem em cidades.
Mais de 40% dos ouvidos disseram ter medo de cair nas ruas em função do estado de calçadas e passeios. Outros 36% declararam o temor em atravessar ruas.
“Saúde é uma responsabilidade de todos. Estamos falando de educação, de saneamento, de mobilidade urbana. Todos nós, como governo de maneira global, temos que adotar medidas”, defendeu o ministro da Saúde.

COLHEMOS TUDO QUE PLANTAMOS

Tempo de leitura: 2 minutos

Wallace Setenta || catongo70@gmail.com
 

Os industriais – processadores e chocolateiros – sabem o quão falaciosas, inconsistentes e dissimuladas eram essas premissas, mas delas faziam uso para sedução dos produtores de cacau. Deu no que deu… É hora de encontramos novos caminhos.
 

Conhecemos bem as ameaças internas e externas, como também as virtudes e desacertos da nossa cacauicultura baiana estabelecida ao longo de dois séculos e meio de história. Daí a apreensão, quando a Associação das Indústrias Processadoras de Cacau (AIPC) oferece ao Governo Federal um “Plano de Crescimento 2028” para a cacauicultura brasileira, abordado sob os aspectos: a] Gigante adormecido [Eduardo Bastos]; b] Novas fronteiras para sustentabilidade [Tim Mccoy]; c] CocoAction Brasil [Pedro Ronca]; d] Protagonismo da Bahia e do Pará; e] Plano de crescimento para 2028; f] Solução para o endividamento.
Fiquei feliz e não. Tenho críticas ao Estado pela ausência e à condução das ações e políticas públicas como pelas suas gestões e ingerências na região cacaueira. Sendo assim, gostaria de entender melhor tamanha generosidade por parte daqueles que representam o “elo mais forte” [economicamente] da tão desigual cadeia produtiva do cacau.
Ressalvamos ser enorme o esforço necessário para alcançarmos um “consenso compartilhado por objetivos comuns” para a finalização dum Plano de amparo a cacauicultura e aqui vai apenas como colaboração, 3 pontos básicos para a reestruturação do rural sul-baiano em bases sustentáveis; 1] preservação e conservação dos recursos naturais; 2] produção agrícola e de serviços ambientais; e 3] agroindustrialização – todos eles esmiuçados nas suas complexidades [do antes, do durante e do depois] a partir do estabelecimento rural, só assim conseguiremos agregar competências para colocar a atividade em movimento, propondo políticas públicas consistentes e a serviço de todos.
Uma ação desgarrada como esta, não fica bem perante a nova sociedade cibernética globalizada, de comunicação rápida e intensa, do diálogo aberto, franco e democrático, justo e partilhado por todos, no sentido de uma convivência comum e solidária.
Mas de uma coisa fiquemos certos, os pressupostos do modelo econômico central nos quais se baseavam a “velha cacauicultura”, nenhum deles hoje, não nos parece mais convincente. Entretanto podemos executar uma transição sem percalços, corrigindo nossos erros em função do melhor desempenho e eficiência para sustentabilidade do agroecossistema local, e alcançarmos à 2028 como parte de um entendimento civilizado comprometido com novos paradigmas e assim sendo, não mais com posições hegemônicas.
Os industriais – processadores e chocolateiros – sabem o quão falaciosas, inconsistentes e dissimuladas eram essas premissas, mas delas faziam uso para sedução dos produtores de cacau. Deu no que deu… É hora de encontramos novos caminhos.
Wallace Setenta é presidente do Sindicato Rural de Itabuna.

Back To Top